Ter bicho é muito bom

por Samantha Kelly — publicado 17 jul 2012 - 19:36

 

Uma casa iluminada, com uma decoração afetiva, quintal gostoso e plantas prazerosamente cultivadas já tem muitos ingredientes para ser um lar feliz. No entanto, basta somar um elemento e essa receita ganha ainda mais energia e vitalidade. Está comprovado cientificamente: ter um bicho em casa contribui – e muito – para uma rotina antiestresse, cheia de qualidade de vida.

Não é à toa que o Brasil tem hoje 32 milhões de cães e 16 milhões de gatos, de acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Alimentos para Animais de Estimação, a Anfal Pet – isso, sem contar outros bichos. São números que não param de se multiplicar, assim como as histórias que você já deve ter ouvido sobre essa relação de amor incondicional: animais amam seus donos sem julgar seus defeitos – e é por isso que muita gente anda se rendendo a tantos miados e latidos.

Esse é apenas um dos pretextos básicos para ser seduzido por um deles.No mínimo, ter um pet eleva a autoestima humana e transmite segurança a quem está por perto.A explicação é biológica: envolver-se coma natureza traz essa sensação de estabilidade.“Esse contato nos revitaliza física e emocionalmente”, frisa a psicóloga paulista Denise Gimenez Ramos, coautora do livro Os animais e a psique.

Fato é que, se você mora em uma casa, então, tem ainda mais motivos para adotar um bichinho.“Com certeza, um animal estará mais feliz em contato coma natureza, em um quintal, por exemplo, fora de um lugar fechado como o apartamento”, aponta Denise Gimenez. Afinal,a natureza também traz conforto biológico a eles, é seu hábitat primitivo.E assim, a relação entre humanos e animais não causa distúrbios aos dois.“É comum pessoas humanizarem bichos, o que faz mal a ambos”, afirma a especialista. Por isso, é preciso limitar um espaço para o animal descansar, que não seja fora de casa, mas que também não seja no quarto dos donos, por exemplo.

Territórios estabelecidos, é a vez de preparar a casa para recebê-los, observando detalhes importantes. Plantas tóxicas, como espirradeira ou comigo-ninguém-pode, devem ser evitadas no jardim. Já dentro de casa, manter a lixeira e materiais de limpeza longe dos animais é outro conselho da veterinária mestre e doutora em psicologia animal Hannelore Fuchs, de São Paulo, também especialista em comportamento humano.“Animais pequenos gostam de cordas, então, é importante mantê-los distantes da fiação elétrica”, orienta. Na decoração, ela ainda indica retirar objetos quebráveis e controles remotos, para ninguém se decepcionar depois.

Além disso, é preciso educá-los para não roer móveis nem destruir a casa na ausência dos donos. Investir tempo e afeto na relação também ajuda a evitar distúrbios de comportamento.“ Animais precisam de companhia, assim como todos os seres vivos, para serem felizes”, lembra a veterinária paulista Irvênia Prada, professora de neuranatomia da Faculdade de Medicina Veterinária da USP e autora do livro A alma dos animais.

 

Fonte

Fatos Verdadeiros Sobre Alimentos Perigosos para Cães

por Handreza Hayran — publicado 24 abr 2019 - 9:45

alimentos perigosos para cães

É difícil resistir a compartilhar comida com seu cachorro, mas enquanto alguns lanches humanos são seguros em pequenas doses, outros são alimentos perigosos para cães.

Mantenha os armários fechados e os balcões limpos, peça ajuda para ficar de olho no seu cão se você estiver ausente por longos períodos e tenha um kit de primeiros socorros para animais em caso de acidentes.
Alimentos perigosos para cães
1. Pipoca

alimentos perigosos para cãesalimentos perigosos para cães

 » Read more about: Fatos Verdadeiros Sobre Alimentos Perigosos para Cães  »

Olhos dos Filhotes de Cachorro: Em Que Estágio de Desenvolvimento Eles Abrem?

por Handreza Hayran — publicado 19 abr 2019 - 9:45

olhos dos filhotes

Conforme o filhote cresce, sua curiosidade faz dele observador atento. Os cães gostam de satisfazer a sua curiosidade, absorvendo o ambiente e observando o que se desenrola ao seu redor. Mas eles não nascem com essa habilidade. Os olhos dos filhotes ficam fechados e, até os olhos se abrirem, ficam cegos para o ambiente.

Por que os filhotes nascem com os olhos fechados? Que finalidade serve? E em que estágio de seu desenvolvimento os olhos dos filhotes se abrem para que possam absorver o ambiente e vivenciar o mundo ao seu redor?

 » Read more about: Olhos dos Filhotes de Cachorro: Em Que Estágio de Desenvolvimento Eles Abrem?  »

Como Fazer o Cachorro Parar de Morder?

por Camila Da Silva — publicado 18 abr 2019 - 9:45

Como fazer o cachorro parar de morder

Neste artigo, você irá aprender como fazer o cachorro parar de morder. Pois sabemos que por mais que muitas vezes possa ser de brincadeira, as mordidas podem podem sim incomodar. Porém, é importante saber que este processo pode ser um pouco lento, e precisará de paciência e dedicação para que realmente funcione. Acompanhe o texto para entender.

Como fazer o cachorro parar de morderComo fazer o cachorro parar de morder
Como fazer o cachorro parar de morder?

Antes de mais nada, podemos adiantar: o ato do cachorro morder,

 » Read more about: Como Fazer o Cachorro Parar de Morder?  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Fatos Verdadeiros Sobre Alimentos Perigosos para Cães

por Handreza Hayran — publicado 24 abr 2019 - 9:45

alimentos perigosos para cães

É difícil resistir a compartilhar comida com seu cachorro, mas enquanto alguns lanches humanos são seguros em pequenas doses, outros são alimentos perigosos para cães.

Mantenha os armários fechados e os balcões limpos, peça ajuda para ficar de olho no seu cão se você estiver ausente por longos períodos e tenha um kit de primeiros socorros para animais em caso de acidentes.

Alimentos perigosos para cães

1. Pipoca

alimentos perigosos para cães

Para os cães, os altos níveis de gordura e sódio normalmente encontrados na pipoca podem levar à desidratação a curto prazo e à obesidade a longo prazo. Além disso, os grãos duros e não estourados podem ferir os dentes e as gengivas do cachorro.

2. Abacate

O verdadeiro problema com abacates? Tudo! Desde a casca e caroço até as folhas. Isso se dá porque a fruta contém uma substância chamada “persina” (um fungicida que mata fungos e mofos), que apesar de ser inofensiva para humanos pode causar vômito e diarreia em cachorros, gatos e algumas aves.

Os animais sensíveis à persina podem sentir “desconforto respiratório, congestão, acúmulo de líquido ao redor do coração e até a morte”.

3. Nozes de Macadâmia

alimentos perigosos para cães

Ninguém sabe exatamente o que dizer sobre nozes de macadâmia é tóxico para os cães, apenas para causar vômitos, ataxia (perda do controle dos movimentos do corpo), fraqueza e depressão. Em outras palavras, as nozes de macadâmia podem tornar os cães muito, muito doentes.

Felizmente, a maioria dos cães se recupera sem nenhum tratamento específico. Então, se o seu filhote comer acidentalmente uma noz de macadâmia, uma recuperação completa é esperada.

4. Uvas

As uvas estão entre os alimentos mais tóxicos para os cães. De todos os alimentos perigosos para cães, eles estão entre os piores, o que surpreende muitas pessoas.

Em cães, as uvas podem levar a insuficiência renal e até a morte, e não está claro por que isso afeta certos cães e não outros. Neste caso, é definitivamente melhor prevenir do que remediar.

5. Cebola e Alho

alimentos perigosos para cães

Alho e cebola pertencem à família de plantas Allium. São tóxicos para os cães em qualquer forma, seja em pó fresco, cozido, seco ou até mesmo alho em pó e cebola.

As plantas de Allium danificam os glóbulos vermelhos dos cães, diminuindo o fluxo de oxigênio, e também podem levar à anemia, o que pode causar danos aos órgãos. Então pense duas vezes antes de dar ao seu cão um anel de cebola.

6. Tomate (batata crua, também)

Tomates maduros em si não estão na lista de alimentos perigosos para cães, mas se o seu cão ingere um tomate verde ou a parte verde da planta (incluindo caules), cuidado! Os tomates e plantas de tomate contêm uma toxina chamada solanina que pode causar desconforto gastrointestinal, letargia, fraqueza e confusão.

Batatas cruas podem causar o mesmo problema.

7. Café e Chá

alimentos perigosos para cães

Todos nós conhecemos a teobromina. O saboroso produto químico em chocolate amargo e chocolate branco é tóxico para os caninos. Mas você sabia que a cafeína é também um dos alimentos perigosos para os cães?

A cafeína é um poderoso estimulante e, pode causar “vômitos, diarreia, aumento da sede, inquietação e aumento da frequência cardíaca” em animais de estimação.

O tratamento precoce é a chave para evitar problemas mais sérios. Por isso, se você souber que seu cão ingeriu café, chá ou uma bebida energética, não espere os sintomas aparecerem. Leve ao veterinário imediatamente.

8. Leite (Sim, Até Queijo)

Esta é uma grande surpresa: laticínios podem ser muito ruins para o seu cachorro. Queijo não é realmente um dos alimentos perigosos para os cães. No entanto, muito queijo pode causar constipação ou diarreia a curto prazo e, a longo prazo, obesidade e problemas gastrointestinais duradouros.

Tal como acontece com os seres humanos, alguns cães serão mais sensíveis ao leite do que outros. Verifique com seu veterinário se você tiver dúvidas.

Se o seu cão não for intolerante à lactose, então o iogurte grego ou queijo pode ser apreciado em pequenas quantidades.

Como sempre, quando em dúvida sobre alimentos perigosos para cães, consulte o seu veterinário!

Olhos dos Filhotes de Cachorro: Em Que Estágio de Desenvolvimento Eles Abrem?

por Handreza Hayran — publicado 19 abr 2019 - 9:45

olhos dos filhotes

Conforme o filhote cresce, sua curiosidade faz dele observador atento. Os cães gostam de satisfazer a sua curiosidade, absorvendo o ambiente e observando o que se desenrola ao seu redor. Mas eles não nascem com essa habilidade. Os olhos dos filhotes ficam fechados e, até os olhos se abrirem, ficam cegos para o ambiente.

Por que os filhotes nascem com os olhos fechados? Que finalidade serve? E em que estágio de seu desenvolvimento os olhos dos filhotes se abrem para que possam absorver o ambiente e vivenciar o mundo ao seu redor?

Por que os olhos dos filhotes permanecem fechados?

olhos dos filhotes

Biologicamente falando, bebês humanos nascem desenvolvidos e prontos para enfrentar o mundo. Mas esse não é o caso dos filhotes de cachorro.

No nascimento, o sistema nervoso central de um filhote ainda está em desenvolvimento, incluindo seus nervos ópticos. Como seus nervos ópticos não estão totalmente desenvolvidos, eles são delicados demais para a luz brilhante, e é por isso que os olhos permanecem fechados até que os nervos acabem de se desenvolver.

Não só os nervos precisam de mais tempo para se desenvolver, mas o próprio olho não está completamente formado quando um filhote nasce. Manter os olhos fechados permite que o olho se desenvolva com segurança, sem o risco de objetos estranhos (como sujeira ou poeira) entrarem no olho e causar uma infecção ou outros problemas de desenvolvimento.

Quando os olhos dos filhotes se abrem?

olhos dos filhotes

A maioria dos filhotes começa a abrir os olhos entre uma e duas semanas após o nascimento. Nesse ponto, o sistema nervoso central do seu filhote, os nervos ópticos e os olhos estão totalmente desenvolvidos.

Uma coisa a ter em mente:-o filhote deve abrir os olhos por conta própria. Você pode ser tentado a ajudá-los, mas deve deixar o processo acontecer naturalmente. As pálpebras do seu filhote se abrirão quando os nervos e os olhos estiverem prontos. Sendo assim, forçá-los a abrir mais cedo colocará o filhote em risco.

Quando falar com veterinário

veterinário

O processo de abrir os olhos virá fácil e naturalmente para a maioria dos filhotes. Mas você ainda deve ficar de olho nas coisas para ter certeza de que o processo está indo bem com o filhote.

Algumas bandeiras vermelhas que algo pode estar errado com o desenvolvimento do olho do seu filhote de cachorro incluem:

  • Inchaço sob a pálpebra. Se você perceber que há algum inchaço sob as pálpebras do seu filhote antes que ele se abra, pode ser um sinal de infecção.
  • Pus na área dos olhos. Se houver qualquer pus, corrimento ou sujeira nos olhos ou ao redor da área da pálpebra, também pode ser um sinal de infecção.
  • As pálpebras do seu cachorro não abrem por duas semanas de idade. Algumas raças levam mais tempo para abrir suas pálpebras do que outras. Mas se após duas semanas não abrir os olhos, isso pode ser um sinal de um problema de desenvolvimento.

Se você notar algum destes sintomas, marque uma consulta com veterinário. Ele será capaz de diagnosticar qualquer infecção ou problemas de desenvolvimento do olho e prescrever o melhor tratamento para o seu cachorro.