Quem cuida de um pet sabe que é comum durante a vida do animal ele apresentar algum problema de saúde ou comportamental. Um problema bastante recorrente é a falta de apetite do cachorro, que causa muita aflição aos tutores, já que quando o cão apresenta esse comportamento logo é associado com alguma enfermidade.

A falta de apetite é um dos sintomas mais comuns em diversas doenças, mas ele também pode estar ligado a algum distúrbio comportamental, ou até mesmo com fatores do ambiente.

Falta de apetite: quais são os motivos?

Como combater a depressão canina

Cão com carinha de triste – Foto: Freepik

Existem diferentes fatores que podem causar a perda de apetite do cachorro. É bem comum que esse problema esteja relacionado com problemas digestivos, sendo um dos primeiros sinais de uma doença.

Mas a falta de apetite também pode ser uma resposta de um problema comportamental.

Cães estressados ou com ansiedade de separação podem apresentar essa falta de apetite, outro fator que modifica a alimentação do cachorro são fatores externos como dias quentes.

É importante saber identificar o que está causando esse problema no cão, para assim poder saber como prosseguir para cuidar adequadamente do animal.

1. Apetite seletivo pode ser a causa da falta do apetite

cão triste

Cachorro posando para foto. Foto Freepik

Um problema relacionado a falta de apetite do cachorro é o apetite seletivo. Diferente da perda de apetite causada por alguma doença, no apetite seletivo o cão só apresenta essa falta de apetite por alguns alimentos, mas continuam apresentando interesse em outros, principalmente nos alimentos consumidos pelos humanos.

É comum que alguns cães que só consomem ração, ao serem oferecidos outros alimentos ou petiscos, acabem desenvolvendo essa seletividade na alimentação.

As raças de pequeno porte são mais seletivas com a alimentação e podem criar o habito de ‘pular’ refeições.

É importante sempre usar métodos que ajudem a incentivar o animal a se alimentar, para ele consumir os nutrientes necessários para o seu desenvolvimento e manutenção da saúde.

2. A falta de apetite pode ser um sintoma de alguma doença

Como combater a depressão canina

Cão deitado triste – Foto: Freepik

Quando o cachorro apresenta uma falta de apetite, pode estar ligado a algum problema de saúde.

A investigação do diagnóstico deve ser feito por um profissional, mas a manifestação da falta de apetite com outros sintomas pode facilitar no diagnóstico da doença.

Veja quais são as principais doenças que podem manifestar a falta de apetite no animal.

Distúrbios Digestivos

Esses distúrbios afetam o estomago e o intestino, resultando em diversos problemas.

Existem várias causas para um problema digestivo, entre eles está a constipação, diarreia, gastroenterite e doença inflamatória intestinal.

  • Constipação: A constipação é caracterizada pelo mau funcionamento do intestino, causando dificuldade para defecar. Com a gravidade do problema, o cão pode apresentar falta de apetite e desidratação. O problema costuma está relacionado ao estilo de vida do animal, mas algumas outras doenças podem desencadear a constipação.
  • Diarreia: Assim como nos humanos, a diarreia canina causa uma maior frequência de evacuação e a perda de consistência das fezes. As principais causas para a diarreia é a ingestão de comidas estragadas, a troca de ração, infecções, estresse e parasitas.
  • Gastroenterite: A manifestação desse problema pode ser de forma aguda, quando surge de repente e some na maioria das vezes; mas também pode ser crônica, quando tem uma duração maior e agrava sem um tratamento adequado. Na maioria dos casos, um cão sofrendo de uma gastroenterite apresenta vômito e diarreia, mas pode incluir perda de apetite e sangue nas fezes.
  • Doença inflamatória intestinal: Esse problema pode ser decorrente de diferentes fatores como infecção parasitarias ou até mesmo a má alimentação. Entre os sinais clínicos da IBD estão a perda de apetite, diarreia, vomito, dificuldade para evacuar e perda de peso.

Doenças Virais

como aumentar a imunidade do cachorro

Cachorrinho triste deitado. Foto: Freepik

  • Coronavirose: Esse vírus não possui relação com a COVID-19. Eles chegam a pertencer a mesma família, mas são distintos. A espécie de coronavirose entérico canino ataca o sistema digestivo do cachorro, causando diarreia, vomito e perda de apetite e sangue nas fezes. É uma doença muito contagiosa entre os cães. A melhor prevenção para o coronavirose é com a vacinação.
  • Cinomose: É causada pelo vírus CDV e altamente contagiosa entre os cães. O vírus pode atacar diferentes sistemas do corpo do animal, entre o respiratório, digestivo e neurológico. A doença costuma afetar primeiro o sistema digestivo, causando diarreia e perda de apetite, mas com o agravamento da doença outros sintomas como convulsão e tremores podem ser manifestados no animal. A cinomose tem cura, mas costuma deixar sequelas no animal.

Insuficiência Renal Crônica

cachorro tem ansiedade

Tutor abraçado com seu cachorrinho triste. Foto: Freepik

A insuficiência renal crônica é caracteriza pela incapacitação dos rins em cumprir suas funções. É um quadro mais comum em animais idosos, mas qualquer idade pode ser afetada com esse problema.

A doença apresenta alguns sintomas como a perda de apetite, vômitos, aumento da ingestão de água, perda de peso, maior volume de urina e úlceras na boca e no focinho.

Essa doença não tem cura, mas algumas medidas auxiliam na melhora do quadro do animal.

Obstrução gastrointestinal

É um quadro onde há um bloqueio do fluxo gastrointestinal do cachorro. Esse é um problema que pode acontecer com frequência, já que a maioria dos casos de uma obstrução gastrointestinal é a ingestão de objetos que não são expelidos naturalmente pelo corpo.

Assim acaba causando uma obstrução no intestino do cachorro, e em casos mais graves, pode ocorrer a perfuração do órgão.

Entre os sintomas de uma obstrução intestinal estão a falta de apetite, apatia, dores abdominais, vômitos e desidratação.

A obstrução também pode ocorrer por tumores ou por uma infecção parasitária.

O tratamento de uma obstrução depende do causador, na maiorias das vezes é necessário um tratamento cirúrgico, mas alguns são resolvidos com a prescrição de medicamentos.

Caso o animal apresente sintomas de uma obstrução, ele precisa ser levado para um veterinário com urgência, principalmente em casos de obstrução por corpo estranho, já que apresenta um maior perigo de perfuração, agravando o quadro clinico.

Dor intensa

cachorro triste

Cadela triste – Foto: Freepik

Um quadro que pode deixar seu pet sem apetite é quando ele está com dores intensas. Nas maiorias desses casos, o cão até tenta se alimentar, mas o incômodo é tão grande que ele acaba ficando incapaz de comer.

Observe se a falta de apetite está acompanhada de alguma dor, assim pode haver uma ligação entre os sintomas.

Em casos de falta de apetite acompanhada de dores, o mais adequado é o encaminhamento do animal com urgência para um veterinário.

Esses sinais clínicos podem estar relacionados com um problema maior como a torção gástrica, que pode ser fatal para o cachorro.

Falta de apetite e problemas comportamentais

falta de apetite do cachorro

Cãozinho triste – Foto: Freepik

Em algumas situações, a perda de apetite pode estar relacionada a algum problema comportamental.

Os cães também sofrem com o estresse, com ansiedade e com o tédio. Isso pode interferir em como o animal está se alimentando. Alguns cães podem apresentar essa modificação no apetite ao ficarem distantes de seus tutores.

Quando a falta de apetite está relacionada a problemas comportamentais, o cachorro tende a apresentar outros sinais como latido excessivo, comportamento destrutivo, automutilação, choros e uivos.

Alguns cuidados e mudanças na rotina são importantes para resolver esses problemas.

Quando a falta de apetite é preocupante?

falta de apetite do cachorro

Cachorro triste Fonte: Freepik

Como foi pontuado, nem sempre a falta de apetite é um sinal de que o animal está doente. Mas é importante saber quando o pet precisa de um atendimento com um profissional.

Sempre que o cachorro apresentar uma mudança no apetite, observe se algum outro sintoma é manifestado. Falta de apetite acompanhada de algum outro sintoma como diarreia, vômitos, dores e apatia, são casos que devem ser encaminhados para um atendimento com profissional.

Casos em que o cão fique mais de 24 horas sem se alimentas também precisam de atendimento com o médico-veterinário. Quadros assim podem desencadear desidratação no cachorro.

Lembre-se sempre de transcrever qualquer mudança comportamental do animal para o profissional, assim facilita o diagnóstico da falta de apetite.

Em casos de má alimentação sem motivo aparente, o veterinário pode prescrever suplementação alimentar para evitar a desnutrição do cachorro.

Dicas para a alimentação do cachorro

falta de apetite do cachorro

Cão comendo – Foto: Freepik

Quando o cão está apresentando falta de apetite sem estar relacionado a alguma doença, então são necessárias algumas mudanças para incentivar a alimentação do cachorro.

O principal é a escolha da comida do animal, caso ele se alimente com ração, procure sempre uma de boa qualidade e que contenha todos os nutrientes necessários para o cão. Caso seja alimento caseiro, procure um profissional para prescrever a dieta adequada para o pet.

Ofereça petiços em brinquedos comedores, essa é também uma opção para aqueles cães que ficam sozinhos por um longo período.

Garanta que o cachorro esteja tendo uma rotina de atividade diárias. Uma opção que ajuda no apetite do animal é leva-lo para passear antes das refeições, assim o gasto de energia estimula a alimentação do pet.

Procure estabelecer horários para a refeição do cachorro, e coloque o comedouro em um local adequado e limpo.

Os cães não se alimentam onde fazem suas necessidades, então cuidado para não colocar a comida do lugar errado.