Os suplementos para cachorros são fundamentais para que os animais tenham uma melhor concentração de nutrientes no organismo. No entanto, esses suplementos não necessariamente são boas escolhas para determinadas raças ou necessidades.

Ou seja, os suplementos são apenas para suprir determinada necessidade. Essa necessidade somente pode ser observada por um veterinário. Sem o aval de um profissional, nunca dê suplementos caninos para o seu melhor amigo.

Para entender tudo sobre o assunto, continue lendo. O Portal do Dog vai te ajudar a entender tudo sobre o tema.

Suplementos para cachorros – O que são e para que servem

suplementos para cachorros

Muita ração – Foto: Freepik

Os suplementos para cachorros são fundamentais para fornecer nutrientes e vitaminas que estão em falta no organismo do animal. E por isso, eles entram como uma excelente alternativa para os tutores que precisam repor isso em seus cães.

No entanto, os suplementos para cachorros são muito sensíveis, altamente potentes e concentrados. Por isso, não podem ser oferecidos como se fosse uma simples ração do dia a dia.

O próprio nome já sugere que o suplemento seja apenas uma suplementação. Ou seja, um produto que serve para completar uma carga de nutrientes. E não para ser a base nutricional da alimentação do cachorro.

A melhor maneira de manter o cachorro saudável, é através de uma alimentação saudável e natural. Ingredientes naturais ou rações super premium já tem cargas adequadas de nutrientes.

E se houver a necessidade de uma reposição por qualquer motivo, é o veterinário que deverá indicar quanto e como dar ao cão.

Quando os suplementos para cachorros são saudáveis

Os suplementos para cachorros são saudáveis e ajudam a completar uma carga nutricional que está em falta. No entanto, para que isso seja possível e viável, é preciso criar regras rígidas e adequadas para servi-los.

Não é sempre que a suplementação alimentar é adequada para os cães. Muitas vezes, inclusive, elas podem trazer problemas renais e até podem fazer o cachorro engordar desnecessariamente. Tudo isso precisa ser ponderado.

Mas, então, quando é que a suplementação para cães é viável e saudável? Veja alguns pontos:

  • Falta de nutrição a partir da alimentação.
  • Algum distúrbio alimentar.
  • Necessidades específicas em cada fase.
  • Alguma doença/problema identificado.

A seguir, entenda mais sobre cada uma das situações mencionadas acima.

suplementos para cachorros

Pote de ração – Foto: Freepik

Falta de nutrição a partir da alimentação

A base nutricional de um cachorro deve ser a alimentação natural ou ração super premium. Não há como fornecer qualquer tipo de alimentação para o cachorro e esperar que ele fique saudável por ele mesmo.

Quando a alimentação, portanto, não for suficiente para a absorção nutricional, a suplementação pode entrar em cena. E nesse caso, a suplementação precisa ser específica para a raça, tamanho, idade e necessidade específica.

Por mais que a melhor nutrição aconteça a partir de uma alimentação saudável, ainda assim, os nutrientes podem ficar em falta. Afinal, muitas vezes o organismo do pet pode ter dificuldades de absorção e aí a suplementação pode fazer sentido.

Algum distúrbio alimentar

Nenhum cachorro está livre dos distúrbios alimentares. Eles podem acontecer a qualquer momento e somente um veterinário poderá diagnosticá-los para, então, corrigi-los.

Muitas vezes um cachorro deixa de comer por inúmeros motivos. Alguns deles, inclusive, por motivos mentais. Como por exemplo, a síndrome da ansiedade de separação. Quando o cachorro sente ansiedade, ele deixa de comer.

A partir do momento que um cão deixa de comer, ele pode ter uma série de problemas. As disfunções nutricionais não vão aparecer da noite para o dia. Mas em algum momento, vão aparecer.

E nesse caso, os suplementos para cachorro podem ajudar.

Suplementos para cachorros – Necessidades específicas em cada fase

Cada fase de vida do cachorro tem uma necessidade alimentar específica. E isso se reflete, também, no tipo de ração que o cachorro come em cada faixa de idade. Há rações para cães filhotes, jovens, adultos e idosos.

Todas elas com uma composição nutricional específica para a idade. No entanto, quando essa composição não for suficiente, o que fazer? Nesse caso, a suplementação para cachorros entra em cena.

A ração deve continuar sendo oferecida, só que com alguns complementos extras durante o dia. A quantidade de suplemento, quem vai definir, é o veterinário. Pois isso vai depender de fatores específicos do cão/raça.

cão com sua tigela de ração

O cão com a tigela de ração – Foto: Freepik

Alguma doença/problema identificado

E por fim, outro fator que faz com que um cachorro precise de suplementação alimentar é a possibilidade de alguma doença/problema.

Nesse caso, o suplemento entra em cena de maneira efetiva, pois consegue agir rapidamente no organismo do pet e oferecer mais subsídios para o próprio corpo lutar contra o problema.

Porém, esse tipo de diagnóstico deve ser feito apenas com auxílio do veterinário.

Você não pode simplesmente “achar” que determinado problema será resolvido com mais vitaminas ou outro tipo de suplemento. Afinal, as dosagens erradas podem piorar um quadro rapidamente.

Sinais de que o cachorro precisa de suplementos

Um cachorro, eventualmente, vai precisar de suplementos. Não está errado suplementar a alimentação do seu cãozinho, desde que isso seja feito de maneira controlada e racional.

Alguns sinais que você pode considerar na hora de questionar uma possível suplementação ao veterinário, são esses aqui:

  • Pele seca e pelos caindo.
  • Fraturas que aparecem “do nada”.
  • Quando vermes aparecem nas fezes.
  • Cachorro cansado demais.
  • Um cachorro obeso e tratamento para emagrecer.
  • Cachorro magro demais em tratamento para engordar.

Esses sinais, por si só, já são motivos suficientes para você procurar um veterinário com uma certa urgência. E parte do tratamento poderá ser, sim, a partir de suplementação.

Assim sendo, entenda mais a seguir.

tigela cheia de ração

Tigela cheia de ração – Foto: Freepik

Pele seca e pelos caindo

Se o seu cachorro está apresentando pele ressecada, escamada ou se ele está perdendo pelos demais, isso pode indicar um problema. Muitas vezes o tratamento pode ser simples. Afinal, pode ser que estejam faltando nutrientes no organismo do pet.

Quando esse for o diagnóstico, o veterinário poderá indicar não só um cardápio mais saudável a partir de ração ou alimentos naturais. Mas também, ele poderá indicar suplementos que ajudem o pet a se recuperar.

Aquele ditado que diz: “nós somos o que comemos”, faz sentido também para os cães. Alimentações desequilibradas podem gerar doenças e problemas, com reflexo na queda de pelos.

Suplementos para cachorros – Fraturas que aparecem “do nada”

Se o seu cachorro se machuca demais em situações aleatórias, isso pode ser um sinal de que ele não está bem nutrido. Afinal, se a pele dele é muito sensível, pode ser que haja, ali, algum problema nutricional que deve ser tratado.

Esse tratamento pode ser iniciado a partir de uma mudança nos hábitos básicos do cachorro. E isso envolve a alimentação. Que pode ser complementada com suplementos adequados para deixar a pele mais firme e saudável.

Quando vermes aparecem nas fezes

Se o seu cachorro está com vermes, é sinal de que ele precisa de um tratamento com vermífugos para cachorro.

No entanto, isso também diz respeito ao quadro nutricional do cãozinho. Afinal, pode ser que o corpo esteja sensível demais e não esteja conseguindo lutar contra invasores.

Quando isso acontece, é muito importante que você faça um diagnóstico preciso com ajuda de um veterinário.

Pode ser que seja apenas vermes a partir de uma defasagem na vermifugação. Mas se o cão estiver vermifugado e mesmo assim tiver vermes, talvez falte alguma proteção do organismo.

Suplementação pode ajudar.

Suplementos para cachorros – Cachorro cansado demais

O seu cachorro anda cansado demais ou desanimado para as brincadeiras? Esse pode ser um sinal de que ele precisa repor energia urgentemente.

Afinal, um cachorro sem ânimo é realmente um sinal de alerta bem importante.

Só que essa falta de energia pode acontecer por inúmeros fatores diferentes. Entre eles, está o potencial diagnóstico de alguma doença.

Leve o pet ao veterinário para entender o que está acontecendo – principalmente se ele ficou assim de repente.

Em algumas situações, pode ser apenas que o cão está com preguiça. Dias muito quentes ou muito frios podem fazer o dog ficar mais retirado e com preguiça. Não generalize os sinais, ok?

Cachorro obeso em tratamento para emagrecer

Outro sinal muito claro de que seu cachorro precisa de algum tipo de suplemento alimentar, é quando ele está obeso. Nesse caso, o cão vai precisar reduzir bastante a alimentação e vai precisar gastar muita energia.

Ou seja, é uma conta que não fecha. Afinal, para gastar muita energia, o corpo precisa ter energia. Caso contrário, o organismo poderá ficar debilitado e com deficiência energética.

Nesse caso, os suplementos podem entrar em ação. Afinal, eles garantem que o pet tenha tudo o que precisa para praticar exercícios e emagrecer com saúde.

Cachorro magro demais em tratamento para engordar

E ao contrário, a mesma equação deve ser considerada: um cão magro demais que precisa engordar, muitas vezes, precisará de suplementação alimentar.

Repor os nutrientes é importante para fazer o organismo voltar a funcionar bem – sem precisar “entupir” o cachorro de ração para ver se ele ganha peso.

Assim sendo, conte sempre com ajuda do seu veterinário de confiança para um diagnóstico preciso. Afinal, é só o veterinário que deve indicar a necessidade de suplementos para cachorros.

Cuide bem do seu dog!