A história e mensagem de São Francisco, santo protetor dos animais, inspirou os monges do mosteiro de Cochabamba, na Bolívia, a acolher, adotar e amar o mais novo membro da congregação, o cãozinho SRD Friar Bigotón.

Jorge Fernandez contou ao Dodo que a vida de Bigotón agora se resume a brincar e correr o dia inteiro.

Aqui todos os seus irmãos o amam muito. Ele é uma criatura de Deus.

Como um membro importante, naturalmente ele também usa os trajes franciscanos enquanto explora sua nova casa, esta cheia de aconchego e muito longe dos perigos das ruas.

A adoção foi facilitada pelo projeto Narices Frías (Narizes gelados, tradução livre), que compartilhou um desejo em suas redes sociais:

Se ao menos todas as igrejas do mundo adotassem um cachorro e cuidassem dele como Friar Bigotón, temos certeza que os paroquianos iriam seguir a esse exemplo.