Você conhece o temperamento do fila brasileiro? Não? Então, a partir de agora, vamos entender um pouco mais sobre como este incrível animal passa a maior parte do seu dia. O fila brasileiro é um animal de grande porte (gigante mesmo!) e pode ser dócil, desde que bem adestrado. E no meio desse caminho (entre ser dócil e bem adestrado) há muita coisa que você precisa saber.

O fila brasileiro é um cachorro que pode viver cerca de 11 anos e pode chegar até 75cm de altura, pesando mais de 40kg em alguns casos. Esta imensidão toda, quando convertida em picos de energia, pode fazer o animal se transformar em um protetor extremo. O que parece “romântico”, pois ele daria a vida pelos tutores, pode se transformar em algo negativo.

Entenda melhor a partir de agora!

o temperamento do fila brasileiro

Cachorro deitado na sala – Foto: Freepik

O temperamento do fila brasileiro – Como é?

O temperamento do fila brasileiro pode ser dividido entre dois estágios: cães adestrados e cães não adestrados. Ou seja, este é um sinal claro de que nossa primeira recomendação é: adestre o seu fila brasileiro para que ele não sofra, evitando assim acidentes e temperamentos de uma possível agressividade canina.

Ele pode ser um cachorro dócil e muito carinhoso com seus tutores. Porém, seu instinto de caça muitas vezes vai tornar esta situação difícil. Ele é, ao mesmo tempo, um cachorro teimoso e muito imponente. Alguns enxergam isso como personalidade forte. Mas a verdade é que isto faz parte de um instinto de bravura. O que pode se transformar em um problema, caso você não cuide do animal da forma certa.

Para te ajudar, separamos alguns pontos importantes sobre o temperamento do fila brasileiro. Veja a seguir.

o temperamento do fila brasileiro

Cachorro no Parque – Foto: Freepik

O fila brasileiro com crianças e pessoas estranhas

O primeiro ponto para entender o temperamento do fila brasileiro, é considerar sempre mantê-lo longe de pessoas estranhas e crianças. Se você receber visitas na sua casa constantemente, seja seus amigos ou amigos do seus filhos, é imprescindível ter um espaço para o animal. Seja um grande canil ou uma área murada em que ele possa sentir-se livre, porém, a uma certa distância de pessoas estranhas.

Entretanto, não queremos lhe assustar, ok? Esta é apenas uma forma de respeitar os instintos do animal, caso o processo de adestramento ainda não esteja completo. Como eles são cães de caça, vão querer investigar os “seres estranhos” que entraram no ambiente deles. E se eles sentirem-se ameaçados por qualquer motivo, acidentes graves podem ocorrer.

Estes cachorros são fortes, grandes e intimidam qualquer pessoa. Afinal, tudo que eles querem é manter os seus tutores em segurança e, claro, proteger seu habitat natural. É isso que conhecemos como instinto de proteção. Para entender melhor, leia nosso artigo sobre cães de guarda.

o temperamento do fila brasileiro

Cachorro brincando – Foto: Freepik

A prática de exercícios do fila brasileiro – Um cão extremamente ativo

Este é um animal que precisa se movimentar. Sim, o temperamento do fila brasileiro faz com que ele precise ter um gasto energético enorme durante o dia a dia para que possa viver mais calmamente. Como você sabe, o acúmulo de energia pode ser extremamente negativo para qualquer animal. Afinal, isto faz com que o cachorro possa sentir-se ansioso, estressado e até mesmo agressivo.

Por isso, é recomendável que você satisfaça esta necessidade todos os dias. Seja com jogos para cães, corridas de rua, caminhadas ou brincadeiras no quintal. O mais importante é fazê-lo sentir-se mais leve para que não aplique toda a energia acumulada em atitudes ruins para um convívio mais saudável.

Por exemplo, um cachorro com energia acumulada, poderá empregá-la em situações que o tutor não goste: roer objetos, destruir móveis, fazer as necessidades em qualquer lugar, latir sem parar, etc.

A agressividade do cão pode ser extrema em alguns casos – Instinto de caça

O temperamento do fila brasileiro faz com que ele seja um cachorro imponente. A agressividade não necessariamente é um sinônimo do animal, mas está presente em seu instinto, com toda certeza. Afinal, o cachorro pode ser uma máquina de caça. Seja de animais grandes ou pequenos. Por isso, é fundamental que você mantenha-o em segurança em um ambiente com muros altos e resistentes.

O fila brasileiro pode querer caçar outros animais na rua. Inclusive, pode acabar matando cães de pequeno porte, gatos e outros pets de seus vizinhos, caso não haja este controle de espaço. Cuide destes quesitos para que o cachorro possa ter uma vida tranquila e sem as tentações de seus instintos. E, claro, sempre considere um bom adestramento!

comportamento

Cachorro na floresta – Foto: Freepik

Ele pede bastante espaço para ser feliz no dia a dia

Diferente de muitos cães, o fila brasileiro precisa de uma área útil enorme para correr e brincar. Se você está considerando adotar o cachorro para criar ele em apartamento, desconsidere. A não ser que você tenha uma área útil enorme na sua casa com espaços externos em que ele possa correr, claro. Mas, tirando esta situação, o cachorro realmente precisa de um quintal para descarregar suas enormes cargas de energia diárias.

E isto fica claro também pela simples análise de seu tamanho. Como você sabe, o fila brasileiro é cachorro enorme. E quanto maior for o cachorro, mais ele precisará de espaço para ser feliz de verdade. Um cachorro que não pode gastar energia de uma forma adequada, rapidamente converte seu comportamento em situações negativas para o tutor, conforme explicamos anteriormente.

Leia também: Cachorro Independente – Como Criar Um?

Um animal não recomendado para tutores de primeira viagem

E, por último, uma recomendação valiosa: se você é tutor de primeira viagem, evite adotar um fila brasileiro. Se você nunca teve um animal e não faz ideia de como ele pode se comportar, talvez não seja uma boa ideia começar por uma raça tão imponente, forte e grande.

É claro que um bom adestramento pode ajudar. Mas, até que tudo esteja em dia, você poderá sofrer muito para manter o cachorro feliz e seguro. Por isso, tente não dar um passo maior do que a perna. Por mais que haja uma enorme chance de criar laços incríveis de amor entre vocês, o início pode ser difícil para quem não tem muita experiência.

Cuide de seus pets!

Leia também: O temperamento do Golden Retriever