É inegável que as carinhas enrugadas dos pugs conquistaram o coração de muitos ao redor do mundo.

Contudo, sob essas rugas amáveis ​​e olhos expressivos, os Pugs estão propensos a uma série de problemas de pele.

De acordo com um estudo publicado no Veterinary Dermatology Journal em 2020, cerca de 80% dos pugs têm algum tipo de problema dermatológico ao longo de sua vida.

Entendemos como é angustiante ver o seu Pug coçar incessantemente, lutar contra infecções de pele repetidas ou sofrer com alergias. É nesses momentos que sentimos um pingo de impotência, desejando apenas aliviar seu desconforto.

Afinal, nosso compromisso enquanto donos de animais de estimação é garantir que nossos companheiros de quatro patas estejam saudáveis ​​e felizes.

Beige dog pug sadly lies on a wooden floor. Concept of depression and mental health problems.

Foto: Canva

Na postagem de hoje, vamos explorar tudo o que você precisa saber sobre os cuidados com a pele do seu Pug, ajudando você a entender e lidar com essas questões.

Conhecendo a pele do Pug

Você provavelmente já percebeu que a pele do seu Pug é diferente da maioria das outras raças. Com as suas dobras fofas e adoráveis (também chamadas de pregas), os Pugs são realmente únicos. No entanto, essas mesmas dobras podem se tornar um local de problemas se não forem devidamente cuidadas.

Aqui estão alguns pontos que tornam a pele dos Pugs única:

  • Eles têm dobras profundas, principalmente ao redor do rosto.
  • Sua pele é muitas vezes sensível, o que pode torná-los propensos a alergias e irritações.
  • Eles são propensos a problemas de pele específicos da raça, como dermatite e infecções de pele.

Prevenindo problemas de pele do pug

Cheerful woman hugging black old dog with love and freindship. A

Foto: Canva

A prevenção é sempre o melhor remédio, especialmente quando se trata de cuidados com a pele do seu Pug. Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo a manter a pele do seu amigo em ótimo estado.

  • Limpeza das Dobras: É importante limpar as dobras da pele do seu Pug regularmente para prevenir a proliferação de bactérias. Utilize um pano úmido e suave, certificando-se de secar completamente cada dobra após a limpeza.
  • Banho: Banhos regulares ajudam a manter a pele do seu Pug limpa e saudável. No entanto, lembre-se de não exagerar, pois muitos banhos podem ressecar a pele. Uma vez por mês costuma ser suficiente.
  • Alimentação saudável: Uma dieta balanceada é essencial para a saúde geral do seu Pug, incluindo a pele. Alimentos ricos em ácidos graxos ômega-3, como peixe e linhaça, podem ajudar a manter a pele do seu Pug hidratada e saudável.

Tratando problemas de pele do pug

Happy woman sitting with a cute pug in a room with loft interior

Foto: Canva

Mesmo com os melhores cuidados, seu Pug ainda pode desenvolver problemas de pele. Vamos ver algumas das questões mais comuns e como tratá-las.

  • Infecções da pele: Se você notar vermelhidão, inflamação ou um cheiro estranho vindo das dobras da pele do seu Pug, é possível que ele tenha uma infecção bacteriana ou fúngica. Nestes casos, é importante procurar um veterinário para um diagnóstico e tratamento adequado.
  • Alergias: Os Pugs são propensos a alergias, que podem causar coceira e irritação na pele. Se você acha que seu Pug pode ter uma alergia, consulte um veterinário. Eles podem ser capazes de ajudar a identificar o alérgeno e prescrever um tratamento adequado.

Pugs e alergias

Happy pets pug dog and french bulldog sitting on a chair looking at the camera. Dogs are waiting for food in the kitchen

Foto: Canva

Primeiro, vamos discutir como identificar se o seu Pug está sofrendo de uma alergia. Aqui estão alguns sintomas comuns de alergias em Pugs:

  • Coceira excessiva;
  • Vermelhidão na pele;
  • Perda de pelo;
  • Problemas gastrointestinais como vômito ou diarreia;
  • Infecções repetitivas de ouvido ou pele.

Tipos comuns de alergias em Pugs

Os Pugs podem sofrer de vários tipos de alergias. As mais comuns incluem:

Alergias alimentares

Sim, nossos amados Pugs podem ser alérgicos a certos tipos de alimentos. Isso pode variar muito de cão para cão, mas alguns culpados comuns incluem grãos, laticínios e certos tipos de proteínas.

Se o seu Pug tem uma alergia alimentar, ele pode apresentar sintomas como coceira, problemas de pele, vômito ou diarreia.

Alergias ambientais

Também conhecidas como alergias inalantes, estas são causadas por substâncias como pólen, mofo, ácaros da poeira e muito mais. Os sintomas podem ser sazonais ou durar o ano todo, dependendo do que está causando a alergia.

Alergias a picadas de pulgas

Essa é uma reação alérgica à saliva da pulga. Mesmo uma única picada de pulga pode causar uma reação intensa, levando a coceira severa e irritação da pele.

Tratamento de alergias em Pugs

Depois de identificar que seu Pug tem uma alergia, o próximo passo é buscar tratamento. Isso pode variar dependendo do tipo e da gravidade da alergia.

  • Para alergias alimentares, muitas vezes o tratamento envolve uma mudança na dieta.
  • Para alergias ambientais, o tratamento pode incluir medicamentos, injeções de alergia, ou mudanças no ambiente do seu cão.
  • Para alergias a pulgas, o tratamento envolve o controle efetivo das pulgas.

Em todos os casos, é importante trabalhar com o veterinário do seu Pug para determinar o melhor plano de tratamento. Alergias podem ser frustrantes, mas com o tratamento adequado, seu Pug pode viver uma vida feliz e confortável!

Conclusão

Embora os Pugs possam ter necessidades especiais de cuidado com a pele, com amor e atenção, você pode manter a pele do seu amigo saudável e bonita. Lembre-se, cada Pug é único, então sempre consulte o veterinário sobre os melhores cuidados para o seu animal de estimação.