Os cães têm sido companheiros leais do ser humano há milhares de anos, trazendo alegria e amor aos lares em que são acolhidos.

Assim como nós, humanos, eles também enfrentam o processo natural de envelhecimento.

Com o passar dos anos, os cães entram na fase idosa, e é nesse momento que devemos redobrar os cuidados e atenção que oferecemos a eles.

O cuidado com os cães idosos é de extrema importância, pois nessa fase da vida eles podem enfrentar uma série de desafios físicos e emocionais.

Ao oferecermos um cuidado adequado aos cães idosos, podemos melhorar significativamente sua qualidade de vida e garantir que eles continuem desfrutando de bem-estar e conforto.

Conhecer e compreender essas transformações é essencial para que possamos agir de forma preventiva e oferecer os cuidados necessários aos cães idosos.

cuidados com cães idosos no frio

O uso de aquecedores ou secadores de cabelo pode proporcionar um ambiente mais aconchegante para o cão na época de frio – Foto: Canva

Através de uma abordagem cuidadosa e atenta, podemos proporcionar uma vida digna e feliz aos nossos companheiros caninos, mesmo durante essa fase mais delicada e especial de suas vidas.

Conheça as principais doenças em cães idosos

Nesta seção, discutiremos algumas das doenças degenerativas mais comuns em cães idosos.

1 – Insuficiência cardíaca

A insuficiência cardíaca ocorre quando o coração não consegue bombear sangue de forma eficiente para atender às necessidades do corpo.

Essa condição pode ser causada por diferentes fatores, como doenças cardíacas congênitas, doença das válvulas cardíacas, doença arterial coronariana ou hipertensão arterial.

Os cães idosos estão mais suscetíveis a desenvolver insuficiência cardíaca devido ao desgaste natural do coração ao longo dos anos.

cães medrosos

O medo e a insegurança são desconstruídos aos poucos – Foto: Canva

Os sinais de insuficiência cardíaca em cães podem incluir dificuldade respiratória, tosse, fadiga, perda de apetite e acúmulo de fluidos nos pulmões ou abdômen. O tratamento geralmente envolve medicações para melhorar a função cardíaca, reduzir a retenção de líquidos e aliviar os sintomas.

Além disso, o veterinário pode recomendar mudanças na alimentação e no estilo de vida do cão para auxiliar no controle da doença.

2 – Doença valvular degenerativa é uma das doenças comuns em cães idosos

A doença valvular degenerativa é uma condição cardíaca comum em cães idosos, especialmente em raças menores.

Essa doença afeta as válvulas cardíacas, que são responsáveis pelo fluxo adequado do sangue dentro do coração.

Com o tempo, as válvulas podem se deteriorar e não funcionar adequadamente, resultando em um fluxo sanguíneo ineficiente.

Como cuidar dos ouvidos do cachorro

Pastor Alemão deitado no quintal com as orelhas de pé – Foto: Canva

Os sintomas da doença valvular degenerativa podem incluir tosse, dificuldade respiratória, cansaço excessivo, intolerância ao exercício e acúmulo de líquido nos pulmões.

O tratamento visa aliviar os sintomas e retardar a progressão da doença. Isso pode ser feito através de medicações para melhorar a função cardíaca, controlar a pressão arterial e reduzir a retenção de líquidos.

O acompanhamento veterinário regular é essencial para monitorar a condição do cão e ajustar o tratamento conforme necessário.

3 – Pneumonia em cães idosos

A pneumonia é uma infecção pulmonar que pode afetar cães de todas as idades, mas os cães idosos são mais suscetíveis devido ao seu sistema imunológico enfraquecido e menor capacidade de combater infecções.

A pneumonia em cães idosos pode ser causada por vírus, bactérias ou fungos e pode resultar em sintomas como tosse, dificuldade respiratória, febre, letargia e perda de apetite.

O tratamento da pneumonia em cães idosos geralmente envolve o uso de antibióticos específicos para combater a infecção, além de medidas de suporte, como hidratação adequada e repouso.

tutora e seu cão idoso

Tutora e seu cão idoso – Foto: Freepik

É fundamental procurar um veterinário assim que os sintomas forem observados, pois a pneumonia pode ser uma condição grave que requer tratamento imediato.

Ao reconhecer os sinais de doenças cardiorrespiratórias em cães idosos e buscar um tratamento adequado, podemos ajudar a melhorar a qualidade de vida desses animais, proporcionando-lhes conforto e bem-estar durante a fase avançada de suas vidas.

4 – Diabetes mellitus é uma das doenças comuns em cães idosos

O diabetes mellitus é uma doença endócrina caracterizada pelo aumento dos níveis de glicose no sangue devido à deficiência ou resistência à insulina.

Os cães idosos podem desenvolver diabetes mellitus, e os fatores de risco incluem obesidade, predisposição genética e estilo de vida sedentário.

Como adaptar a casa para pets idosos

Cachorro idoso deitado – Foto: Freepik

Os sinais clínicos do diabetes mellitus em cães podem incluir aumento da sede e da micção, perda de peso, apetite excessivo e letargia.

O tratamento envolve a administração de insulina, geralmente por meio de injeções regulares, além de uma dieta adequada e monitoramento frequente dos níveis de glicose no sangue.

É fundamental seguir as orientações do veterinário e manter um controle adequado da doença para evitar complicações a longo prazo.

5 – Insuficiência renal crônica

A insuficiência renal crônica é uma condição na qual os rins perdem gradualmente sua capacidade de funcionar adequadamente ao longo do tempo.

Essa doença é mais comum em cães idosos e pode ser causada por uma série de fatores, como envelhecimento, doença renal congênita, infecções urinárias recorrentes ou doenças sistêmicas.

Como adaptar a casa para pets idosos

Cachorro idoso na sua caminha – Foto: Freepik

Os sinais clínicos da insuficiência renal crônica em cães podem incluir aumento da sede e da micção, perda de peso, apetite reduzido, vômitos, fraqueza e desidratação.

O tratamento envolve uma abordagem multidisciplinar, incluindo dieta renal especializada, medicamentos para controlar a pressão arterial e terapias de suporte, como hidratação intravenosa e controle de eletrólitos.

6 – Linfoma é uma das doenças comuns em cães idosos

O linfoma é um tipo de câncer que afeta o sistema linfático, um componente importante do sistema imunológico.

É uma doença bastante comum em cães idosos. Os sintomas podem incluir aumento dos gânglios linfáticos, perda de peso, apatia, falta de apetite e distúrbios digestivos.

O tratamento do linfoma em cães geralmente envolve quimioterapia, podendo ser combinada com outros tratamentos como radioterapia ou imunoterapia.

7 – Leucemia canina é uma das doenças comuns em cães idosos

A leucemia canina é um tipo de câncer que afeta as células sanguíneas, incluindo os glóbulos brancos.

É mais comum em cães idosos e pode levar a uma série de sintomas, como perda de peso, fraqueza, falta de apetite, letargia, infecções recorrentes e sangramento anormal.

A leucemia canina pode ser diagnosticada por meio de exames de sangue e medula óssea.

rottweiler deitado

É importante cuidar para não molhar os ouvidos do dog – Foto: Freepik

O tratamento da leucemia canina depende do estágio da doença e pode incluir quimioterapia, terapia de suporte, transfusões sanguíneas e cuidados paliativos para melhorar a qualidade de vida do cão.

É fundamental estar atento a quaisquer sinais de doenças hematológicas em cães idosos e buscar orientação veterinária para um diagnóstico adequado e um plano de tratamento apropriado.

O tratamento precoce e o manejo adequado podem ajudar a controlar essas condições e proporcionar uma melhor qualidade de vida para o animal afetado.