Aprender como educar cachorro desobediente não é algo tão fácil. Porém, é simples. E por isso, neste artigo, você vai ter algumas boas ideias de como fazer esse processo que precisa de tempo, carinho, paciência e muito amor.

Portanto, continue aqui no Portal do Dog e acompanhe algumas dicas que vão te ajudar a colocar em prática o passo a passo de como educar cachorro desobediente.

Mas antes de mais nada, é preciso entender que não há “receita mágica” para a educação do cão. É preciso lembrar, sempre, que estamos falando de cachorros e, portanto, o tutor nunca pode esquecer disso.

Caso contrário, o processo de educação pode colocar o cãozinho em situações muito desconfortáveis e, consequentemente, deixá-lo bastante ansioso e estressado.

Portanto, com isso em mente, continue lendo e saiba mais sobre o tema.

Como educar cachorro desobediente – Dicas e ideias

como educar cachorro desobediente

Cachorro sentado – Foto: Freepik

Para começar a educar cachorro desobediente você precisa, antes de mais nada, considerar a raça e também a idade do animal.

Cada raça poderá ter comportamentos únicos e, por isso, você precisa considerar esses comportamentos na hora de elaborar uma rotina de educação.

Além disso, é preciso considerar, também, a idade do animal. Cães mais novos tendem a ser muito agitados, mas mais propícios a entender comandos.

Enquanto que cães mais velhos tendem a ser mais calmos, só que mais teimosos. Por isso, ponderar os comandos com base na idade do animal vai ajudar a deixar o processo mais fácil e saudável para a saúde mental do cachorro.

Separamos algumas dicas que vão te ajudar. Veja a lista:

  • Comece com pequenos truques para gerar conexão.
  • Ensine o cão o que é errado – sem brigar.
  • Mostre ao cão quais são os limites de comportamento.
  • Reforço positivo é o que vai ensinar seu cão.
  • Reforço punitivo não é uma boa ideia.
  • Quanto mais cedo você educar o cão, melhor.
  • Tenha paciência com seu cachorro – Ele é um cachorro!
  • Seja equilibrado, regular e rotineiro na educação.

A seguir, vamos entender cada uma dessas dicas de maneira individual. Portanto, continue lendo e saiba mais sobre como educar cachorro desobediente.

Comece com pequenos truques para gerar conexão

Uma das coisas mais importantes que você precisa fazer para conseguir educar um cachorro desobediente, é fazê-lo entender alguns truques iniciais. Por exemplo, dar a patinha, comandos básicos e outros.

Isso não vai necessariamente educar o seu pet. Porém, isso vai ajudar a criar uma conexão muito grande entre cão e tutor. No longo prazo, essa conexão tende a trazer ótimos resultados no quesito educação.

Portanto, comece com pequenos truques e ensine o animal pequenas façanhas no dia a dia. Quanto mais jovem for o cão, melhores serão aceitos esses comandos. Portanto, de preferência, comece ainda quando o cão é bem filhotinho. Ensiná-lo a sentar, dar a patinha, correr atrás da bolinha e outros, são bons pontos de partida.

Se o seu cão já tem essa conexão com você, prossiga para as próximas etapas.

como educar cachorro desobediente

Cachorro observador – Foto: Freepik

Como educar cachorro desobediente: Ensine o cão o que é errado – sem brigar

No relacionamento entre cão e tutor, é muito melhor mostrar para o cão quando ele está certo, do que brigar quando ele está errado. Portanto, não entenda o “impor limites” como uma situação de violência física e muito menos verbal.

Ensinar o cão o que é errado é uma maneira educativa de fazê-lo entender que repetir aquilo não trará benefícios. Por isso, quando ele fizer algo errado, não dê recompensa, não de carinho e atenção ao cão. Isso fará ele condicionar aquela atitude como “algo para não repetir”, visto que seu tutor não deu bola.

Para os cães, o tutor é tudo. E quando eles percebem que desapontaram o tutor, eles tendem a se condicionar para não repetir algum tipo de atitude que deixou o tutor “quieto”.

Mas isso não é tudo. Há ainda outros fatores bem importantes que você precisa considerar para educá-lo. Portanto, continue lendo.

Mostre ao cão quais são os limites de comportamento

Todos os cães precisam de limites em seus comportamentos. E você precisa ensinar isso ao cão de uma maneira não violenta e não agressiva. Portanto, desconstrua a ideia de que “impor limites” tem que ser algo relacionado a violência física ou verbal. Não é por aí. É bem longe disso, na verdade.

Afinal, se você agir com qualquer tipo de violência contra o seu cão, ele não vai se condicionar a educação. Mas sim, vai se condicionar ao medo. Você não quer ter um cachorro que tem medo de você e de situações do dia a dia!

Trabalhe situações de “tirar recompensas” quando o animal faz algo de errado. Ou seja, se ele agir de forma errada, não interaja com ele, não dê carinho, petiscos e atenção. Esse “corte” fará o cão se condicionar a não repetir o que ele fez.

Porém, isso só vai dar certo quando houver reforço positivo. Por isso, continue lendo e saiba mais sobre o assunto.

cão observando

Cachorro sentado – Foto: Freepik

Reforço positivo é o que vai ensinar seu cão

Se você lá leu ou já aprendeu um pouco sobre cuidados básicos com seu melhor amigo, sabe que o reforço positivo é importantíssimo. Afinal, com reforço positivo você consegue construir um comportamento adequado no longo prazo e o seu cão tende a ser menos ansioso e estressado.

Por isso, é fundamental que você treine, todos os dias, situações de reforço positivo com seu cão. Ou seja, ofereça petiscos e recompensas todas as vezes que ele fizer algo corretamente. Não importa se for algo simples. É preciso recompensar para que o cão entenda aquilo como importante e sempre repita.

Por exemplo, se ele fizer xixi no lugar certo, recompense. Se ele der a patinha quando você pedir, recompense. Se ele não subir no sofá quando você não deixar, recompense. E por aí vai.

Leia mais sobre esse assunto: Reforço positivo para cachorros – O que é isso e como usar?

Como educar cachorro desobediente – Reforço punitivo não é uma boa ideia

Se o reforço positivo é uma excelente alternativa para educar cachorro desobediente, precisamos falar também dos malefícios do reforço punitivo.

Esse tipo de atitude não é recomendada, pois o cachorro tende a ficar ainda mais ansioso e desequilibrado quando seu tutor age de maneira punitiva.

Ou seja, se o seu cão fizer algo errado, você não pode puni-lo ou repreendê-lo. Porém, quando ele faz algo positivo, você deve elogiá-lo e presenteá-lo.

Assim, você estará condicionando no cão uma atitude positiva e o animal tenderá a repetir aquilo, pois sabe que você presenteará ele por isso.

Enquanto que aquelas atitudes ruins, o cão começará a “esquecer”, pois não há resposta do tutor para aquilo. Cães amam seus tutores e eles farão de tudo para se sentirem amados também.

tutora com seu cão

Tutora com seu cachorro – Foto: Freepik

Quanto mais cedo você educar o cão, melhor

Os cães filhotes, tendem a ser muito mais flexíveis no quesito educação. Afinal, eles são mais “abertos” a novos truques, pois ainda não têm manias adquiridas e nem comportamentos já aprendidos. Por isso, quanto mais cedo você começar a educar o seu cãozinho, melhor pra ele e para a relação de vocês dois.

Porém, cuidado para não fazer isso cedo demais. Quando o cão ainda é muito filhote, ele não vai conseguir “acompanhar” o que você está pedido. Deixe ele crescer alguns meses para realizar atividades de educação mais intensas.

Tenha paciência com seu cachorro – Ele é um cachorro!

Muitos tutores querem e buscam a “perfeição” na relação entre cão e tutor. Porém, não podemos criar expectativas enormes sobre algum comportamento do nosso cãozinho. Afinal, ele é um cão.

Ele vai entender comandos básicos e responder a adestramentos. Porém, ainda assim, ele é um cão e pode fazer coisas erradas ou “coisas de cachorro”.

Tenha paciência com seu pet e deixe que ele seja, de fato, um cachorro. Proibir determinadas situações como sair para caminhar, farejar, interagir com outros cães e outras coisas, podem fazer o cão ficar muito ansioso, estressado e triste. Lembre-se disso.

Seja equilibrado, regular e rotineiro na educação

Um dos fatores mais importantes na relação entre cão e tutor, é o fator “equilíbrio”. Você não pode ser um tutor inconstante e irregular.

É preciso criar padrões e rotinas bem determinadas na relação com o animal. Caso contrário, ele não vai aprender comandos, pode se tornar um cão ansioso e, consequentemente, desobediente.

Cães adoram rotina. Eles precisam saber “o que vai acontecer depois”. Quanto mais estabelecidas forem as rotinas, melhor para que o cão saiba a hora das coisas. Por isso, evite ambientes aleatórios e situações constrangedoras.

Como educar cachorro desobediente – Busque ajuda profissional

É importante que o tutor considere, sempre, uma ajudinha profissional para adestramento. Muitas coisas você pode e deve fazer em casa com seu dog. Porém, não deixe de considerar um treinamento ou um adestramento profissional. Isso fará seu cão ter muita qualidade de vida no longo prazo, pois ele aprenderá comandos e truques que o deixarão mais confortável e saudável.

Com essas dicas, certamente seu cão será mais obediente no longo prazo. Cuide bem do seu melhor amigo!