A China que não come carne de cachorros

A cultura milenar entra em choque com valores relativamente novos e que em um passado recente não pertenciam a maior população do mundo.

por Samantha Kelly — publicado 17 jun 2015 - 20:32

Apesar de ser muito mais comum escutar falar sobre o consumo de carne canina na China, o que leva muitos a chegarem a conclusão que todos os chineses comem carne de cachorro, existe um grande número de pessoas que não são adeptas a essa prática e lutam para que haja uma mudança de hábitos nesse país milenar.

Para nós que fazemos parte de uma cultura que além de não comer cães, deposita na espécie um papel emocional grande, a ideia de um cachorro servir de comida é chocante e totalmente tabu.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Mesmo que em regiões como o sul e nordeste da China, muitos considerem a carne canina uma iguaria e escolham persistir com a tradição que data há milhares de anos, houve claramente uma mudança significativa de pensamento a partir do século 21, com o consumo geral caindo em um terço em comparação com 2013.

Três fatores são cruciais nessa mudança: o primeiro sendo o governo local implementando regras mais rígidas; o segundo a pressão da comunidade internacional e uma própria mudança no comportamento de muitos chineses que passaram a possuir cães como animais de estimação; e a terceira sendo o incentivo à atenção com a procedência das carnes, com muitos animais de estimação sendo roubados para o consumo posterior utilizando até mesmo técnicas como o envenenamento.

Em casos específicos no país, como o de Hong Kong, é proibido o consumo de carne canina desde seus tempos como colônia britânica em 1950, penalizando para os que forem contra a norma multa ou empresionamento.

Mais recente, restaurantes renomados, como o Sunshine, em Guangzhou, que primeiro abriu suas portas em 1963, se vêem obrigados a fechar as portas por que a demanda pela carne canina está caindo. Outros estabelecimentos das redondezas não fecharam as portas ainda, mas escolheram retirar as carnes caninas e felinas de seus cardápios em resposta a crescente preocupação com o bem estar animal.

Protetores de animais param um caminhão que carregava 500 cães para o mercado em Beijing. Foto: AFP

Protetores de animais param um caminhão que carregava 500 cães para o mercado em Pequim. Foto: AFP

Com a globalização e a influência dos países ocidentais, as grandes cidades da China estão cada vez mais suscetíveis à mudança. Um exemplo de como a opinião internacional tem sido fundamental na questão é o caso das Olimpíadas de Pequim, em 2008, quando os oficiais ordenaram que os 112 restaurantes credenciados retirassem itens que envolvessem carne de cachorros de seus menus para não gerar comoção com os turistas.

Iniciativas locais como a Chinese Animal Protection Network (CAPN) e outros grupos de protetores estrangeiros, como a norte-americana Duo Duo Animal Welfare, lutam para que o consumo seja abolido. A briga é grande e as dificuldades não ficam só com a tradição, mas com o fato de ser tecnicamente legal comer um cachorro ou gato no país e com o argumento dos que consomem e vendem carne canina, que chamam de hipocrisia a ideia de que alguns animais podem ser comidos e outros não.

Para adicionar mais pressão de fora, movimentos online ganham força graças as redes sociais e contam com o peso de nomes famosos no entretenimento, como o do comediante Ricky Gervais. Vimos uma grande movimentação contra o Festival de carne canina que comemora o Solstício de Verão em Yulin, na região de Guangxi, este possuindo uma estimativa de abate de mais de 10 mil cães. A hashtag #stopyulin2015 foi usada milhares de vezes no Twitter e uma petição contra o evento no site Change.org teve mais de 200 mil assinaturas. Apesar de tanto o Twitter quanto o Facebook serem proibidos na China, a discussão dentro do país segue viva e utilizando a rede social Weibo, 350 mil pessoas participaram de um forum debatendo sobre o tema, com argumentos tanto contra quanto a favor.

A força da mudança é sentida na prática, até mesmo causando o fim do festival em Qianxi, na província da Zhejiang, que era similar ao de Yulin e já existia há 600 anos.

Foto: Flickr/Animals Asia

Foto: Flickr/Animals Asia

No geral, apesar de a China não ser um exemplo quando o assunto é o direito nos animais, vários países como um todo não o são, incluindo o Brasil. No caso dos chineses, a cultura milenar entra em choque com valores relativamente novos e que em um passado recente não pertenciam a maior população do mundo. A mudança envolve economia, tradição, hábitos alimentares arraigados através de dezenas de gerações e muita história. Segundo uma investigação de quatro anos da  NGO Animals Asia, apesar de ser um mercado em sua grande maioria sem regulamentação, estima-se que 10 milhões de cães sejam consumidos na China todo ano.

Especificamente quanto ao consumo da carne canina, os motivos vão desde o afastamento de má sorte à fatores afrodisíacos. Ainda há registros de consumo da carne em diversos países no mundo, seja por parcelas grandes da população ou por minorias. A mudança real é mais complexa e fragmentada, já que cada região possui suas próprias leis e culturas e vive de acordo com o que julgam ser o certo.

Cachorro comeu chocolate: o que fazer?

por Camila Da Silva — publicado 15 jun 2019 - 9:45

Todo mundo sabe que chocolate faz mal para cachorro. Esta é uma guloseima feita para seres humanos que, se ingeridas pelos nossos cães, problemas sérios de saúde podem ocorrer. Entretanto, é importante entender que se o cachorro comeu chocolate, algumas medidas instantâneas podem ser tomadas por você para que o pior não aconteça. Acompanhe.
Cachorro comeu chocolate: o que fazer?

Se o cachorro comeu chocolate, certamente é um indicativo de que ele irá passar mal nas próximas horas ou minutos.

 » Read more about: Cachorro comeu chocolate: o que fazer?  »

Como fazer o cachorro gostar de mim?

por Camila Da Silva — publicado 15 jun 2019 - 9:45

Como fazer o cachorro gostar de mim? Esta é uma dúvida que permeia as pessoas que estão pensando em adotar um animal de estimação. O medo de ele não se acostumar é muito grande, visto que uma série de critérios precisam ser levados em consideração para que ele tenha uma vida plena e feliz. Por isso, acompanhe o texto para entender tudo sobre o assunto.
Como fazer o cachorro gostar de mim?

Para que você entenda como fazer o cachorro gostar de você,

 » Read more about: Como fazer o cachorro gostar de mim?  »

Por que é importante adotar cães?

por Camila Da Silva — publicado 14 jun 2019 - 9:45

Você sabe por que é importante adotar cães? Já parou para pensar nas consequências de apenas “adquirir” um novo animal de estimação? Se a sua resposta for não para qualquer um destes questionamentos, não deixe de acompanhar o nosso artigo de hoje. Pois nele iremos discutir alguns pontos importantes que precisam ser levados em consideração na hora de encontrar um novo melhor amigo para você.

A partir disso, você terá muito mais subsídios para tomar a melhor decisão,

 » Read more about: Por que é importante adotar cães?  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Cachorro comeu chocolate: o que fazer?

por Camila Da Silva — publicado 15 jun 2019 - 9:45

Todo mundo sabe que chocolate faz mal para cachorro. Esta é uma guloseima feita para seres humanos que, se ingeridas pelos nossos cães, problemas sérios de saúde podem ocorrer. Entretanto, é importante entender que se o cachorro comeu chocolate, algumas medidas instantâneas podem ser tomadas por você para que o pior não aconteça. Acompanhe.

Cachorro comeu chocolate: o que fazer?

Se o cachorro comeu chocolate, certamente é um indicativo de que ele irá passar mal nas próximas horas ou minutos. Dependendo da raça, as reações podem ser até instantâneas. E, em outras, pode sequer se manifestar. Pode acontecer do animal encontrar um pedaço no lixo ou em algum armário aberto e, por curiosidade, mastigar e engolir.

Desta forma, o melhor que você pode fazer assim que descobrir o que aconteceu, é levar o animal ao veterinário. A ajuda de um profissional especializado é altamente recomendável nestes casos, visto que alguns métodos devem ser seguidos. No entanto, veja o que você pode fazer em casa quando ver que o seu cão comeu chocolate.

Cachorro comeu chocolate: o que fazer?

Identificar os sintomas

Se o cachorro comeu chocolate, os sintomas são os mais clássicos possíveis. Caso você não tenha visto o que aconteceu e o cachorro começou a apresentar os sintomas abaixo, saiba que a ingestão do chocolate pode ter sido a causa provável:

  • Cão inquieto;
  • Diarreia;
  • Vômitos;
  • Muita sede (consumo de água exagerado);
  • O coração batendo de forma acelerada;
  • Urina descontrolada e exagerada;
  • Tremores pelo corpo;
  • Contrações musculares pelo corpo;

Caso algum destes sintomas seja detectado no animal, é sinal de que ele pode estar com alguma intoxicação alimentar causada por chocolate. Caso você não tenha presenciado a ingestão do alimento, o que você pode fazer é tentar identificar através dos sinais. Assim sendo, é recomendável que você não espere muito tempo. Se desconfiar do ocorrido (geralmente eles deixam pistas), leve o seu cachorro ao veterinário imediatamente.

Cachorro comeu chocolate: o que fazer?

Presenciar a ingestão de chocolate

Se você presenciar o seu cachorro comendo chocolate, o que você pode fazer na hora é tentar tirar da boca dele o máximo que conseguir. Entretanto, é importante tomar cuidado, pois se ele for um cão agressivo, poderá morder você caso tente remover o que ele está comendo.

Depois de tentar remover, leve o cão para uma área aberta e tente identificar a quantidade que ele ingeriu. Após isso, a ida ao veterinário é indispensável. O procedimento mais básico a ser seguido, é fazer com que o cão vomite o que comeu. Entretanto, isto só deve ser feito por pessoas com conhecimento técnico e profissional.

É importante você levar o máximo de informações possíveis ao veterinário, como a quantidade ingerida e a hora do acontecimento. Isto ajudará muito no tratamento mais adequado para o caso.

Cachorro comeu chocolate: o que fazer?

Tome os cuidados devidos para evitar acidentes

Se o seu cachorro comeu chocolate, muitas vezes pode ter sido por um descuido ou acidente. Desta forma, é importante entender que o melhor remédio é sempre a prevenção. Ou seja, cuidado onde você deixa suas guloseimas para que não fique acessível. Mantenha sempre guardado de forma segura e, quando for descartar, certifique-se de estar bem fechado.

Como fazer o cachorro gostar de mim?

por Camila Da Silva — publicado 15 jun 2019 - 9:45

Como fazer o cachorro gostar de mim? Esta é uma dúvida que permeia as pessoas que estão pensando em adotar um animal de estimação. O medo de ele não se acostumar é muito grande, visto que uma série de critérios precisam ser levados em consideração para que ele tenha uma vida plena e feliz. Por isso, acompanhe o texto para entender tudo sobre o assunto.

Como fazer o cachorro gostar de mim?

Para que você entenda como fazer o cachorro gostar de você, é importante entender que ele não é uma máquina e nem mesmo um ser humano. Por isso, você precisa tomar medidas que sejam viáveis para manter a vida dele saudável e feliz. Entretanto, estes critérios nem sempre são levados em consideração da forma certa.

Por exemplo, tudo que você faz com o cão precisa ser de forma equilibrada. Seja a alimentação, os passeios e até o carinho. Afinal, ter um cachorro feliz com você envolve a educação dele que, no longo prazo, fará muita diferença. Por isso, acompanhe algumas dicas para fazer o seu cachorro gostar de você.

Como fazer o cachorro gostar de mim: Dê atenção na medida certa

A primeira coisa que você precisa entender, é que seu cachorro é movido a sentimentos. Ele pode ficar triste como feliz em questão de minutos. Por isso, ele sempre vai querer a sua atenção, principalmente se ele for um filhote recém chegado na sua casa. É fundamental que você participe do dia-a-dia dele de forma equilibrada, para ele entender que você está presente.

Esta forma equilibra de atenção significa dizer que você não pode ficar nem tempo exagerado com o cão, nem tempo de menos. Se ficar tempo de menos, ele sentirá sua falta e as chances de ele não gostar de você são grandes. E se você ficar tempo demais dando atenção, ele irá se acostumar mal, achando que ele pode ter estes momentos a todo instante.

Um cão que é acostumado de forma incorreta desde o início da vida, pode se transformar facilmente em um cão dependente. E isso não é sinal de que ele gosta de você. É sinal de que ele não sabe os próprios limites e enxerga em você esta possibilidade de fazer o que quiser e quando quiser. Por isso, a atenção precisa ser na medida certa.

Como fazer o cachorro gostar de mim?

Ensine comandos para que ele obedeça

Outra forma extremamente eficiente de ter um cão que goste de você, é ensiná-lo comandos de obediência logo no início da vida dele. É por este motivo que é importante adestrar o cachorro, pois esta é uma forma de mostrar os limites e fazê-lo entender que existem momentos para tudo.

Por exemplo, ensinar o cão o que é “não” é uma das formas mais eficientes de fazer ele gostar de você. Pois com os métodos certos, ele saberá quando você está sendo imponente ou carinhoso. E isto é fundamental para a saúde mental do cão.

Use elogios quando ele se comportar bem

Ainda seguindo alguns conceitos de adestramento, temos que entender que o cachorro não entende a nossa língua. Ou seja, você precisa usar técnicas que façam ele entender o que é certo e o que é errado. Um bom exemplo disso, é usar elogios quando ele fizer algo que você queria que ele fizesse, como por exemplo, ir ao banheiro no lugar certo.

É muito mais usual elogiar o cão quando ele faz algo certo, do que criticá-lo ou usar tom de voz ameaçador quando ele fizer algo errado. Com o tempo, ele irá gostar do tom de voz que você usa quando ele faz algo certo. E ele irá repetir aquilo para ouvir os elogios. Ou seja, ele irá gostar de você e ainda estará fazendo o que é certo.

Como fazer o cachorro gostar de mim?

Como fazer o cachorro gostar de mim: Tom de voz

Como falamos anteriormente, cães são extremamente sentimentais. E o tom de voz importa muito quando você estiver falando com ele. Se você quiser que ele goste de você, é importante usar os tons de voz na medida certa em cada momento. Por exemplo, elogiando ou nos momentos de brincadeiras, você pode fazer uma voz mais receptiva e em tom de diversão.

Já em momentos de correção ou alinhamentos, um tom de voz mais grosso e imponente precisa ser usado. Esta é uma forma de fazer o cão respeitar você e, ao mesmo tempo, amar quando você usa um tom de voz carinhoso.

Brincadeiras são fundamentais

Brinque muito com o seu cachorro. Faça-o queimar as calorias necessárias e estimule o cérebro dele para que fique sempre ativo. Esta é uma prática saudável que aproxima o cachorro de você. É uma das formas mais assertivas de fazer o cachorro gostar do dono, principalmente quando ele for filhote.

As brincadeiras são extremamente saudáveis para estimular uma série de ações no organismo do cachorro. Muitas vezes eles esperam o dia inteiro por este momento, visto que eles sentem-se livres para ser feliz. E isto poderá ajudar e muito no processo de fazer o cachorro te amar.

Como fazer o cachorro gostar de mim?

O seu cachorro vai amar você

Como fazer o cachorro gostar de mim? Esta é uma pergunta que já vem praticamente respondida: ele já gosta de você. Cachorros são movidos a carinho e amor. E eles sabem que é o dono deles quem fornecerá isso de forma completa. Por isso, ame o seu cachorro, deixe-o ser feliz, ensine para ele algumas regras básicas de convívio e adestramento e certamente ele irá gostar de você.