Se você tem cães em casa, é provável que tenha grande preocupação com parasitas. Por isso, precisa conhecer os principais lugares para procurar carrapatos no cachorro.

É muito importante manter o seu peludo bem longe dos parasitas e, estar sempre de olho para ver se não aparece nenhuma pulga ou carrapato no seu amiguinho.

Infelizmente, os parasitas conseguem se esconder muito bem e, podem ficar em locais onde você menos imagina.

Eles são muito pequenos e podem passar vários dias escondidos no cão ou no ambiente, sem que o tutor se dê conta de que eles estão ali.

Esses pequenos animais botam centenas de ovos e, por isso se multiplicam muito rapidamente. Sendo assim, você deve estar sempre de olho no seu cão para perceber logo quando os carrapatos resolverem surgir.

Para isso, você deve saber quais são os principais lugares para procurar carrapatos em seu cão. Então, continue lendo esse texto para saber mais sobre esse tema.

6 lugares para procurar carrapatos no cachorro

Os carrapatos são parasitas habilidosos, que conseguem se esconder em vários locais. Mas eles precisam subir no cão para que possam se alimentar.

Existem alguns locais que são favoritos, pois permitem que o carrapato se fixe mais facilmente. Além disso, regiões de maior fluxo sanguíneo, fornecem o alimento e o calor de que os parasitas precisam.

Então, você deve ter uma atenção especial com essas áreas, verificando-as com bastante frequência.

cachorro com carrapato

cachorro com carrapato. Fonte: Freepik

Como procurar carrapatos no cachorro

Para fazer isso, pegue o cão em um momento em que ele esteja bem tranquilo e, então coloque-o preferencialmente deitado e comece a verificar a pelagem em geral.

Se precisar, utilize uma escova ou pente para ir afastando os pelos. Comece pelo corpo e, depois passe para as regiões favoritas dos carrapatos, incluindo:

  1. Dentro das orelhas: sobretudo em cães de orelhas caídas, essa região é muito quentinha, sendo uma das favoritas dos carrapatos. O fluxo sanguíneo na área também é muito grande;
  2. Atrás das orelhas: verifique a região ao redor das orelhas, porque esse também é um local com alta frequência de infestações;
  3. Ao redor dos olhos: sobretudo os carrapatos pequenos podem ficar aderidos nessa área. E você precisa de grande atenção para identificar esses parasitas no local;
  4. Focinho: passe os dedos, levantando a pelagem contra o sentido de crescimento. Isso vai te ajudar a perceber se existem parasitas na área;
  5. Ao redor do rabo: a região próxima ao anus também fica sujeita a infestações, justamente por ser bem irrigada e, também mais exposta em relação a outros locais;
  6. Pescoço: essa é mais uma área que os carrapatos adoram por ser quente. Sobretudo se o seu cão usar coleira, verifique com atenção se há parasitas.

Procure fazer essa verificação no cão pelo menos uma vez a cada quinze dias, visto que a multiplicação dos parasitas ocorre de maneira muito rápida.

Para evitar o aparecimento deles é fundamental que você utilize anti parasitários recomendados pelo veterinário responsável pela saúde do seu cão.

Lembre-se de que os carrapatos transmitem doenças como:

  • Febre maculosa;
  • Doença de Lyme;
  • Anaplasmose.

Elas são potencialmente graves para os animais e, também para os seres humanos. Por isso, você não pode descuidar.

Além de procurar por carrapatos em seu cão, fique de olho no ambiente

procurar carrapatos

remédio para carrapato – Foto: Freepik

Não há dúvidas de que os carrapatos são pequenas pragas que surgem de uma hora para a outra e, que provocam infestações principalmente na primavera e verão.

Eles são parasitas que oferecem riscos aos animais, visto que transmitem doenças de grande relevância.

Sugadores de sangue, esses animais sobrevivem e se multiplicam quando encontram ambientes propícios e cães desprotegidos.

O fato de serem muito pequenos, contribui para o sucesso desses animais, que conseguem se esconder seja na pelagem do cão ou no ambiente.

Mas onde os carrapatos ficam? Veja onde buscar por esses parasitas além de procurar por carrapatos em seu cão.

1.      Você deve procurar carrapatos no seu cão

Obviamente, procurar por carrapatos em seu cão é o mais importante para você identificar rapidamente infestações por essa praga.

Esses pequenos animaizinhos costumam se esconder em locais mais aquecidos, onde haja também maior fluxo de sangue, facilitando a sua alimentação.

É comum encontra-los em locais como:

  • Embaixo da coleira;
  • Entre os dedos das patas;
  • Atrás da cabeça;
  • Dentro das orelhas ou atrás delas;
  • Na parte de baixo do rabo;
  • Embaixo da perna.

O carrapato vive no ambiente, mas ele passa alguns dias no cão, alimentando-se para que ele possa se reproduzir e se desenvolver.

Durante esse período é possível que ele transmita doenças ao seu cão, ocasionando problemas para a saúde dele.

Ao encontrar carrapatos vivos que não estejam aderidos à pele do cão, você deve removê-lo imediatamente. Mas não jogue ele no ambiente, pois ele retornará ao animal.

Caso o seu cão tenha parasitas aderidos, o ideal é usar estratégias para que eles morram primeiro, para somente depois serem removidos. Tirar o parasita vivo, acaba ferindo a pele do cão.

2.    Procurar carrapatos nos móveis e colchões

Sobretudo se o seu cão vive dentro de casa, é muito provável que você encontre carrapatos escondidos nos móveis e até nos colchões da sua casa.

Eles têm uma preferência por locais mais escuros, nos quais conseguem se camuflar, o que tornam mais difícil encontra-los.

Os parasitas caninos podem sobreviver durante meses escondidos dentro da sua casa sem que você se dê conta disso.

É muito provável que você só perceba a presença desses bichinhos quando a situação já tiver saído do controle.

Uma questão interessante sobre os carrapatos é que eles podem ficar até oito meses escondidos sem precisarem se alimentar.

Por isso é tão difícil acabar com eles fazendo o controle apenas no animal. É preciso eliminar os parasitas também do ambiente.

Manter a casa e os móveis sempre limpos contribui para evitar que os carrapatos se alojem. Mas se você perceber que eles estão dentro de casa, terá que fazer pulverizações.

3.     Procurar carrapatos nos tapetes

Tapetes são locais excelentes para os carrapatos se esconderem, pois além de geralmente serem escuros, eles possuem fibras que facilitam muito a camuflagem.

Esse é também um ótimo local para as fêmeas botarem os ovos. Nesse caso, elas se alimentam durante dias no cão e, depois botam cerca de 5 mil ovos antes de morrerem.

Para evitar que isso aconteça, você deve aspirar os tapetes com frequência, pois assim os ovos são levados juntamente com o pó.

4.      Frestas no chão e parede

Mesmo que você não tenha tapetes em casa, não estará totalmente livre dos carrapatos, pois eles também vivem e se multiplicam em fretas na parede e no chão.

Eles podem passar meses escondidos em fretas e, então quando precisam se alimentar, sobrem nos seus hospedeiros por meio das patas ou pelagem quando o animal se deita.

5.   Procurar carrapatos nas pilhas de panos e roupas sujas

 

procurar carrapatos

Cachorro sentado se coçando – Foto: Freepik

Os carrapatos são tão pequenos que podem se fixar na sua roupa sem que você perceba. Assim eles chegam até a sua lavanderia.

É muito importante que depois de frequentar parques e áreas abertas em geral, você verifique bem se não existem carrapatos aderidos, pois eles podem entrar na sua casa e infestarem o seu cão ou se alimentarem de sangue humano.

Evite deixar roupas e panos no chão, pois os carrapatos encontrarão o local perfeito para a sua multiplicação.

6.      Tenha atenção ao seu carro

Por mais que pareça improvável, os carrapatos podem se esconder no assoalho do seu carro sem que você se dê conta disso.

Eles podem ser provenientes da sua própria casa ou de ambientes externos. Os bichinhos se aderem aos sapatos e então conseguem pegar carona.

O tapete e estofado do carro são escuros e cheio de espaços seguros onde os carrapatos podem se esconder.

Sendo assim, é sempre bom ficar de olho nesse local e, também pulverizar o carro sempre que você fizer isso na sua casa.

7.      Pilhas de folhas e sujeiras do seu quintal

O quintal é um local que merece toda a sua atenção, sobretudo porque geralmente existem mais detritos nessa área da sua casa.

Os carrapatos conseguem se reproduzir em restos de folhas, frestas, sujeiras e, até mesmo em bolos de pelos do próprio cão.

Sendo assim, para evitar infestações, você deve manter a área sempre bem limpa e livre de detritos e sujeiras onde eles possam se esconder.

Depois de limpar o ambiente, descarte adequadamente os detritos.

8.      Procurar carrapatos na grama e jardim

procurar carrapatos

Cão se coçando por causa das pulgas – Foto: Freepik

Gramas e vegetações presentes no seu jardim são esconderijos perfeitos para os carrapatos. Por isso, procure manter esses ambientes sempre muito bem limpos.

A grama deve estar sempre bem aparada, pois a grama alta contribui para que os carrapatos se escondam.

Devido a essa afinidade com a vegetação, é importante que você sempre verifique a pelagem e as patas do animal depois dos passeios para evitar que o cão carregue parasitas para dentro de casa.

Conclusão

Existem ligares para procurar carrapatos em seu cão, nos quais você deve ficar sempre de olho para evitar infestações.

Mas não se esqueça de que os parasitas se escondem no ambiente. Por isso, o controle deve ser feito simultaneamente na casa e no animal para que seja eficiente.