Lista com raças de cachorros para apartamento

Lista completa com as melhores raças de cachorros para apartamento.

por Samantha Kelly — publicado 8 jan 2013 - 8:52

Com o crescimento das cidades brasileiras, muitas pessoas hoje moram em apartamentos ou casas mais compactas. Essa realidade não impactou no amor e vontade de ter um animal, mas sem dúvida teve consequências no tamanho e estilo nas raças populares. Nesse cenário, muitos possíveis tutores passaram a se perguntar: qual a melhor raça de cachorro para apartamento?. Por causa disso resolvemos criar uma lista de raças de cachorros que se encaixam mais nesse perfil contemporâneo.

Afinal, existe uma raça ideal para espaços pequenos? Há raças de cachorros que são mais indicas e que se adaptam melhor a espaços menores, e para chegar a essa conclusão baseamos as escolhas nos seguintes pontos:

Porte/Tamanho: Devido ao tamanho reduzido, cães de porte pequeno precisam de menos espaço para se movimentar e, naturalmente, se adaptam melhor em locais menores.

Necessidade de exercício: Algumas raças caninas específicas não precisam gastar tanta energia. Nesse caso, um passeio curto ou uma brincadeira dentro mesmo de casa já são suficientes. Nesse quesito analisamos desde os dorminhocos, até os atléticos.

Barulho: Alguns cães têm uma maior tendência a vocalizar seus sentimentos através de muito latido.

Amigável com estranhos: Estando tão próximo dos vizinhos, é ideal que o pet seja mais aberto para o contato com estranhos. Algumas raças são mais amigáveis com quem não conhecem.

Propósito da raça: As raças caninas foram criadas com o intuito de auxiliar o homem no trabalho nos mais distintos ambientes e propósitos. Foram centenas de anos de seleção especificamente para acentuar traços específicos, como a resistência e alta quantidade de energia dos cães de pastoreio; a força, tamanho e perspicácia dos cães de proteção; ou a concentração e amor ao trabalho dos cães de serviço. Dessa mesma forma, há raças caninas que há muitas gerações foram moldadas para serem perfeitos companheiros e pets.

Isso quer dizer que não podemos ter cães de porte grande em apartamentos?

Claro que podem. Há inúmeros casos bem sucedidos, mas todos eles andam em paralelo com um compromisso maior por parte do tutor em manter o cachorro com uma vida ativa, saudável e feliz, levando-o para passear pelo menos 1 hora por dia e mantendo uma rotina de exercícios e brincadeiras dentro e fora de casa.

O vira-lata é indicado para apartamento?

Sim, com certeza. O motivo dos vira-latas não estarem nessa lista (ou em muitas outras), é que eles são únicos e sua propensão genética e porte físico não pode ser definida, afinal, qualquer cachorro sem pedigree, fruto de uma mistura de raças, já é um SRD. Ou seja, em um espectro que pode ir desde um mix entre Pit Bull e Boxer até um mix de Yorkshire Terrier e Maltês, o perfil do fruto dessas uniões gera cães com aptidões bem distintas, mesmo que todos sejam categorizados nesse grande grupo.

A dica que damos é que, ao adotar um vira, analisem o tamanho e comportamento de acordo com os pontos levantados acima.

Muitos citam que não adotam um vira-lata pois não é possível saber ao certo como serão quando adultos, porém há algumas pontos a se observar que podem prever como os cachorros serão quando adultos.

O melhor é adotar também um cachorro mais adulto, quando o comportamento e tamanho já são definidos. Isso vai além do espaço necessário, mas a conexão entre o perfil do tutor e do pet.

Cachorros para apartamento

Confira a lista com os melhores cachorros para apartamento, no total de 16 raças.

 

Shih tzu

Esse companheiro por excelência, que um dia foi animal de estimação de imperadores chineses, ama ser o centro das atenções e ser mimado. Muito gentil, alegre e divertido, o ShihTzu é sem dúvida uma das raças caninas mais doces e é recomendada para uma gama de tutores, sejam eles iniciantes, famílias com filhos ou solteiros.

Mais informações sobre o Shih tzu

Shih tzu – Guia de Raças com informações gerais, história, comportamento, características, curiosidades, preços e etc.

5 curiosidades sobre os Shih Tzus.

 

 

Lhasa Apso

Alegre, vivo e cheio de segurança, esse companheiro charmoso é muito sensível e discreto. Ele tem orelhas muito finas e dá o alarme por meio  de seus latidos agudos. Seguro de si e estável, ele se mostra, todavia, desconfiado com estranhos.

Mais informações sobre o Lhasa apso

Lhasa Apso – Guia de Raças com informações gerais, história, comportamento, características, curiosidades, preços e etc.

 

Maltês

Uma raça gentil e sem medo, o maltês cumprimenta a todos como um amigo. Seu casaco branco glamuroso dá-lhe um olhar de nobreza altiva, mas as aparências enganam. Este é um cão enérgico e vigoroso que se destaca não só como um companheiro, mas também como um cão de terapia e concorrente em algumas competições para cachorro como agility, obedience, rally, e tracking. Mas acima de tudo, ele gosta de estar com seus donos.

Mais informações sobre o Maltês

Maltês – Guia de Raças com informações gerais, história, comportamento, características, curiosidades, preços e etc.

 

Cavalier King Charles

O Cavalier é flexível, se adapta rápido e é resistente. Ele fica feliz em refestelar-se no sofá com você durante todo o dia, mas está sempre pronto para fazer algo que exija mais energia.

Mais informações sobre o Cavalier King Charles

Cavalier King Charles – Guia de Raças com informações gerais, história, comportamento, características, curiosidades, preços e etc.

 

Dachshund

Não importa o seu tamanho, Dachshunds são uma aquisição maravilhosa para toda a família, é por isso que eles estão quase no topo da lista como cães mais populares desde os anos 1950.

Mais informações sobre o Dachshund

Dachshund – Guia de Raças com informações gerais, história, comportamento, características, curiosidades, preços e etc.

6 curiosidades sobre Dachshund

3 coisas que todo tutor de Dachshund deve prestar mais atenção

 

 

Cocker Spaniel Inglês

Alegre, alerta, afetuoso, esse cão sensível deve ser adestrado com delicadeza mas com firmeza. Teimoso, tenaz, muito resistente e corajoso, ele tem faro muito apurado e revela-se excelente cão de caça nos pântanos e nas florestas.

O Cocker é um companheiro cheio de charme que tem a particularidade de estar sempre abanando a cauda. Doce e muito ligado ao seu tutor, com quem tem grande cumplicidade, tende a não deixá-lo nem por um segundo.

Mais informações sobre o Cocker Spaniel Inglês

Cocker Spaniel Inglês – Guia de Raças com informações gerais, história, comportamento, características, curiosidades, preços e etc.

 

Yorkshire Terrier

Os cachorros da raça Yorkshire Terrier são excelentes companhias, além de muito robustos e brincalhões. Ativos e esportivos, são notáveis nadadores e fazem jus a sua origem de trabalhadores e caçadores de roedores, sempre procurando o menor buraco para explorar em busca da caça.

De temperamento meigo, afetuoso, particularmente inteligente e sociável, o Terrier de Yorkshire, que tem muita presença, é o tipo de cachorro que se pode levar a toda parte. Sociável com seus congêneres, fiel e muito apegado ao tutor, ele é desconfiado com estranhos e vai adorar aproveitar essa oportunidade para latir e avisar sua família.

Mais informações sobre o Yorkshire Terrier

Yorkshire Terrier – Guia de Raças com informações gerais, história, comportamento, características, curiosidades, preços e etc.

 

Lulu da Pomerania

Esse cão é extraordinariamente ligado ao dono e uma companhia alegre e esperta, de fácil convivência e muito afetuoso não é medroso nem agressivo.

São excelentes animais de estimação para os idosos e aqueles que estão ocupados, porque não é uma raça excessivamente dependente. Eles também são bons para moradores de apartamento ou casas que não têm um quintal.

Mais informações sobre o Lulu da Pomerania

Lulu da Pomerania – Guia de Raças com informações gerais, história, comportamento, características, curiosidades, preços e etc.

 

Bichon Frisé

Cheio de charme, lembra uma nuvem de pelos brancos encaracolados que mais parece  uma bola de algodão, o Bichon Frise é uma das mais doces e carinhosas raças de cães.

Mais informações sobre o Bichon Frisé

Bichon Frisé – Guia de Raças com informações gerais, história, comportamento, características, curiosidades, preços e etc.

 

Poodle

Muito afetuoso e sociável, o Poodle é a raça mais popular do Brasil e uma das mais requisitadas no mundo, mantendo sua posição de queridinho graças à sua boa natureza. É uma raça recomendada tanto para casais, quanto para famílias com crianças.

Com uma lealdade e fidelidade infalível com os seus tutores, adora agradá-los, ele se adapta facilmente em todos os ambientes, em particular à vida na cidade. Eles geralmente se dão bem com outros cães, gatos e estranhos. Adora ser o centro das atenções.

Mais informações sobre o Poodle

Poodle – Guia de Raças com informações gerais, história, comportamento, características, curiosidades, preços e etc.

8 misturas de poodle com outras raças

Poodle também pode ter o pelo encordoado

 

Pug

O que realmente faz um Pug feliz é fazer parte da família. Ele é particularmente apegado aos seus humanos, que o recebem de braços abertos, com todas as suas particularidades.

Sua personalidade calma, boa natureza e geral humor estável são realmente os pontos que o fizeram um querido companheiro por tantas centenas de anos, desde os tempos que ele foi criado para ser um um cão de companhia para a nobreza chinesa.

Mais informações sobre o Pug

Pug – Guia de Raças com informações gerais, história, comportamento, características, curiosidades, preços e etc.

 

Boston Terrier

O Boston Terrier veste um “casaco de smoking” e tem uma atitude style. Ele é amigável, portátil e entusiasta em tudo que faz. Ele se dá bem com crianças, outros animais de estimação e praticamente todos que encontra. Não tem como negar, ele é um cão de companhia fantástico.

Mais informações sobre o Boston Terrier

Boston Terrier – Guia de Raças com informações gerais, história, comportamento, características, curiosidades, preços e etc.

Qual a diferença entre o Buldogue Francês e o Boston Terrier?

 

Buldogue Inglês


Apesar da representação usada por uma banda como um cão feroz, o Buldogue de hoje foi criado para ser carinhoso e gentil. Buldogues amam as pessoas. Só querem a atenção de seus tutores e quem sabe tirar um cochilo no colo deles.

Mais informações sobre o Buldogue Inglês

Buldogue Inglês – Guia de Raças com informações gerais, história, comportamento, características, curiosidades, preços e etc.

Cachorros Braquicefálicos ou focinho achatado

 

Buldogue Francês

Frenchies são conhecidos por sua atenção tranquila. Eles seguem seus tutores por toda casa, sem incomodar em nada. Quando eles querem a sua atenção, eles vão carinhosamente cutucar você com a pata.

Este é um cão que esbanja amor para com seus companheiros humanos, tanto quanto ele ama receber o mesmo tratamento em troca.

Mais informações sobre o Buldogue Francês

Buldogue Francês – Guia de Raças com informações gerais, história, comportamento, características, curiosidades, preços e etc.

4 raças de cachorros com origens diferentes do que você imagina

Filhotes fofos da raça Buldogue Francês

 

Chihuahua

O Chihuahua é inteligente, ativo, irrequieto e corajoso. Muito afetuoso, ele é apaixonadamente ligado ao seu tutor. É muito bom guardião, mas late ao menor ruído. Basta um pouco de firmeza para que se torne um companheiro obediente e discreto.

Mais informações sobre o Chihuahua

Chihuahua – Guia de Raças com informações gerais, história, comportamento, características, curiosidades, preços e etc.

Curiosidades sobre chihuahuas

Pesquisa aponta chihuahua como a raça que mais apronta

 

Pinscher

Ativo, vivaz, jovial e inteligente, ele é um devotado e fiel companheiro para sua família, sempre disposto a agradar. Apesar disso, ele não é submisso e pode ser bem teimoso e independente. É preciso educá-lo desde a mais tenra idade com firmeza e discernimento, mas nunca com brutalidade nem reprimendas, exigindo muita atenção.

Por ser pequeno, ele se adapta muito bem à vida em apartamento, mas não espere que ele fique deitado no sofá o dia inteiro.

Mais informações sobre o Pinscher

Pinscher – Guia de Raças com informações gerais, história, comportamento, características, curiosidades, preços e etc.

 

Se você está procurando um cachorro pequeno, não deixe de ler a nossa matéria A crescente do cachorro pequeno para apartamento

Veja também: 4 mitos sobre cachorros pequenos

Olhos dos Filhotes de Cachorro: Em Que Estágio de Desenvolvimento Eles Abrem?

por Handreza Hayran — publicado 19 abr 2019 - 9:45

olhos dos filhotes

Conforme o filhote cresce, sua curiosidade faz dele observador atento. Os cães gostam de satisfazer a sua curiosidade, absorvendo o ambiente e observando o que se desenrola ao seu redor. Mas eles não nascem com essa habilidade. Os olhos dos filhotes ficam fechados e, até os olhos se abrirem, ficam cegos para o ambiente.

Por que os filhotes nascem com os olhos fechados? Que finalidade serve? E em que estágio de seu desenvolvimento os olhos dos filhotes se abrem para que possam absorver o ambiente e vivenciar o mundo ao seu redor?

 » Read more about: Olhos dos Filhotes de Cachorro: Em Que Estágio de Desenvolvimento Eles Abrem?  »

Como Fazer o Cachorro Parar de Morder?

por Camila Da Silva — publicado 18 abr 2019 - 9:45

Como fazer o cachorro parar de morder

Neste artigo, você irá aprender como fazer o cachorro parar de morder. Pois sabemos que por mais que muitas vezes possa ser de brincadeira, as mordidas podem podem sim incomodar. Porém, é importante saber que este processo pode ser um pouco lento, e precisará de paciência e dedicação para que realmente funcione. Acompanhe o texto para entender.

Como fazer o cachorro parar de morderComo fazer o cachorro parar de morder
Como fazer o cachorro parar de morder?

Antes de mais nada, podemos adiantar: o ato do cachorro morder,

 » Read more about: Como Fazer o Cachorro Parar de Morder?  »

Como Acostumar Dois Cachorros a Conviverem Juntos?

por Camila Da Silva — publicado 17 abr 2019 - 9:45

Como Acostumar Dois Cachorros a Conviverem Juntos

Uma dúvida que causa muita insegurança, é como acostumar dois cachorros a conviverem juntos. E é muito comum que as pessoas tenham este receio, visto que cães são muito territoriais e defensores de seus donos. No entanto, saiba que este processo pode não ser tão complicado quanto parece. Seguindo alguns passos, você conseguirá ter sucesso. Acompanhe para entender.

Como Acostumar Dois Cachorros a Conviverem JuntosComo Acostumar Dois Cachorros a Conviverem Juntos
Como acostumar dois cachorros a conviverem juntos?

A primeira coisa para entender como acostumar dois cachorros a conviverem juntos,

 » Read more about: Como Acostumar Dois Cachorros a Conviverem Juntos?  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Olhos dos Filhotes de Cachorro: Em Que Estágio de Desenvolvimento Eles Abrem?

por Handreza Hayran — publicado 19 abr 2019 - 9:45

olhos dos filhotes

Conforme o filhote cresce, sua curiosidade faz dele observador atento. Os cães gostam de satisfazer a sua curiosidade, absorvendo o ambiente e observando o que se desenrola ao seu redor. Mas eles não nascem com essa habilidade. Os olhos dos filhotes ficam fechados e, até os olhos se abrirem, ficam cegos para o ambiente.

Por que os filhotes nascem com os olhos fechados? Que finalidade serve? E em que estágio de seu desenvolvimento os olhos dos filhotes se abrem para que possam absorver o ambiente e vivenciar o mundo ao seu redor?

Por que os olhos dos filhotes permanecem fechados?

olhos dos filhotes

Biologicamente falando, bebês humanos nascem desenvolvidos e prontos para enfrentar o mundo. Mas esse não é o caso dos filhotes de cachorro.

No nascimento, o sistema nervoso central de um filhote ainda está em desenvolvimento, incluindo seus nervos ópticos. Como seus nervos ópticos não estão totalmente desenvolvidos, eles são delicados demais para a luz brilhante, e é por isso que os olhos permanecem fechados até que os nervos acabem de se desenvolver.

Não só os nervos precisam de mais tempo para se desenvolver, mas o próprio olho não está completamente formado quando um filhote nasce. Manter os olhos fechados permite que o olho se desenvolva com segurança, sem o risco de objetos estranhos (como sujeira ou poeira) entrarem no olho e causar uma infecção ou outros problemas de desenvolvimento.

Quando os olhos dos filhotes se abrem?

olhos dos filhotes

A maioria dos filhotes começa a abrir os olhos entre uma e duas semanas após o nascimento. Nesse ponto, o sistema nervoso central do seu filhote, os nervos ópticos e os olhos estão totalmente desenvolvidos.

Uma coisa a ter em mente:-o filhote deve abrir os olhos por conta própria. Você pode ser tentado a ajudá-los, mas deve deixar o processo acontecer naturalmente. As pálpebras do seu filhote se abrirão quando os nervos e os olhos estiverem prontos. Sendo assim, forçá-los a abrir mais cedo colocará o filhote em risco.

Quando falar com veterinário

veterinário

O processo de abrir os olhos virá fácil e naturalmente para a maioria dos filhotes. Mas você ainda deve ficar de olho nas coisas para ter certeza de que o processo está indo bem com o filhote.

Algumas bandeiras vermelhas que algo pode estar errado com o desenvolvimento do olho do seu filhote de cachorro incluem:

  • Inchaço sob a pálpebra. Se você perceber que há algum inchaço sob as pálpebras do seu filhote antes que ele se abra, pode ser um sinal de infecção.
  • Pus na área dos olhos. Se houver qualquer pus, corrimento ou sujeira nos olhos ou ao redor da área da pálpebra, também pode ser um sinal de infecção.
  • As pálpebras do seu cachorro não abrem por duas semanas de idade. Algumas raças levam mais tempo para abrir suas pálpebras do que outras. Mas se após duas semanas não abrir os olhos, isso pode ser um sinal de um problema de desenvolvimento.

Se você notar algum destes sintomas, marque uma consulta com veterinário. Ele será capaz de diagnosticar qualquer infecção ou problemas de desenvolvimento do olho e prescrever o melhor tratamento para o seu cachorro.

Como Fazer o Cachorro Parar de Morder?

por Camila Da Silva — publicado 18 abr 2019 - 9:45

Como fazer o cachorro parar de morder

Neste artigo, você irá aprender como fazer o cachorro parar de morder. Pois sabemos que por mais que muitas vezes possa ser de brincadeira, as mordidas podem podem sim incomodar. Porém, é importante saber que este processo pode ser um pouco lento, e precisará de paciência e dedicação para que realmente funcione. Acompanhe o texto para entender.

Como fazer o cachorro parar de morder

Como fazer o cachorro parar de morder?

Antes de mais nada, podemos adiantar: o ato do cachorro morder, é normal. Muitas vezes a mordida é uma diversão garantida para ele. Porém, não para o dono. Inclusive, pode se tornar insuportável com o tempo, pois caso seu cão acostume-se a morder você por qualquer motivo, pode ter certeza: ele vai adorar.

Isso geralmente acontece mais com cães filhotes, pois o que mais eles querem fazer, é brincar com você. E as mordidas são um jeito não muito carinhoso de eles fazerem isso. Há quem diga também, que eles gostam de morder pois os dentes estão em fase de crescimento, o que torna ainda mais prazerosa a brincadeira.

5 atitudes para você tomar que evitarão as mordidas

Agora que você já entendeu um pouco da motivação por parte dos cachorros em morder, podemos testar algumas técnicas e métodos que poderão ajudar a fazê-los parar de morder. Afinal, aprender como fazer o cachorro parar de morder pode ser demorado. Assim sendo, não espere resultados imediatos. Dar tempo ao tempo é fundamental.

  1. Mostre que você sente dores com as mordidas

Isso mesmo. Este é um dos pontos mais importantes para acostumar o seu cão de que determinadas ações machucam você. E acredite, eles não vão gostar de saber que você está se machucando. Cachorros são muito apegados aos seus donos e demonstram interesse pelos seus sentimentos. Logo, mostrar que as mordidas estão doendo ajudará no processo de fazê-lo parar com o tempo.

  1. Pare de brincar quando seu cachorro morder

Quando o seu cachorro estiver em estado de êxtase pura, ou seja, brincando, é o momento que ele mais se sentirá feliz. E isso poderá ser cortado pela raiz quando ele morder você. Experimente parar de brincar assim que ele morder. Com o tempo, ele assimilará que a diversão acaba quando ele pratica determinados atos. E isso poderá ajudar.

Como fazer o cachorro parar de morder

  1. Brigue com ele de maneira firme, mas não xingue

Assim como os cães ficam felizes quando seus donos brincam, eles também assimilam quando eles brigam. Ou seja, um método muito educativo, é falar com a voz firme para o cachorro parar de morder. Nunca xingue, apenas diga para ele parar de maneira dura. Estas ativações farão com que ele evite de morder você em longo prazo.

  1. Elogie e parabenize tudo aquilo que não envolve mordida

Assim como é importante você ser firme com ele quando precisar, também é importante elogiar e falar com uma voz em tom mais ameno quando ele fizer o correto. Da mesma forma que ele assimilará uma briga, ele assimilará algo positivo. E assim, seu comportamento é construído de maneira educada.

  1. Saia do ambiente em que o cão está quando ele morder

Quando você estiver brincando com o seu cão e ele estiver lhe mordendo, experimente deixá-lo sozinho brincando por um tempo. Apenas afaste-se e não demonstre mais vontade de brincar com ele. Se você fizer isso imediatamente após as mordidas, o cachorro entenderá que sempre que ele morder, você sairá. E acredite, tudo que eles mais gostam é da sua presença. E não a tendo, fará com que eles assimilem o que você quer.

Como fazer o cachorro parar de morder

Seu cachorro não é uma marionete

Estas sugestões podem funcionar muito bem no longo prazo. Entretanto, é muito importante que você entenda que seu cachorro não é uma marionete. Entender como fazer o cachorro parar de morder é muito mais complexo do que simplesmente uma receita pronta.

Envolve educação, muito treinamento e disciplina. E, claro, você terá de ter paciência com ele. Ainda mais se ele for filhote. Nunca exija muito em pouco tempo. Afinal, eles continuam sendo cães e tudo que eles mais querem, é aproveitar os momentos perto do dono, brincar até cansar e fazer companhia.

No entanto, o jeito deles representarem isso tudo, muitas vezes pode ser de um jeito que você não gostaria. O que é absolutamente normal. Entretanto, é importante respeitar o tempo do seu cão e educá-lo aos poucos.