A primeira do seu tipo no Brasil, a Bicharia, nome inspirado na música Saltimbancos, de Chico Buarque, é uma plataforma de crowdfunfing (termo que designa financiamento coletivo) focada exclusivamente para auxiliar e viabilizar a arrecadação de dinheiro para a causa de animais carentes.

Equipe humana e canina da Bicharia. Foto: Divulgação

Equipe humana e canina da Bicharia. Foto: Divulgação

O projeto surgiu em 2012, fruto da insatisfação de um grupo de amigos diante do descaso no qual os animais em Porto Alegre estavam sendo tratados.

Hoje em pleno funcionamento, qualquer um pode participar, tanto mandando projetos que precisam de ajuda ou conferindo os já cadastrados e se possível, contribuindo financeiramente com a causa que mais o toque.

Os apoiadores dos projetos têm cotas de financiamento de R$ 10, R$ 25, R$ 50 ou R$ 100. A eles são oferecidas diferentes recompensas, desde um brinde a desconto em alguma loja. 

Os que desejam contribuir, o Moip, ferramenta de pagamento online similar ao Pag Seguro, é utilizada para garantir a segurança das transações.

Para todos os projetos é dado o prazo de 45 dias para atingir o valor solicitado. O dinheiro só é repassado para os responsáveis quando a quantia atinge mais de 50%, por isso a importância dos realizadores e contribuidores de espalhar e tentar ao máximo arrecadar no tempo estipulado.

Uma vez que a quantia é adquirida, os responsáveis pelos projetos têm a obrigatoriedade de prestar contas e, através do site, manter todos que financiaram a par do andamento e realização das ações propostas.

As taxas que são embutidas no valor final do projeto são os 10% voltados para a Bicharia, possibilitando o investimento na promoção e manutenção plataforma, e os 4% a 7% cobrados pelo Moip, dependendo da forma de pagamento.

O papel principal da plataforma é oferecer um ambiente seguro, confiável e promover maior conscientização e informação sobre animais.

Para conhecer mais sobre essa iniciativa muito bacana, acesse: www.bicharia.com.br