Neste artigo, você vai descobrir como escolher o filhote de cachorro ideal na hora de adotar um novo melhor amigo.

Afinal, vamos combinar: o momento da adoção pode ser bastante sensível por vários motivos. E normalmente, um tutor de primeira viagem acaba escolhendo um dog somente pela aparência. Porém, é preciso observar muito mais coisas do que isso.

Mas não se preocupe. O Portal do Dog vai te ajudar a entender tudo sobre o tema. Portanto, continue lendo e saiba mais sobre adoção de filhotes e situações que você precisa se preocupar.

como escolher o filhote de cachorro ideal

Filhote sentado – Foto: Freepik

Como escolher o filhote de cachorro ideal

Para entender como escolher o filhote de cachorro ideal, você deve considerar algumas características importantes do pet, do criador e também da sua necessidade.

Ou seja, é preciso fazer uma análise racional (e não emocional) sobre ter um cachorro em casa. Afinal, uma vez que o pet chega, a sua vida muda.

Agora, com um cãozinho em casa, você terá que prestar atenção e dedicar tempo a coisas que, antes, não eram necessárias. Passeios, brincadeiras, atenção, veterinário, hotelzinho e higiene são algumas das coisas que o tutor precisa começar a pensar a partir do momento que o pet chega.

Mas, não se preocupe: um cãozinho pode ser uma das melhores decisões da sua vida, desde que isso seja feito de forma responsável.

Portanto, para aprender como escolher o filhote de cachorro ideal, separamos uma lista de itens que você precisa considerar nesse processo.

Como escolher o filhote de cachorro ideal – Veja abaixo:

  • Analise a sua casa e o espaço útil para o dog.
  • Qual é a sua disponibilidade para brincadeiras e exercícios?
  • Filhote ou adulto adestrado – O que é melhor?
  • Faça uma análise racional sobre o criador que você vai adotar.
  • Não compre filhotes clandestinos de estranhos.
  • Cuidado para não se deixar levar pelas aparências.

Para esclarecer as coisas, abaixo, vamos entender item por item dessa lista. Assim você pode ver cada uma das situações na prática. Continue lendo e saiba mais.

como escolher o filhote de cachorro ideal Analise a sua casa e o espaço útil para o dog

Uma das coisas mais importantes que todo tutor deve fazer quando está pensando em adotar um cachorro, é a análise do ambiente. Ou seja, é preciso analisar, de maneira racional, o espaço que o cãozinho vai ter para brincar, correr, se divertir e gastar energia.

Se você mora em apartamento, é recomendado adotar um cachorro de apartamento. Ou seja, um cão menor. No entanto, se o seu sonho é ter um melhor amigo grandão, o ideal é ter uma área útil bem grande para ele gastar energia. Um quintal, preferencialmente, pode ser uma boa ideia.

Portanto, aqui já temos um primeiro critério: se você tem pouco espaço, procure cães que se adaptam em ambientes menores. E se você tem muito espaço, então sim, você pode adotar um cão que precisa de ambientes maiores.

como escolher o filhote de cachorro ideal

Filhote em pé – Foto: Freepik

Qual é a sua disponibilidade para brincadeiras e exercícios?

Na introdução deste artigo, mencionamos algo importante: a partir do momento que você adota um cachorro, a sua vida muda. Você passa a ter muito mais responsabilidades e necessidades que, antes, não tinha.

No entanto, a recompensa disso é também incrível: você ganha um melhor amigo fiel, companheiro e carinhoso.

E uma das necessidades básicas que todo tutor deve considerar na hora de adotar um pet, é: a sua agenda precisa ter disponibilidade para o dog.

Se antes você trabalhava até tarde, agora, precisará dedicar algumas horas do dia/noite para brincar e passear com o cãozinho. Afinal, ele tem energia para gastar e você é responsável por isso.

Passeios rotineiros são fundamentais para o cão manter a saúde física e mental. Não esqueça disso na hora de escolher o filhote de cachorro ideal: entenda o comportamento dele adulto e as necessidades físicas do pet.

Filhote ou adulto adestrado – O que é melhor?

Você já parou para pensar que, além de adotar um cão filhote (que é o que todo tutor busca), você também pode adotar um cão adulto? Pois é.

Isso é possível e, muitas vezes, o tutor ganha muito no que diz respeito a adestramento e treinamento. Afinal, um cão filhote ainda tem todo processo de adestramento pela frente. Mas um cão adulto, já treinado, estará “prontinho” para atender a liderança do tutor.

Portanto, se você busca um cão para adestrar e ensinar comandos básicos (algo fundamental) e não quer despender tempo pra isso, pode considerar a adoção de um cão já adestrado.

Veja também: 5 pontos de partida para adestrar seu cão.

Faça uma análise racional sobre o criador que você vai adotar

Muitos tutores desconsideram o local que vão adotar um dog. Porém, é fundamental fazer a análise racional sobre o criador. Afinal, isso vai dizer muito sobre a procedência do filhote que você quer adotar, uma vez que você busca um dog de maneira honesta e humana.

Ou seja, o entendimento do local de criação pode fazer você evitar criadores que trabalham de maneira informal e desumana, unicamente buscando lucro com a venda de filhotes. Evite esse tipo de coisa.

Busque canis regularizados, honestos, com experiência e com procedência.

Por exemplo, se o criador não cumpre regras básicas antes de liberar os filhotes, desconfie. A liberação dos filhotes deve acontecer no mínimo 8 semanas após a cria. Antes disso, não é saudável para os filhotes.

Entenda, também, quantas vezes a cadela procria anualmente. Se for mais de uma vez, isso pode significar maus tratos e você deve evitar adotar filhotes desse lugar.

cãozinho filhote

Filhote observando – Foto: Freepik

Não compre filhotes clandestinos de estranhos

Essa dica de como escolher o filhote de cachorro ideal também tem relação com a dica anterior: não compre filhotes clandestinos.

Ou seja, evite comprar cães via anúncios de jornal, postagens em redes sociais e situações estranhas. Desconfie, pois os cães podem ser criados de maneira clandestina.

Busque criadores responsáveis, profissionais, que trabalhem há algum tempo com isso e que respeitam os animais. Afinal, o cruzamento de cães não deve ser algo meramente lucrativo. Se houver qualquer tipo de maus-tratos, não compre um filhote desse lugar.

Conheça vários canis. Possivelmente você pode encontrar um cãozinho que está para adoção a espera de um tutor que vai dar amor e carinho.

Cuidado para não se deixar levar pelas aparências

E por fim, não se deixe levar pelas aparências. Adotar um cãozinho muitas vezes se torna algo emocional, mas não deve ser só isso. Afinal, todos os filhotes são fofos e, se você se pautar somente por isso, poderá tomar uma decisão equivocada.

Observe todos os critérios que mencionamos anteriormente e, dessa forma, você poderá tomar uma decisão mais adequada. Afinal, um cão não é um ursinho de pelúcia ou um produto para sair comprando por aí.

É um animalzinho, que tem uma vida e sentimentos. Você precisa estar preparado para ter um cãozinho em casa.

Como escolher o filhote de cachorro ideal – Como trazer o cão filhote pra casa

Até aqui, já entendemos o que considerar na hora de escolher um filhote para ser o seu novo melhor amigo. No entanto, é preciso considerar alguns passos depois da escolha. Ou seja, você precisa saber como agir e o que fazer para trazer o seu novo pet pra casa.

Simplesmente tirá-lo da ninhada de uma hora pra outra pode ser muito desastroso para a saúde mental e física do animal. Ele precisa da sua mãe por, pelo menos, 2 meses. Depois, sim, o processo de mudança pode acontecer.

Veja algumas dicas que vão te ajudar a trazer o filhote pra casa:

  • Respeite as semanas inicias após a ninhada nascer.
  • Deixe uma peça de roupa sua com o cãozinho.
  • Visite o cão regularmente para ele se acostumar com você.

Abaixo, falaremos mais sobre cada passo da lista. Continue lendo.

cãozinho filhote

Filhote sentado no fundo amarelo – Foto: Freepik

Respeite as semanas inicias após a ninhada nascer

Uma das coisas mais importantes que todos os tutores devem considerar na hora de adotar um cão filhote, é o tempo mínimo de permanência com a mãe.

Filhotes não podem ser arrancados de sua mãe de maneira equivocada. Eles precisam da presença da mãe por, pelo menos, 8 semanas. Alguns canis responsáveis mantém os filhotes com a mãe por até 12 semanas.

Tudo que for antes disso, desconfie e não aceite. Afinal, esse é o período que o filhote tem para aprender a fazer suas necessidades, se alimentar adequadamente, ter senso de comunidade, entre outras coisas importantes para a sua saúde física e mental do animal no longo prazo.

Como escolher o filhote de cachorro ideal – Deixe uma peça de roupa sua com o cãozinho

Depois que você já escolheu o filhote que você quer, é recomendável começar a transição da mudança já no primeiro dia. Uma das coisas que você pode fazer, é ir acostumando o dog com seu cheiro.

Para isso, você pode deixar uma peça de roupa no canil, de modo que o pet possa ir se acostumando com o aroma e, na hora da mudança, não estranhar demais.

Visite o cão regularmente para ele se acostumar com você

Essa também é uma dica que tem relação com o cão ir se acostumando com você. Preferencialmente, você pode visitar o animal regularmente. Ou seja, não escolha o pet hoje e volte somente daqui há um mês para buscá-lo. Pelo contrário.

Faça visitas esporádicas para o cãozinho ir sentindo seu cheiro e sua presença. Isso vai ajudar demais na hora que o cão tiver que se acostumar no lar novo.

Tudo que você fizer para ajudar seu novo melhor amigo se acostumar na casa nova, vai ajudar. Portanto, considere as nossas dicas de adoção, encontre o seu novo melhor amigo e cuide do seu novo pet.

Leia também nosso guia de raças para entender melhor sobre algumas raças para adotar.