Em mais um exemplo de como um ser humano é muito mais do que o mundo insiste em lhe categorizar, Fernando Mariano dos Santos, morador de rua na cidade do Rio de Janeiro, encontrou uma pequena cachorrinha dentro de lixo enquanto o garimpava.

Entretanto, após uma olhada mais profunda, ele se deu conta que o animal era na verdade uma cadelinha com aproximadamente 15 dias.

Sua primeira ação foi levá-la à clínica veterinária Praça Vet e pedir que sua mais nova amiga fosse atendida. A proprietária da clínica, Eli Brito, compartilhou no facebook sobre o momento:

 

“Agora nasceu mais uma história que eu espero que sirva de exemplo para os que dizem não ter como cuidar de um animal. Ele veio com os olhos marejados me pedir ajuda. Jamais negaria. A agora então “sucatinha” foi avaliada e será alimentada. Ao fim do atendimento ele me deu um beijo e disse… Deus te pague!
Eu é que agradeço Fernando, e que Deus te recompense!”

 

De acordo com a fanpage da clínica, Sucatinha está internada devido a baixa imunidade e encontra-se na clínica recebendo o cuidado necessário. Assim que estiver mais estável, será devolvida para seu tutor.

 

Foto: Reprodução/Praça Vet

Cachorrinha que foi encontrada dentro de lixo. Foto: Reprodução/Praça Vet

O que fazer se você encontrar um cachorro abandonado

Se você se deparar com um cachorro abandonado, a primeira coisa a fazer é certificar-se de que realmente se trata de um caso de abandono e não de perda.

O que fazer? Tente se aproximar do animal, tranquilizando-o e falando com ele com voz calma e tranquila.

Se você conseguir conquistar a confiança dele, o primeiro passo é verificar se ele tem ou não a placa de identificação com os números de contato em caso de perda.

Caso contrário, você pode contar com as pessoas da vizinhança que podem já ter visto o cachorro vagando pelas ruas da cidade há algum tempo.

Aqui estão algumas dicas úteis para abordar um animal de estimação abandonado:

  • Aproxime-se do cão com calma, falando com ele com uma voz calma e tranquilizando-o.
  • Fique na altura dele, agachando-se para não assustá-lo ainda mais.
  • Tente se aproximar dele oferecendo-lhe comida e água, mas nunca olhe diretamente nos olhos, pois ele pode interpretar isso como um sinal de desafio.
  • Depois de abordá-lo, verifique se ele está com a etiqueta com os números dos telefones e leve-o ao veterinário ou a um abrigo.