O Dorgi é mais um cão de raça mista bastante conhecido, proveniente do cruzamento entre Dachshund e Corgi. 

Esses filhotes são o tipo de cachorro que almeja ser um verdadeiro rei e, que possui uma personalidade amigável, leal e inteligente. Dessa forma, eles possuem o que há de melhor entre as características dos seus pais. 

Os Dorgis são realmente animais incríveis e, que podem se tornar excelentes cães de companhia para a família toda. 

Além disso, eles são muito bonitos e, a sua aparência realmente chama a atenção quando o cãozinho sai para caminhar. 

São excelente companhia para tutores de todas as idades. Inclusive crianças pequenas. Mas nesse caso deve-se ter bastante cuidado com as brincadeiras entre eles. 

Um pouco de espaço ao ar livre também é bem-vindo. Então, se você pensa em ter um Dorgi, precisa compreender bem a raça e as duas demandas. Acompanhe esse texto para saber mais sobre isso. 

cropped-sono-do-cachorro-2.jpg

Cachorro dormindo. Foto Freepik

Principais fatos sobre o Dorgi 

O Dorgi é um cãozinho considerado como sendo de raça mista, ao contrário das raças que dão origem a ele, que são puras. 

Como o Dorgi é descendente de Dachshund e Corgi, ele pode ter características variadas, mas geralmente a cor da pelagem fica entre marrom, preto, vermelho, branco e chocolate. 

Pode acontecer de o animal ter uma coloração secundária na região do peito e queixo. Falando sobre a textura da pelagem, ela é considerada densa e rígida. 

Uma das maiores fãs de Dorgis que se conhece é a Rainha Elizabeth II da Inglaterra. Isso porque ela é conhecida por admirar a raça Corgi. 

Inteligentes e brincalhões em geral esses animais são de boa convivência. No entanto, em certos momentos eles podem ser um pouco teimosos. 

E mesmo que se deem muito bem com crianças, eles precisam ser sempre supervisionados para que as brincadeiras não passem dos limites. 

A gentileza é um ponto fundamental, que deve estar sempre presente na relação entre os humanos e os pets. 

História do Dorgi

Quando se fala em raças que surgem a partir de cruzamento de duas outras, a forma como a herança e história se dá costuma ser um pouco controversa. 

Mesmo que a Rainha Elizabeth II seja uma das maiores fãs do Dorgi, não tem como garantir especificamente como as coisas se dão em relação às raças progenitoras. 

Tem muitas questões históricas sobre as quais se pode falar em relação às duas raças, O Dachshund, por exemplo, começou a ser criado ainda no século XVI, vidando-se suprir uma demanda por cachorros que fossem habilidosos em caçar pequenos roedores. 

Justamente devido a essa habilidade, a raça ficou conhecida como cão texugo e, antes de ser animal de companhia, foi usado para a finalidade de caça. 

O Corgi, por sua vez, é uma raça proveniente do Reino Unido, que ficou bastante conhecida por ser uma das favoritas da realeza. 

Com a popularização dessas duas raças, os criadores começaram a realizar cruzamentos desses animais, visando obter as características mais queridas de cada uma delas. 

No entanto, essa ainda é uma prática recente e, não é possível estabelecer um padrão exato para os exemplares. 

Com isso, é comum que muitos animais não tenham as características desejadas. Por isso, muitos desses cachorros vão parar em abrigos e precisam de um lar. 

Características gerais 

Como já foi dito, o Dorgi é um cão que surge a partir do cruzamento entre duas raças. E isso faz com que os exemplares tenham características aleatórias. 

Ou seja, é bem difícil prever como o animal será, uma vez que a combinação das características se dá de maneira aleatória. 

A maioria dos animais pesa entre 6 e 13 quilos, mais ou menos. Esse peso é distribuído em um corpo de formato roliço, com as patinhas baixas. 

De maneira geral, as fêmeas são bem menores em relação aos machos. Dessa forma, é possível fazer a rápida identificação do sexo dos animais. 

No que diz respeito às demais características, o nível de previsibilidade é bem baixo e, as características das duas raças podem se combinar de diversas maneiras possíveis. 

Personalidade

Muita gente descreve o Dorgi como sendo praticamente uma criança. Isso porque esses são pets muito alegres e, que adoram brincar o tempo todo. 

No entanto, a teimosia também é uma característica presente nesse caso. Assim como costuma acontecer com as crianças, esses animais às vezes resistem um pouco às ordens. 

Assim como eles se assemelham a crianças pequenas, também conseguem se relacionar muito bem com elas. 

Então, se você tem filhos e está em busca de um pet para chamar de seu, considere adotar um Dorgi. 

O mesmo vale para quem tem animais de estimação, inclusive os de pequeno porte. É até benéfico que o cão viva junto com outro animal, uma vez que um pode fazer companhia para o outro. 

Um Dorgi que viva sozinho pode acabar se tornando depressivo e sofrer bastante com a ansiedade de separação. 

Por mais que o Dorgi tenha uma boa índole, é importantíssimo começar a fazer o adestramento do cão o quanto antes. 

Para melhorar ainda mais a eficiência do processo de educação do animal, procure usar técnicas de reforço positivo, intercalando entre brincadeiras, petiscos, carinho e treinamento. 

Manter o cão física e mentalmente estimulado é muito importante para o bem estar geral dele e, é algo que o tutor deve ter sempre em mente. 

Saúde

A princípio, o cão Dorgi é tido como um animal saudável. Não existem doenças diretamente relacionadas a esse cruzamento. 

No entanto, é bem comum que os animais desenvolvam problemas típicos das raças que o originaram. 

Dachshund e o Corgi podem desenvolver algumas condições consideradas de origem genética e, que afetam diretamente a qualidade e bem estar do pet. 

Por isso, é importantíssimo levar o animal ao veterinário com frequência para exames de rotina que visem detectar problemas de saúde que estejam se desenvolvendo. 

Entre as doenças que se desenvolvem mais comumente nesses animais, pode-se citar a doença do disco intervertebral, que ocasiona problemas sérios de coluna, dificultando a locomoção do cão. 

A luxação da patela também acontece com certa frequência e requer um tratamento adequado para que se evite problemas ainda mais graves ocasionados por essa condição. 

A catarata é um problema ocular muito comum em cães, que costuma surgir principalmente nos animais mais velhos e, que pode levar à cegueira. 

Apesar de não existir cura para o problema, existem maneiras de se controlar a situação e, dessa maneira retardar o surgimento de sinais secundários ou a cegueira completa. 

cropped-Obesidade-em-cães-3.jpg

Cachorro parado no mato. Foto Freepik

Principais cuidados com o Dorgi 

O Dorgi é um cachorro considerado de pequeno porte, mas que tem um nível de energia bastante elevado. 

Justamente por isso, ele tem uma demanda muito grande de atividade física. Quem vê o seu tamanho nem imagina que o pequenino precisa de mais ou menos uma hora de atividades físicas diariamente. 

O ideal é que se tenha uma rotina de prática esportiva. Mas além das caminhadas, proponha também brincadeiras ao seu pet, pois isso é muito importante. 

Um quintal seguro e bem cercado também é algo de que o seu animalzinho pode gostar bastante. 

E tenha em mente que esses cães são comilões e, por isso podem acabar engordando rapidamente. 

Esse é mais um motivo para se incluir bastante atividade física na rotina do animal, além é claro, de controlar a alimentação e a quantidade de guloseimas que se dá ao cão. 

É importantíssimo também ter atenção à higiene do cão para garantir a sua saúde e bem estar. Primeiramente, o Dorgi não precisa de uma frequência tão grande de banhos. 

Limite-se a um por mês ou, para lavar o cão apenas quando ele estiver muito sujo realmente. Sempre que possível, lave as patas dele após os passeios e remova a poeira do pelo com escovação. 

As unhas também precisam estar sempre aparadas. Quando você perceber que estão fazendo barulho com o caminhar do cachorro, então é hora de cortar. 

Peça ajuda a um profissional veterinário ou de pet shop para conseguir fazer isso de maneira segura e adequada. 

Os dentes também merecem atenção especial, devendo ser escovados pelo menos uma vez por semana. Mas o ideal é fazer a limpeza diariamente para evitar o acúmulo de sujeiras e tártaro. 

Alimentando o seu pet 

Quando se trata de um Dorgi, é muito importante formular uma dieta adequada para a idade do animal, tamanho e, também para o nível de atividade dele. 

Como a raça é considerada de alta energia, a dieta do pet deve ser assim também, fornecendo ao animal quantidades elevadas de calorias e nutrientes. 

A dieta saudável é essencial para garantir que o animal receba os nutrientes de que necessita, mas sem que ganhe peso em excesso. 

Para isso, é preciso usar um alimento de boa qualidade, que tenha uma alta quantidade de nutrientes a cada quilo. 

Se tiver dúvidas sobre isso, peça que o veterinário do seu pet te ajude a escolher uma boa opção e, também de auxilie com a elaboração dos cálculos necessários. 

Por causa da predisposição do cão à obesidade, é bom prestar bastante atenção aos petiscos. Caso vá oferecer alguma coisa ao animal prefira os de baixa caloria. 

Além disso, limite as quantidades e a frequência com que os oferece ao seu cãozinho. 

O Dorgi com crianças e outros animais 

Assim como acontece com qualquer outro cachorro, independentemente da raça, é fundamental iniciar o processo de adestramento do pet nas primeiras semanas de vida dele. 

Um animal bem treinado pode se dar muito bem com crianças e outros animais. Inclusive, eles são excelentes para crianças. 

Mas devem sempre ser acostumados com as pessoas desde as suas primeiras semanas de vida, por meio da socialização. 

Para que o relacionamento com as crianças dê certo, é preciso que tanto o Dorgi quanto a criança saibam brincar, respeitando os limites do outro. 

Mesmo sendo um cão de porte pequeno, o Dorgi se dá muito bem com raças maiores, apesar de ser bom supervisionar bem os primeiros encontros. 

Por outro lado, o Dorgi tente a perseguir animais pequeninos, como coelhos, esquilos, ratos, entre outros. 

De qualquer maneira, deve-se dizer que todos os possíveis comportamentos inadequados podem ser moldados, bastando que o tutor procure ajuda para o seu filhote. 

Dorgi

Foto: Instagram – dumbelle_and_momo

Três fatos sobre o Dorgi 

O Dorgi é um cão que está se popularizando, mesmo que ainda seja um cruzamento pouco conhecido. 

Existem alguns fatos bem interessantes sobre esse cão e, que vale a pena você saber. Veja a seguir: 

  1. A Rainha Elizabeth II deixa bem claro o seu amor pelos cachorrinhos da raça Corgi e, o mesmo acontece para os animais Dorgi. Hoje em dia ela não tem mais tantos cães quanto antes, mas ainda assim, todo mundo sabe que ela adora animais; 
  2. Por ser uma raça híbrida, o Dorgi não tem o reconhecimento do American Kennel Club. Apesar disso, são reconhecidos pelo American Canine Hybrid Club (ACHC), o Designer Breed Registry (DBR), o Designer Dogs Kennel Club (DDKC), o Dog Registry of America, Inc. (DRA) e o International Designer Canine Registry. (IDCR);
  3. Tanto pelo seu temperamento em geral quanto pela sua inteligência, pode-se dizer que os Dorgis são incríveis. Super espertos, eles estão sempre bem alertas e fazendo  a guarda do ambiente onde moram e ficam. Apesar de protegerem a casa na sua ausência, esses cães são muito amistosos e carinhosos. 

Viu só quantas coisas legais a se falar sobre o Dorgi? Inicialmente, a relação com o pet pode ser um pouco complicada, uma vez que o animal costuma ser teimoso.

Mas com o manejo adequado e um treinamento muito bem feito, é possível ensinar ao animal qual é a maneira correta de agir em cada situação e, assim ter uma convivência harmoniosa e feliz. 

Conclusão 

O Dorgi é um cão derivado de outras duas raças bem populares e, traz consigo características muito amadas de cada uma delas. 

De temperamento dócil e brincalhão, esse cão é perfeito para famílias, inclusive as que já tenham crianças ou outros animais de estimação. 

E aí, você acha que o Dorgi é a raça certa para você?