Um filhote de cachorro agressivo é, sem dúvida nenhuma, um potencial problema. Afinal, agressividade não é boa nem para o cachorro e nem para o tutor. O cão fica ansioso, estressado e o tutor não consegue manter uma boa relação.

No entanto, muitas vezes um filhote de cachorro agressivo não é necessariamente agressivo. Afinal, pode haver confusão entre agressividade e necessidade de mordidas na fase de filhote.

Mas não se preocupe. Neste artigo, o Portal do Dog vai esclarecer tudo sobre o assunto. Continue lendo e veja como não deixar que seu cão cresça agressivo – e o que fazer para o filhote ficar mais tranquilo no dia a dia.

Filhote de cachorro agressivo – Por que eles são assim?

filhote de cachorro agressivo

Filhote de cachorro no chão – Foto: Freepik

Um filhote de cachorro agressivo pode se tornar agressivo por inúmeros fatores diferentes. No entanto, o maior fator de todos é a questão do aprendizado: o cão está em fase de aprendizado e a agressividade pode ser, sim, percebida nessa fase.

Principalmente filhotes que tiveram estímulos muito ruins ainda na fase inicial da vida, podem reagir de formas mais agressivas. Não é incomum as mordidas e até rosnados durante as refeições.

Por vezes, essa agressividade é confundida pelo simples ato de o cachorro filhote morder/mordiscar.

Nesse caso, o cão está sendo agressivo. Ele está sendo apenas curioso. Além de suprir uma necessidade de coceira que eventualmente acontece nas gengivas dos filhotes.

No entanto, o que se pode fazer para garantir que um filhote não cresça agressivo? Continue lendo e saiba mais.

Como melhorar o comportamento de filhote de cachorro agressivo

Se você tem um filhote e já percebeu que ele está tendo traços de agressividade, é muito importante agir. Ou seja, criar condições ambientais para que o cão não precise ser agressivo e, assim, possa crescer com qualidade de vida.

Por mais que a agressividade esteja ligada ao instinto do cachorro para casos de defesa e proteção, isso não significa que faz bem ao animal.

Portanto, você deve criar um ambiente adequado para o seu pet não ter estresse e ansiedade por motivos desnecessários.

Como fazer isso? Veja algumas dicas de como melhorar o comportamento de filhote de cachorro agressivo:

  • Evite estimular mordidas.
  • Pare de interagir quando ele estiver agressivo.
  • Evite dar atenção em momentos de “pirraça”.
  • Enriquecimento ambiental com brinquedos para mordidas.
  • Cachorros filhotes têm coceira na gengiva.
  • Comece a treinar o cachorro desde muito cedo.

A seguir, continue lendo.

filhote de cachorro agressivo

Filhote de cachorro – Foto: Freepik

Evite estimular mordidas

Sabe aquelas mordidinhas que os cachorros filhotes gostam de dar? Pois é. Essas mordidinhas, por mais que sejam fraquinhas, podem estimular uma série de comportamentos ruins no seu cachorro. Principalmente no longo prazo.

No entanto, o que fazer, visto que os cães filhotes gostam de morder a mão e tudo que vem pela frente? Nesse caso, é importante trabalhar com a prevenção. Ou seja, evitar que o cachorro condicione as mordidas a algo positivo.

Portanto, crie ambientes e uma relação que não estimule o seu cachorro a ficar mordendo “de graça”. Por mais que ele goste, você não deve ser o centro das atenções. Tente desviar essas mordidas para outros objetos.

Pare de interagir quando ele estiver agressivo

Outro fator que ajuda a evitar um filhote de cachorro agressivo é o não-estímulo aos comportamentos agressivos. Como por exemplo, as mordidas. É importante que você não dê atenção a ele nesses momentos.

Ou seja, se você estiver brincando com o seu filhote e, em determinado momento, o cachorro começa a flertar com a agressividade, pare imediatamente.

Pare de interagir imediatamente. Não diga mais nada e não se movimente em prol do cachorro.

Ao agir dessa maneira, você para de estimular o cachorro automaticamente. Ou seja, ele perde toda a motivação de fazer o que estava fazendo (sendo agressivo), pois o tutor parou de dar atenção.

Simplesmente saia do ambiente.

Evite dar atenção em momentos de “pirraça”

Os cães filhotes, principalmente os mais enérgicos, tendem a fazer muita bagunça. Ou seja, eles podem facilmente comprometer a casa inteira se não houver brinquedos e gasto de energia adequado.

Por isso, no momento em que o cão começa a fazer muita bagunça, afaste-se. Não dê mais atenção a ele. Assim, você não condiciona o cão a fazer algo para chamar a sua atenção. No longo prazo, ele será muito mais calmo.

Não brigue, não chame a atenção e não dirija a voz ao cachorro nos momentos de bagunça. Mesmo que você esteja “brigando”, para o cão, você deu atenção. E no fim das contas, é isso que ele quer.

cão deitado

Um filhote deitado – Foto: Freepik

Enriquecimento ambiental com brinquedos para mordidas

Os cachorros filhotes gostam de morder. Não há como fugir disso.

Os dentes estão nascendo, a gengiva coça e as mordidas aliviam. No entanto, para que isso aconteça de uma maneira mais controlada e equilibrada, é importante providenciar objetos para o cachorro se divertir.

Ou seja, você deve providenciar um enriquecimento ambiental adequado para que o seu pet possa encontrar objetos para morder. Assim, ele vai gastar a energia em algo que “está tudo bem” e não vai fazer isso em você o nos móveis da casa.

Entender o processo de desenvolvimento de um cão é importantíssimo. E nem sempre um filhote de cachorro agressivo é, de fato, agressivo. Ele só está querendo morder para conhecer texturas e gostos.

Cachorros filhotes têm coceira na gengiva

Você sabia que os cachorros filhotes têm muita coceira na gengiva?

Sim, isso é muito comum e os cães tendem a ficar bem agitados por causa disso. Em consequência, podem morder e roer objetos (e a mão do tutor).

Ou seja, isso não significa, necessariamente, que o cachorro é agressivo. Na verdade, ele está apenas conhecendo seu corpo e percebendo seus dentes.

A agressividade pode acontecer a partir do momento em que o tutor estimula comportamentos assim. Ou seja, a partir do momento em que o tutor briga ou age de maneira que amedronte o cachorro.

Nesse caso, a agressividade surge como defesa.

Filhote de cachorro agressivo – Comece a treinar o cachorro desde muito cedo

E por fim, uma das melhores maneiras de evitar que o cachorro venha a ser um cão agressivo, é treiná-lo desde cedo. Adestramentos e acompanhamentos com um profissional de comportamento canino podem ajudar.

Ao começar a treinar o cachorro desde muito cedo, você garante que ele aprenda comandos, truques e seja obediente. E não por imposição. Mas sim, por reforço positivo. Por estímulos positivos.

No longo prazo, um cachorro que começa a ser adestrado desde filhote tende a ser mais equilibrado, saudável e dócil. Ele passa a entender várias situações e não age de maneira agressiva, descontrolada, ansiosa e nervosa.

A seguir, entenda mais sobre adestramento de filhotes.

Filhote observando

Filhote observando – Foto: Freepik

Adestramento para cachorros filhotes – 5 passos

  1. Reforço positivo com petiscos atraentes.
  2. Reforce imediatamente após o acerto.
  3. Não brigue com o cão se ele errar.
  4. Faça um ambiente sem estímulos ruins.
  5. Consistência é a palavra-chave para adestramento de filhotes.

Com esses 5 passos práticos, você já conseguirá adestrar o seu filhote. Ou pelo menos, poderá começar (que é o mais importante). A seguir, entenda mais sobre cada um dos passos.

Filhote de cachorro agressivo – Reforço positivo com petiscos atraentes

Você certamente já ouviu falar de reforço positivo, certo? Pois bem, o reforço positivo é o que vai reforçar, de fato, uma ação/comportamento de um cachorro filhote.

Por isso, o reforço positivo precisa ser extremamente positivo para o cachorro. Nesse caso, é importante oferecer petiscos gostosos e que o cão realmente veja como uma recompensa.

Reforce imediatamente após o acerto

É muito importante que você reforce o acerto logo após ele acontecer. No mesmo segundo em que o cão fizer o que você pediu, reforce a ação com um petisco.

Assim, ele vai começar a perceber a relação entre ganhar o que ele quer e fazer o que está sendo pedido. Em pouco tempo, o cão começará a reagir ao seu comando de maneira automática.

Filhote de cachorro agressivo – Não brigue com o cão se ele errar

Brigar com o cachorro não adianta nada. Ensiná-lo a partir de uma briga, pode ser extremamente maléfico para o bem-estar e qualidade de vida do cachorro no futuro.

Portanto, invista muito nos elogios/recompensas quando o cão acertar algo. E não nas broncas quando ele errar. Inclusive, temos um artigo sobre o assunto: Como adestrar filhotes – Com ou sem punição?

Faça um ambiente sem estímulos ruins

Os estímulos do ambiente fazem toda a diferença para você adestrar um cachorro filhote. Quanto mais coisas chamarem a atenção dele, menos ele vai prestar atenção no treino – e menos ele vai aprender, de fato, o que você quer ensinar.

Construa um ambiente calmo, tranquilo e focado no aprendizado do cachorro.

Consistência é a palavra-chave para adestramento de filhotes

Consistência: é isso que você precisa para adestrar um cão filhote.

Um filhote de cachorro agressivo dificilmente será agressivo se ele tiver um gasto de energia, uma rotina e um treino consistente. Ou seja: que aconteça sempre, e sem mudanças bruscas.

Com nossas dicas, seu cãozinho não será agressivo. Cuide bem do seu melhor amigo.