7 motivos que podem fazer os cães comerem fezes

Além de falta de nutrientes e enzimas, motivos como curiosidade, tédio e imitação de comportamento podem ser as causas para o seu cachorro estar comendo fezes

por Andrezza Oestreicher — publicado 26 jul 2017 - 18:30

Você já deve ter visto alguns animais comerem fezes. Esse comportamento, que causa espanto entre os tutores, não é tão incomum entre os cães e acontece independente de o animal ser de rua ou não.

Ao verem seus animais comendo fezes, muitos tutores logo pensam que seus cães estão doentes. A coprofagia, ou o ato de comer fezes (as suas próprias ou a de outros cães), é algo até natural para os animais de estimação, mas existem vários motivos que levam os cachorros a praticarem este ato.

(Foto: Reprodução / Dogsaholic)

1 – Reciclando nutrientes

Por terem o olfato bastante apurado, os cães conseguem sentir nas suas fezes o cheiro dos nutrientes que não foram digeridos e então comê-las para “reaproveitar” esses nutrientes.

Animais que são alimentados com uma dieta pobre em fibras e/ou proteínas também podem acabar comendo as fezes de outros animais em busca daquilo que lhe falta.

2 – Deficiência de enzimas

Cães que têm deficiência de enzimas digestivas também podem comer fezes como forma de tentar resolver esse problema.

(Foto: Reprodução / Suburban-k9)

3 – Equilibrar o microbioma intestinal

O intestino é habitado por trilhões de microorganismos que desempenham um papel essencial à saúde. Em um microbioma intestinal saudável, a proporção de bactérias benéficas à saúde supera a de bactérias patogênicas (perigosas). As fezes contêm bactérias e os cães podem comê-las para tentar restaurar o equilíbrio do seu microbioma intestinal.

4 – Curiosidade

Cachorros são animais muito curiosos, principalmente os filhotes. Às vezes eles podem comer fezes apenas por conta da curiosidade que o cheiro delas despertou.

(Foto: Reprodução / Positively)

5 – Tédio e/ou fome

O tédio pode causa diversos problemas comportamentais e até de saúde nos cães. O ato de comer fezes também pode ser causado pelo tédio em excesso. A fome também pode fazer com os animais passem a comer fezes, principalmente pelos cheiros de nutrientes que os cães podem sentir ali.

6 – Evitar punições

Os cães conseguem aprender bem onde devem fazer suas necessidades, mas às vezes pode acontecer de fazerem no local errado. Os animais podem comer suas fezes para evitar receber punições por terem defecado em um lugar onde eles sabiam que não poderiam fazer suas necessidades.

(Foto: Reprodução / Urdogs)

7 – Imitação de comportamento

Os cachorros costumam imitar o comportamento de outros cães e até de gatos, então, se eles encontrarem algum animal comendo fezes, eles podem vir a fazer o mesmo.

Fonte: Facebook Dr. Karen Becker

Como funciona a idade dos cachorros?

por Handreza Hayran — publicado 24 maio 2019 - 9:45

idade dos cachorros

Dizer que um ano de cachorro é igual a sete anos humanos é uma maneira muito simplificada de comparar a idade de um cão com a de um humano. Você sabe como funciona a idade dos cachorros?

Esse cálculo de sete anos para humanos para um ano de idade dos cachorros é para ajudar as pessoas a entenderem que os cães envelhecem com uma taxa muito mais rápida do que os humanos. Compreendendo aproximadamente quantos anos um cão tem comparado a um humano,

 » Read more about: Como funciona a idade dos cachorros?  »

Perfil da Raça do Cão Saluki: A Raça Mais Antiga do Mundo

por Handreza Hayran — publicado 24 maio 2019 - 9:45

saluki

Saluki é uma das raças de cães mais antigas do mundo. Por milhares de anos, essa raça esguia e robusta serviu como cão de caça para os reis. Hoje eles continuam sendo velocistas ágeis e rápidos que adoram uma boa caçada e se divertem ao ar livre, enquanto ao mesmo tempo são animais de estimação gentis e leais com olhos calorosos e fiéis e uma devoção imortal a suas famílias.
Visão geral da raça

GRUPO: cães

PESO: 18 a 27 Kilos

 » Read more about: Perfil da Raça do Cão Saluki: A Raça Mais Antiga do Mundo  »

Quais as frutas que os cachorros podem comer?

por Handreza Hayran — publicado 24 maio 2019 - 9:45

frutas que os cachorros podem comer

Você já sabe que a fruta é importante para se manter saudável, mas você sabe quais as frutas que os cachorros podem comer?

Enquanto os cães não precisam de frutas para ficarem saudáveis, a adição de frutas frescas à dieta normal do seu cachorro, com permissão e instruções do veterinário, pode proporcionar-lhes um impulso adicional de vitaminas, minerais e antioxidantes, bem como uma hidratação extra.

Uma coisa importante para lembrar, no entanto,

 » Read more about: Quais as frutas que os cachorros podem comer?  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Como funciona a idade dos cachorros?

por Handreza Hayran — publicado 24 maio 2019 - 9:45

idade dos cachorros

Dizer que um ano de cachorro é igual a sete anos humanos é uma maneira muito simplificada de comparar a idade de um cão com a de um humano. Você sabe como funciona a idade dos cachorros?

Esse cálculo de sete anos para humanos para um ano de idade dos cachorros é para ajudar as pessoas a entenderem que os cães envelhecem com uma taxa muito mais rápida do que os humanos. Compreendendo aproximadamente quantos anos um cão tem comparado a um humano, os donos de cães podem oferecer o melhor cuidado possível aos seus cães.

Este cálculo desatualizado, mas popular, existe desde meados do século XX. Mas infelizmente, converter anos de cachorro para anos humanos não é tão simples assim.

Idade dos cachorros e tamanho

Diferentes tamanhos de cães envelhecerão em taxas diferentes. E a taxa de envelhecimento aumentará se um cão for maior e mais velho.

Cães de raças pequenas, como os chihuahuas, normalmente envelhecem mais lentamente. Já os cães de raças gigantes, como os grandes dinamarqueses, envelhecem mais rapidamente quando comparados a cães de outros tamanhos. Isso basicamente significa que quanto maior o seu cão estiver quando estiver adulto, mais rápido o seu corpo envelhece.

Cães de raça grande geralmente não vivem tanto quanto cães de tamanho menor a médio, mas sempre há exceções.

idade dos cachorros
Filhotes: do nascimento a seis meses

idade dos cachorros

O desenvolvimento de um cão de qualquer tamanho durante os primeiros seis meses de vida é o mesmo.

Olhos e ouvidos se abrirão, dentes do bebê entrarão em erupção, e seu cão será desmamado de sua mãe para comer comida sólida para filhotes.

As placas de crescimento nos ossos ainda estarão abertas, o que significa que o seu cão ainda está crescendo durante este período da sua vida.

Filhotes se tornam adultos: de seis meses a três anos

idade dos cachorros

Entre seis meses e três anos de idade dos cachorros, seu cão atingirá seu tamanho adulto. As placas de crescimento nos ossos se fecharão. Os dentes de leite cairão e os dentes adultos entrarão em erupção. Ainda poderão ocorrer trocas de pelo e o seu cachorro se tornará um cão adulto.

Geralmente, o alimento para filhotes é transferido para a alimentação de adultos quando o cão termina de crescer, ou entre seis meses e um ano de idade.

O primeiro ano de vida de um cão é equivalente a entre 14 e 18 anos para uma pessoa, então ocorrem grandes mudanças.

Cães adultos: de três a seis anos de idade

idade dos cachorros

Aos três anos de idade dos cachorros, o processo de envelhecimento realmente começa a variar entre os tamanhos dos cachorros.

Os cães estão no auge por esses poucos anos, envelhecendo para ser o equivalente a um adulto de vinte e tantos anos ou trinta e poucos anos.

Os níveis de energia podem ter se estabilizado quando comparados a um filhotes. Mas os ferimentos são mais comuns nessa idade dos cachorros, pois eles são tipicamente mais ativos do que um cão mais velho.

A maioria dos cães é bastante saudável durante esses anos. Mas cães de tamanho gigante podem começar a agir mais como um idoso e ter alguns problemas de saúde à medida que se aproximam de cinco a seis anos de idade.

Cães idosos

idade dos cachorros

As faixas etárias de um cão idoso varia de acordo com o tamanho do cão. Mas os cães idosos geralmente são considerados àqueles com mais de sete anos de idade. Cães gigantes podem ser considerados idosos até os cinco anos de idade.

Os cães idosos requerem um acompanhamento mais regular da saúde quando comparados com os cães mais jovens. Assim, quaisquer sinais de doença poderão ser detectados precocemente. Check-ups com o seu veterinário podem ser recomendados a cada seis meses, em vez de anualmente, devido à rapidez com que os cães envelhecem.

O que esperar quando seu cão começa a ficar velho

idade dos cachorros

Quando um cão chega a dois dígitos, pode ser classificado como geriátrico. Mas os cães menores podem não atingir essa classificação até atingirem os 14 anos de idade. Pois tendem a viver mais do que as raças maiores.

Não é tão comum ter um cão de tamanho gigante que vive nos dois dígitos, pois é um cão pequeno.

Cães geriátricos de qualquer tamanho são propensos a desenvolver muitas doenças e problemas relacionados à idade. Assim como nas pessoas, dificuldade para caminhar e pular pode ser o resultado de artrite e diferentes órgãos podem não funcionar bem sem a ajuda de medicamentos.

No mínimo, check-ups com o seu veterinário devem ser feitos a cada seis meses, mas mais frequentemente é preferível ainda.

Perfil da Raça do Cão Saluki: A Raça Mais Antiga do Mundo

por Handreza Hayran — publicado 24 maio 2019 - 9:45

saluki

Saluki é uma das raças de cães mais antigas do mundo. Por milhares de anos, essa raça esguia e robusta serviu como cão de caça para os reis. Hoje eles continuam sendo velocistas ágeis e rápidos que adoram uma boa caçada e se divertem ao ar livre, enquanto ao mesmo tempo são animais de estimação gentis e leais com olhos calorosos e fiéis e uma devoção imortal a suas famílias.

Visão geral da raça

GRUPO: cães

PESO: 18 a 27 Kilos

ALTURA: 51 a 78 centímetros

CORES: Branco ou creme, castanho amarelado, preto e castanho ou grisalho e castanho, dourado

EXPECTATIVA DE VIDA: 10 a 17 anos

Características do Saluki

saluki

História do Saluki

história saluki

Esses cães esguios e musculosos foram criados por sua força, velocidade e resistência. Construídos como atletas fortes e equilibrados, os Salukis são reverenciados ao longo da história por sua graça e beleza.

Historicamente referido como o Galgo Persa ou a gazela, sua história antiga pode ser difícil de rastrear. No entanto, os especialistas acreditam que as raízes da raça Saluki podem se estender até 7000 a.C.

Uma vez considerado o cão real do Egito, alguns historiadores sugeriram que o Saluki é, a raça mais antiga. Suas origens podem remontar a 329 a.C, quando Alexandre, o Grande, invadiu a China.

Há representações de cães parecidos com Salukis que aparecem em túmulos egípcios datados de 4.000 anos atrás. Há também esculturas do império sumério que apresentam cães com uma forte semelhança com o Saluki.

O Saluki eram os animais de estimação favoritos entre os reis como faraós egípcios, bem como outras figuras históricas notáveis ​​como Alexandre o Grande.

Origem da raça

saluki

Acredita-se que a raça tenham se originado no Oriente Médio, Egito e Ásia desde muito antes de as pirâmides serem construídas. Particularmente difundida por todo o Egito, essa raça era reverenciada e apreciada.  Outro fato interessante é que seus corpos eram frequentemente mumificados como os antigos faraós.

Os muçulmanos nômades, que geralmente consideravam os cães como animais impuros, consideravam Salukis um presente de Allah. Alguns historiadores acreditam que a raça pode ter seu nome da antiga cidade de Saluk, no Iêmen.

Graças à sua incrível velocidade e agilidade, os árabes dependiam dos saluki para caçar gazelas. Uma raça que caça pela visão, em vez de cheiro, o Saluki também é conhecido por ter uma visão extraordinariamente nítida. Além disso, o cachorro possui a capacidade de executar sua presa para baixo para matá-la ou recuperá-la.

Em contraste com a sua aparência elegante e graciosa, o Saluki é conhecido por ser capaz de caçar gazelas e outros animais. Além do mais, o animal possui uma força bruta e robusta que é capaz de resistir até mesmo às mais severas condições, como areia profunda ou terreno montanhoso.

A primeira presença reconhecida de um Saluki na Inglaterra remonta a 1840. A raça só foi estabelecida após a Primeira Guerra Mundial, quando muitos oficiais britânicos retornaram do Oriente Médio com estes cães.

O Saluki de hoje permanece fiel aos seus antigos ancestrais, desde o seu corpo elegante e olhos quentes até a sua personalidade sofisticada e digna.

Cuidados com a raça Saluki

saluki

Com uma longa história de corrida e rastreamento de animais, o Saluki exigirá exercícios diários para o bem estar físico e mental.

Um animal de estimação ideal para corredores ou famílias ativas, Salukis devem idealmente viver em uma casa com um grande quintal cercado para a sua segurança.

Sem o exercício e estímulo adequados (muita brincadeira e muitos brinquedos e ossos seguros para mastigar), os Salukis são conhecidos por serem adeptos de escapar ou se tornarem destrutivos.

Considerada uma raça independente, muitos se mostrarão difíceis de treinar. Pois eles gostam de pensar por si mesmos e podem precisar de mais persuasão do que outras raças. No entanto, como a maioria dos cães, a maioria dos Salukis deve responder bem aos reforços positivos, como guloseimas e elogios.

Banho

dog

Salukis pode ter uma pelagem emplumada ou lisa, o cachorro necessitará de uma escova semanal.

A raça é conhecida por ser um cão limpo que é livre de odores caninos mais típicos. Sendo assim, requerem banhos pouco frequentes.

Amizade

Estes belos cães são conhecidos por serem reservados e afetuosos, e oferecem um companheirismo dedicado às suas famílias.

Embora o Saluki como uma raça não seja excessivamente demonstrativa, eles formarão laços profundos com seus humanos. Desse modo, são suscetíveis à ansiedade de separação quando deixados por longos períodos de tempo.

Seu alto nível de atividade significa que eles não se sairão bem em um apartamento e sem passeios ao ar livre. Graças à sua velocidade e inclinação natural para perseguir e caçar veados, esquilos ou qualquer outra vida selvagem, uma coleira forte, um proprietário atencioso e lugares seguros e fechados para passear ao ar livre são itens indispensáveis ​​para esta raça.

Socialização

Egyptian-dog-saluki

Esses cães quietos e sensíveis podem se tornar tímidos sem a socialização. Eles são excelentes animais de estimação, pois podem ser destemidos enquanto caçam, mas são gentis e pouco agressivos… Assim, ficam perfeitamente felizes em se aconchegar a seus humanos em um sofá ou cama.

No entanto, o Saluki pode não ser necessariamente a escolha ideal para lares com crianças pequenas. Pois mesmo tolerantes, às vezes podem ser muito ativos para crianças. Eles também preferem a companhia de outros Salukis. Mas podem se dar bem com a maioria das outras raças, desde que não tenham personalidades particularmente dominantes.

Problemas comuns de saúde

raça de cães

Sabe-se que os Salukis estão livres de muitas doenças genéticas comuns. Em geral, pode-se esperar que desfrutem de uma vida saudável e ativa ao longo de sua velhice. No entanto, doenças cardíacas, como arritmia ou corações aumentados ou outros defeitos, bem como algumas condições auto-imunes e sanguíneas, têm sido associadas à raça.

Por causa de seus altos níveis de atividade e tendência a correr vigorosamente, os donos de Saluki devem sempre tomar precauções para prevenir a torção gástrica. Causada por correr e brincar muito cedo depois de comer. Essa condição é uma emergência com risco de vida que requer intervenção veterinária imediata.

Dieta e Nutrição

O Saluki vive bem em qualquer dieta comercial ou preparada em casa de alta qualidade (com supervisão veterinária).

Sabe-se que o apetite desta raça varia muito de cão para cão. Por isso os donos de Salukis com maior apetite devem estar atentos à superalimentação para evitar o ganho de peso exagerado  e problemas relacionados. A água fresca deve estar sempre disponível para esta raça grande e ativa.

Ao determinar se o Saluki é o cão certo para você, pesquise todos os aspectos da raça e consulte outros donos para saber mais.