Nesses últimos anos, muitos tutores de cães estão trocando a conhecida ração por alimentos naturais. Essa troca pode ser benéfica para o cachorro, mas mudanças como essas devem ser acompanhadas por um profissional. Vamos descobrir se o cachorro pode comer frango.

Nem todo alimento que consumimos podem ser compartilhados com o pet. Alguns alimentos podem ser maléficos para o cão e em alguns casos até fatal. Por isso é necessário um cuidado redobrado ao oferecer alguma comida para o cachorro.

Existem algumas dúvidas sobre como montar a dieta para o cão sem comprometer sua saúde. Uma dúvida muito comum é se o cachorro pode comer frango.

Posso dar frango para o cachorro?

cachorro comendo seu osso

Cachorro comendo – Foto: Freepik

O frango é um dos ingredientes presentes na ração do cachorro. Ele é uma proteína, uma das bases da alimentação do animal.

Assim, o cachorro pode comer frango, mas é preciso saber a forma certa de preparo, outro cuidado é com a quantidade servida, que não deve superar a necessidade calórica do animal.

Para os cães que consomem ração, não existe essa necessidade de incluir mais uma fonte de proteína, já que a ração deve conter todos os nutrientes para uma boa nutrição do animal. Mas o frango pode ser servido como petisco para o pet, porém com moderação.

Alguns tutores usam o frango na dieta do animal que está consumido alimentos naturais. Nesse caso, a quantidade servida para o cão deve ser maior que aquele que só consome como um petisco.

Mas antes de mudar a ração para uma dieta natural, o ideal é procurar um veterinário para fazer essa mudança de forma correta, sem que o cão sofra com a falta ou excesso de calorias.

Quais os benefícios do frango para o cachorro?

cachorro pode comer salada

Cachorro comendo salada. Foto: Freepik

A carne do frango possui nutrientes como a vitamina C, ácido fólico, niacina e entre outras vitaminas do complexo B. Ela é uma fonte de proteína e preparado da forma certa vai ser um grande aliado na saúde do animal.

O consumo de proteínas, como é o caso do frango, ajudam nas construções dos tecidos e na renovação da estrutura dos órgãos. Outra função é no fortalecimento do sistema imunológico do cachorro.

Quando o cão tem sua dieta mudada para alimentos naturais, são necessárias substituições nutricionais e a carne da ave pode ser uma forma de complementar a dieta do animal.

Cuidado com a contaminação da carne

digestão dos cães

Cães comendo – Foto: Freepik

Um cuidado ao servir alimentos ao cão é com a contaminação por bactérias e parasitas. Ao contrário da ração, um alimento fresco tem uma menor durabilidade, por isso fique atento e descarte o alimento quando o cão não consumir.

Outro cuidado é com a carne crua. O cão até pode consumir, mas é preciso todo um cuidado para não acabar sendo nocivo para ele, já que assim é bem mais fácil a contaminação.

Osso de carne crua também pode causar contaminação no anima, então tenha cuidado ao descartar para que o animal não tenha acesso. Além de contaminar o animal, casos de contaminações também podem ser um risco para quem convive com o pet.

Melhor forma de preparar frango para o cachorro

ração de cachorro adulto para filhote

Cão comendo em sua tigela – Foto: Freepik

A melhor forma de preparo da carne do frango para o cachorro e cozido. A carne não deve ser temperada, nem mesmo com sal. O osso deve ser removido, já que pode causar acidentes como engasgamento ou até perfuração no estômago, ou intestino.

O frango também não deve ser frito. Alimentos gordurosos podem causar pancreatite, uma inflamação no pâncreas grave, que causa uma grande debilitação na saúde do pet.

Também é importante saber que não se deve servir o mesmo frango do seu consumo para o cachorro. Como ele não pode consumir certos temperos, o frango do cachorro precisa ser feito em panelas próprias para evitar contato com esses condimentos.

A quantidade de frango deve corresponder com as necessidades do animal

Uma dúvida que pode surgir é qual deve ser a quantidade de frango para o consumo do cachorro.

Em casos em que o frango será usado como petisco, deve-se ter um cuidado maior, já que o cão consome sua necessidade calórica diária com a ração, por isso a quantidade deve ser controlada e orientada pelo profissional para evitar sobrepeso no animal.

cachorro pode comer frango

filhote de cachorro comendo – Foto: Freepik

A ração, de boa qualidade, já possui todos os nutrientes que o cão precisa, então geralmente não é necessária uma complementação com outro alimento.

Mas o frango pode ser uma ajuda na alimentação do animal quando ele está sem apetite, já que ao misturar com a ração ela pode despertar o interesse do cão pela comida.

Já nos casos em que o cachorro consome só uma dieta com alimentos, a quantidade da proteína necessária em seu cardápio será maior.

Então o cachorro pode comer frango? Sim, mas para não ocorrer erros ao montar a dieta do animal, é preciso de orientação do veterinário, que prescrevera uma dieta que corresponde com a fisiologia do animal.

Cada animal precisa ter sua própria dieta, já que a quantidade varia conforme o porte, o nível de exercício, a idade e em casos de alguma doença.

Outros alimentos liberados para o cachorro

Além do frango, outros alimentos também podem ser consumidos pelo cachorro. São ótimas opções para variar um pouco a alimentação do cachorro.

  • Maçã: Ela é amada pelos cães. A fruta está liberada para o consumo do cão, pela presença de líquidos é um bom alimento para os dias mais quentes. Uma atenção para a forma como ela deve ser servida. O certo é remover a sementes, já que elas podem causar obstrução intestinal. Pois as sementes da maçã também possuem uma substância conhecida como cianeto, que é toxica para o cão. Sirva sempre sem semente e cortada em pedaços proporcionais ao porte do cachorro.
  • Batata Doce: O pet pode consumir batata doce. Mas deve-se servir a batata cozida, cortada em pequenos tamanhos, sem casca e sem temperos. A batata doce crua é difícil de digerir pelo cachorro e pode causar problemas gástricos, ela também possui algumas toxinas ao ser consumida sem ser cozida.
  • Cenoura: É um alimento que pode-se servir cru ou cozido. Além disso, a cenoura também serve como um mordedor para alívio da gengiva quando os dentes estão nascendo.
  • Banana: Outra fruta que o cachorro adora e que é liberado para o consumo. O animal deve consumir a banana sem a casca.
  • Abóbora: Uma outra opção para compor a dieta do pet é a abóbora. Deve-se cozinhar antes do consumo.
  • Aveia: O uso da aveia na dieta do cachorro pode ajudar no bom funcionamento do trânsito intestinal.  Mas cuidado com o consumo exagerado, já que ao ser rico em fibras, a aveia em excesso pode causar desconfortos intestinais no animal. Prefira servir cozida na água, a aveia crua é difícil de digerir.

Assim, ao servir esses alimentos como petiscos, lembre-se de oferecer pequenas porções, o consumo acima da necessidade calórica do animal pode causar sobrepeso e obesidade.

Receitas com frango para o cachorro

cachorro pode comer frango

Cão se alimentando – Foto: Freepik

Agora que você já sabe que o cachorro pode consumir frango, selecionamos algumas receitas com a carne que o seu pet vai amar. São formas de servir a carne de forma segura e apetitosa para o cachorro.

Assim, o corte do frango mais indicado para o consumo do cachorro é o peito, ele possui menos gorduras e é mais fácil de remover dos ossos.

Não acrescente temperos, alguns podem ser tóxicos para o animal, o melhor é evitar temperar qualquer alimento para os cães.

Assim, uma forma de saber a quantidade correta para suprir as necessidades do cão é seguindo a proporção de 35% de carboidrato, 35% de proteínas animal e 30% de proteína vegetal.

Mas o ideal é seguir a orientação do médico-veterinário sobre a introdução de outros alimentos na dieta do cachorro.

Frango com arroz e cenoura

Para essa receita, você vai precisar de:

  • 2 xícara de arroz
  • 1 xícara de peito de frango cozido sem tempero
  • 1 xícara de cenoura
  • 4 xícaras de água

Como preparar:

  1. Primeiramente, em uma panela, cozinhe todos os ingredientes por 15 a 20 minutos.
  2. Em seguida, deixe o arroz cozinhar até ficar em uma consistência de risoto e se necessário acrescente um pouco de água até chegar no ponto.
  3. Por fim, sirva a quantidade indicada para o pet e o restante pode ser congelado, em porções individuais, em até 15 dias.

Misturinha de frango, fígado, batata e brócolis

Essa é uma mistura que pode ser substituída por uma refeição. Os ingredientes necessários para a recita são:

  • Peito de frango cortado em cubos
  • Fígado do frango cortado
  • 2 batatas doce em cubo e sem casca
  • 3 brócolis picado

Como preparar

  1. Primeiramente, deve-se colocar o frango para cozinhar, assim que a carne estiver chegando ao ponto;
  2. Em seguida, acrescente a batata e o brócolis e deixe cozinhar por 5 minutos.
  3. Por último acrescente o fígado e desligue assim que cozinhar por mais 5 minutos. Espere esfriar para servir o alimento para o cachorro.

Assim, sirva proporcionalmente ao animal, seguindo sua necessidade calórica. Se for dar para o pet como um petisco, a quantidade deve ser com moderação.

O cachorro pode comer frango, assim, uma outra forma de servir o frango é misturando com a ração. Você só precisa cozinhar a carne sem nenhum tempero. Desfie e misture na ração do cão.