Uma das principais dúvidas de tutores de pets é sobre quais são as raças de cães que se dão bem com pit bulls.

Fortes e com cara de mau, o pit bull é visto por muita gente como um cão agressivo. E isso se deve ao histórico da raça e à forma como ela foi usada em rinhas durante muito tempo.

No entanto, com o manejo adequado é possível ter um cão tranquilo e que consegue conviver muito bem com pessoas e outros animais.

De qualquer maneira, existem algumas raças que se dão bem com pit bulls porque acabam equilibrando com a personalidade característica da raça.

Então, continue lendo esse post para saber mais sobre o tema.

Raças de cães que se dão bem com PitBull

Por mais que o Pit Bull seja um cão com tendência a ser possessivo e defender o seu território, ainda assim existem raças que podem conviver pacificamente com eles.

O ideal é que o outro cão seja de porte médio ou grande, para que eles tenham uma compatibilidade de tamanho para evitar que se machuque.

Além disso, o cão deve ser mais submisso e tranquilo, de modo que os dois não disputem pelo território.

Então, veja a seguir algumas sugestões de raças de cães que se dão bem com pit bulls.

1. Labrador Retriever é um dos cães que se dão bem com pit bulls

labrador cachorro para apartamento

Labrador cachorro para apartamento – Foto: Pixabay

O Labrador Retriever é um cão conhecido por ser muito tranquilo e dócil. Por isso, tende a se dar bem com um pit bull porque não vai tentar fazer uma disputa territorial.

Muito companheiros da sua família, esses cães estão sempre preparados para brincadeiras, seja com pessoas ou com outros animais.

Conhecido pelas suas habilidades como cão guia, o Labrador é muito inteligente e pode ser facilmente adestrado. Isso também contribui com os treinamentos e socialização.

2. Golden Retriever

golden

Golden – Foto: Freepik

Essa é mais uma entre as raças de grande porte, mas que tem uma personalidade muito tranquila.

Alegre e brincalhão, o Golden consegue conviver muito bem com animais de outras raças. Mesmo sendo grande, ele não costuma apresentar reações agressivas e nem compra brigas.

Esse equilíbrio é fundamental para a boa convivência com pessoas e outros animais. Assim, são ótimos cães de companhia.

Simpático e paciente, o Golden é um dos melhores cães que se dão bem com pit bulls. Basta que ambos gastem as suas energias e passeiem diariamente que a convivência tende a ser boa.

3. Beagle é um dos cães que se dão bem com pit bulls

beagle

Beagle – Foto: Freepik

Mesmo sendo um pouco menor, Beagle é uma das melhores raças de cães que se dão bem com pit bulls, uma vez que é forte e não é territorialista.

Agitado, aventureiro e brincalhão, o Beagle é muito dócil, representando uma excelente companhia para animais e pessoas.

Mas é preciso que essa raça tenha um pouco de espaço onde possa brincar e correr, gastando assim a sua energia.

É preciso apenas ter a certeza de que o pit bull tenha noção do tamanho do Beagle, de modo que não machuque o pequenino durante as brincadeiras.

4. Cocker Spaniel Inglês

Cachorro na grama deitado. Foto Freepik

O Cocker é mais um desses cães enérgicos e cheios de vitalidade. Com isso, são ótimos com brincadeiras e interações de diferentes tipos.

Esse pode ser um bom companheiro para um pit bull, uma vez que é capaz de correr e brincar durante longos períodos sem se cansar.

É ideal que o Cocker tenha outro cão como companhia, para que gaste a sua energia. Isso porque se esses cães não tiverem isso, podem acabar se tornando destrutivos.

5. Border Collie é uma das raças de cães que se dão bem com pit bulls

cães que se dão bem com pit bulls

Cachorro correndo. Foto Freepik

Os Border Collies têm uma quantidade de energia que parece ser infinita. Além disso, são animais extremamente inteligentes, que estão sempre prontos para aprender novos comandos e desenvolver atividades de trabalho de diferentes tipos.

Com esse temperamento agitado e trabalhador, esse cão ama estar na companhia de outros animais e pode se dar bem com um pit bull.

Desde que haja a socialização adequada, os dois animais tendem a se dar muito bem e brincar muito juntos.

O Border Collie é muito dócil, que se adapta facilmente à vida com outros animais. Por isso eles fazem amizades muito rapidamente, sendo ótimos companheiros.

6. Dogue Alemão

cães que se dão bem com pit bulls

Dogue Alemão – Foto: Freepik

Esse gigante pode ser o companheiro ideal para os pit bulls, uma vez que são tranquilos e fazem amizade facilmente, seja com pessoas ou com animais.

Com essa altura impressionante, o Dogue Alemão pode ser a companhia ideal para um pit bull, uma vez que eles podem brincar muito sem que o cão se machuque.

Mesmo com o tamanho que chama a atenção, esse é um cão que não tem traços de agressividade, o que é ótimo quando se fala em interação com um pit bull.

7. Sem raça definida

Conhecidos popularmente como vira latas, esses cães são ótimos para interagir com pessoas e outros cães.

Basta que se tenha bastante atenção aos traços de personalidade do animal. Quando se conhece os pais é mais fácil de fazer isso.

Geralmente esses são cães dóceis, que podem conviver em harmonia com outros animais. Por isso, pode ser uma ótima opção de companheiro para os pit bulls.

Existem realmente cães que se dão bem com pit bulls?

cães que se dão bem com pit bulls

Cachorro cheirando o chão. Foto Freepik

Talvez essa pergunta ficasse melhor da seguinte forma: será que o pit bull pode se dar bem com outros cães?

A resposta para essa pergunta é sim. Mas é claro que existem outros fatores por trás disso. É fundamental entender que o Pit Bull é um cão grande, forte e, que foi selecionado para brigas.

O ser humano selecionou os pit bulls para derrubarem animais grandes e, por isso ele tem esse instinto e força para isso.

Sendo assim, para que ele possa conviver com outros animais é preciso ter cuidado para não estimular a violência e, ainda socializar adequadamente o animal.

É muito importante socializar o animal desde as primeiras semanas de vida e, é fundamental que esse seja um processo contínuo.

Desde cedo o pit bull deve aprender a conviver com outros animais em harmonia, sem se preocupar demasiadamente em querer dominar o território.

Para isso, é recomendado que se tenha um treinador capacitado, preferencialmente que seja especialista em raças com perfil comportamental como o do pit bull.

Deve-se deixar bem claro que a socialização e treinamento são dois processos nos quais as pessoas que convivem com o cão também precisam se envolver.

Sendo assim, é essencial que todos entrem em comum acordo sobre a forma de tratar o cão e sobre o que é ou não permitido.

Somente assim é possível ter um animal confiante e, que ao mesmo tempo saiba respeitar os seus tutores.

O teste de temperamento pode ajudar a escolher cães que se dão bem com pit bulls

O teste de temperamento ATTS é uma maneira de identificar os diversos aspectos do temperamento de um cão.

Isso inclui características como timidez, agressividade, simpatia, estabilidade e, a forma como o animal age para proteger o tutor e, como ele reage diante de uma situação de risco.

O funcionamento do teste é bem básico. Tudo parte de uma simulação de um passeio em ambiente aberto, no qual o cão é exposto a uma série de situações do cotidiano.

Ao longo do passeio, o cão tem que lidar com uma série de estímulos diferentes, incluindo os táteis, auditivos e visuais.

Cada uma dessas situações é classificada como sendo amistosa, ameaçadora ou neutra. A partir disso, pode-se avaliar a maneira como o cão reage em cada caso.

Cada animal apresenta reações diferentes a esses estímulos e, é justamente a partir disso que se pode traçar o perfil comportamental do cão.

Isso é extremamente valioso até para os treinamentos e para a socialização, uma vez que é possível estabelecer os pontos de maior relevância que devem ser mais trabalhados em cada caso.

Ou seja, é possível criar um projeto de treinamento personalizado, visando o desenvolvimento do cão com base nos seus pontos fortes e pontos fracos.

O Pit Bull é tão agressivo quanto se diz?

Frequentemente surge uma notícia sobre um ataque por um pit bull. Mas será que essa raça é realmente tão agressiva quanto se diz?

Devido a essas questões esporádicas esses cães adquirem uma fama de serem maus e extremamente agressivos.

Mas não se pode simplesmente generalizar a personalidade de um cão, como se todos eles fossem ter as mesmas reações.

Evolutivamente, o pit bull é uma raça que foi selecionada para a caça e, com isso adquiriu muita força e velocidade com o tempo.

Os seus instintos também são bastante fortes, mas isso não significa que esses animais sejam perigosos.

Tudo depende dos cruzamentos realizados e, também da forma como o animal é criado. Hoje em dia existe um grande esforço para a criação de gerações cada vez mais tranquilas e dóceis.

Com isso, é possível ter animais extremamente calmos e, que podem conviver muito bem com pessoas e outros animais.

Entretanto, culturalmente, existem muitas pessoas que ainda desejam demonstrar a virilidade e força dos seus animais.

Inclusive, ainda existem muitas rinhas de pit bulls no brasil e no mundo. Mas é importante dizer que isso é completamente ilegal.

A raça pode ser agressiva por causa dos seus instintos

Devido às características selecionadas nessa raça, o instinto do cão é muito forte e, não se pode escapar disso.

Dessa forma, quando o animal é instigado, ele pode ter que usar a sua força para conseguir derrubar o oponente.

Dependendo da forma de criação, o cão apresenta uma grande ansiedade para a caça. E também tende a demonstrar grande agressividade quando há provocação.

Assim, quando é encurralado, esse cão tende a se sentir na obrigação de fazer um ataque e eliminar o seu oponente.

Por sorte, esse tipo de comportamento pode ser melhorado e trabalhado facilmente. Com os cuidados adequados o cão pode ser tranquilo e conviver muito bem com as pessoas e demais animais.

É preciso ter bastante atenção a isso, uma vez que às vezes comportamentos que parecem inofensivos podem despertar os instintos do cão.

Até mesmo alguns tipos de brincadeiras mais agitadas podem fazer o cão se acostumar com a agressividade.

Dessa forma podem acontecer acidentes. É dessa forma que os ataques acontecem. Muitas vezes uma dada situação pode despertar o instinto em um cão aparentemente tranquilo.

O espaço influencia nas reações do animal

Muita gente pensa que a personalidade do animal depende apenas da maneira como ele é tratado.

No entanto, não é bem assim. O espaço onde ele vive e os componentes do ambiente também influenciam diretamente nisso.

Proporcionar ao cão uma boa qualidade de vida é fundamental para que o animal se desenvolva muito bem e sem intercorrências.

Isso inclui amor, carinho, uma alimentação adequada e, também um espaço que seja ideal, onde o animal possa se locomover.

O pit bull é um cão que precisa gastar energia para que se sita bem e não fique ansioso e nem estressado.

Sendo assim, não é aconselhado que se crie esse cão em espaços confinados, como apartamentos e canis.

Em algumas situações um canil pode ser útil, mas jamais se deve deixar o cão confinado o tempo todo nesse espaço.

Sempre que o animal ficar em um ambiente um pouco mais confinado, é recomendado que se faça muita atividade física com ele todos os dias.

É extremamente importante evitar o confinamento, uma vez que qualquer cão que passe a vida preso e sem a liberdade de que necessita pode acabar se tornando agressivo.

Isso aumenta em muito os riscos de que ocorram acidentes e, também dificulta em muito a convivência do cão com outros animais.

Sendo assim, se você quer criar outro cão junto com um pit bull, lembre-se de que é preciso proporcionar a eles um espaço adequado, onde eles possam se movimentar e brincar.

Além disso, devem ter acesso a brinquedos, água, alimentos e um local onde possam se abrigar.

Conclusão

Depois de ler esse texto até aqui, você já descobriu quais são as raças de cães que se dão bem com os pit bulls.

Então, agora tem várias ideais de animais que podem fazer companhia para o seu cãozinho.