O motivo dos filhotes caninos nascerem cegos e surdos tem a ver com o fato de serem “altriciais” (do latim “criar”, “cuidar”), termo que os biólogos usam para se referir a espécies que produzem crias dependentes e imaturas.

Com os filhotes, muitos órgãos, incluindo o cérebro, ainda estão em formação e o desenvolvimento ocorre algumas semanas depois do parto.

Eles nascem com as pálpebras fechadas porque seus olhos nesse estágio são extremamente frágeis e precisam dessa proteção para evitar uma exposição ao ambiente externo e danos a seus delicados fotorreceptores e mecanismos óticos.

Em adição, os cachorros também nascem surdos, pois seus canais auditivos estão fechados. O silêncio é de suma importância para seu desenvolvimento. Por isso, forçar a audição do filhote antes dele estar completamente desenvolvido pode deixar sequelas no aparelho básico necessário à audição.

O canal auditivo começa a abrir em média no mesmo período que os olhos começam a abrir (2 semanas), porém, enquanto o canal auditivo depois de uma semana aberto já está funcionando perfeitamente, os olhos ainda precisam de algumas semanas a mais para que a visão se assemelhe ao normal.

 

Cegos e surdos. Foto: Reprodução

Cegos e surdos. Foto: Reprodução

 

Referência:

Os cães sonham? – Quase tudo que seu cão gostaria que você soubesse

Stanley Coren;  tradução Elvira Serapicos

Editora Paralela

1ªEdição, 2013