O Shikoku Inu está entre as raças que pertencem ao grupo dos Spitz, assim como acontece com o Spitz Alemão, o Shiba Inu e o Spitz Finlândes.

Todos esses estão entre as raças mais antigas do mundo, mas que não se disseminaram tanto quanto algumas outras.

O Shikoku Inu é uma raça que se limita a alguns locais do Japão, por isso, as pessoas possuem muitas dúvidas sobre ela.

Shikoku Inu

Shikoku Inu – Foto: Pixabay

Basicamente, esse é um animal forte, resistente e que possui uma história que vem desde muitos anos atrás.

Se você está pensado em adquirir um cão desse tipo, deve conhecer antes todas as suas características.

Então continue lendo esse texto para saber mais detalhes sobre o Shikoku Inu e analisar se esse pode ser um bom companheiro para você.

Origem e história

A história do Shikoku Inu tem origem no Japão, especificamente na região do Kochi e, ainda hoje é considerada uma das raças mais puras que existem.

Isso aconteceu porque a região de origem deles é uma área bem restrita, com difícil acesso. Por isso não ocorreu o cruzamento dos animais existentes ali com outros provenientes de regiões diferentes.

Cachorro parado na grama concentrado – Foto: Freepik

A raça surgiu devido à necessidade de as pessoas terem companheiros caninos para a caça, sobretudo de grandes animais como javalis e veados existentes no local.

Com a sua grande importância, esses cães foram considerados como parte do patrimônio do país após 1937.

O Shikoku Inu é um cão que se parece bastante com outras raças de origem japonesa, como o Shiba Inu e o Akita Inu.

Características do Shikoku Inu

O Shikoku Inu é um cão considerado de porte médio, com peso corporal entre 15 e 20Kg. A altura na cernelha gira em torno de 49 a 55 centímetros para os machos e, de 46 a 52cm nas fêmeas.

A medida considerada correta de acordo com o padrão da raça é entre 52 e 59 centímetros. No entanto, variações de até 3 cm são aceitas.

Falando sobre as características físicas do animal, o Shikoku Inu aparentemente parece ser um cão proporcional, com linhas que conferem a ele um aspecto muito elegante.

Shikoku Inu preto – Foto: Pixabay

O peito é largo e profundo, que se contrapõe à barriga que é bem mais recolhida. A cauda do animal é grossa, com inserção alta. O formato é de foice, também chamado de rosca.

Os membros do cão são fortes, com musculatura bem desenvolvida. Existe uma pequena inclinação em comparação com o restante do corpo.

Em relação ao corpo do animal, a cabeça se sobressai. A testa é larga e o focinho é alongado e possui formato de cunha.

Orelhas reduzidas e em formato de triângulo são bem características nesse cão. Há uma pequena inclinação em direção à frente.

A pelagem do Shikoku Inu também é bastante característica e possui estruturação em duas camadas.

A mais interna é a mais densa e macia, enquanto que a externa conta com pelos mais longos e rígidos, além de ser menos densa.

Isso é essencial para que o cão tenha um bom isolamento térmico, sobretudo em baixas temperaturas.

Cores do Shikoku Inu

No que diz respeito à coloração do Shikoku Inu, a cor mais comum de se observar é o sésamo, que proporciona uma mescla entre pelos vermelhos, pretos e brancos. A combinação forma padrões diferentes:

  • Sésamo: mesma quantidade de pelos brancos e pretos;
  • Sésamo vermelho:  pelagem predominantemente vermelha, mas com a presença também de pelos negros e brancos;
  • Sésamo preto: o preto predomina sobre o branco.

Temperamento do Shikoku Inu

De maneira geral, o Shikoku Inu é um cão dócil, que adora estar ao lado das pessoas da sua família e dar e receber muito carinho deles.

O cão é carinhoso, leal, corajoso e, costuma se dar bem com aqueles que fazem parte do seu núcleo de convivência.

Shikoku Inu preto – Foto: Pixabay

No entanto, é preciso que os animais sejam bem socializados desde cedo, pois se isso não acontece eles acabam se tornando agressivos.

Isso porque apesar de aparentar ser calmo, o Shikoku Inu é um cão de personalidade forte, que senão for treinado adequadamente, tende a dominar o território e tenta se sobressair em relação às pessoas.

Mesmo os animais mais treinados exigem atenção quando estão na presença de pessoas e animais desconhecidos porque eles podem ter reações estranhas de repente.

Eles são considerados temperamentais porque o seu comportamento muda de uma hora para a outra.

Justamente por isso, não é recomendado que esses animais convivam com espécies pequenas, pois podem atacar a qualquer momento.

  • Veja também: Prepare-se para se apaixonar pela raça de cachorro mais rara: Sloughi

Alguns pontos de atenção com o cão

Como o Shikoku Inu é uma raça que foi desenvolvida para a caça, esses cães são fortes e cheios de energia.

Por isso eles possuem uma alta demanda por atividade física. Sendo assim, garanta que o seu cão se movimente por pelo menos 40 minutos diariamente.

O ideal é que o tutor faça caminhadas ou corridas com o seu animal diariamente. Isso ajuda tanto no condicionamento físico, quanto no processo de socialização do cão.

Além disso, de maneira geral a raça gosta de brincar e, por isso é interessante que o tutor proponha atividades divertidas que ajudem o anima a relaxar e gastar a sua energia.

Apesar do nível de energia elevado, esse cãozinho adora ficar dentro de casa, preferencialmente ao lado das pessoas que ama.

Por isso eles são ótimos para casas pequenas e apartamentos, desde que se respeite a necessidade do cão de fazer atividades físicas com frequência.

Atenção especial aos filhotes

Basicamente o Shikoku Inu filhote exige os mesmos cuidados de um adulto, mas é preciso que o dono se ocupe de fazer a correta socialização do cão.

Ele deve ser apresentado a outras pessoas e animais desde cedo, para que assim se acostume com eles e não os identifique como ameaça. Isso ajuda a deixar o cão mais tranquilo.

Além disso, é aconselhado que o cão dessa raça seja castrado, pois isso ajuda a diminuir a sua agressividade e instinto de dominação.

  • Conheça também a Azawakh: raça de cachorro africana mais ágil na caça

Atenção à saúde do Shikoku Inu

O Shikoku Inu de maneira geral é um cão forte e resistente, que dificilmente vai apresentar problemas de saúde.

No entanto, há algumas doenças que aparecem com maior frequência na raça e, que os tutores devem observar de perto. Alguns exemplos são a dermatite atópica e a catarata.

Dermatite atópica é uma patologia considerada crônica, que traz prejuízos à pele do cão, que faz com que ele tenha uma série de sintomas, incluindo coceira intensa.

Isso provoca o aparecimento de feridas. A causa geralmente é a inflamação da derme, que provoca hipersensibilidade do animal.

Caso o problema seja provocado por sensibilidade do cão, haverá envolvimento de uma predisposição ambiental. Mas o problema vai aparecer quando o cão entrar em contato com alguma coisa que provoque alergia.

Apesar de não ser uma doença curável, a dermatite atópica deve ser acompanhada por um médico veterinário.

Além disso, descobrir a causa ajuda em muito a evitar que novos episódios aconteçam e prejudiquem a saúde do cão.

O Shikoku Inu frequentemente pode apresentar catarata, que promove a redução da acuidade visual do animal.

Isso acontece porque o cristalino perde a sua transparência progressivamente, até que o cão fique permanentemente cego.

Com a idade avançada é comum que os cães desenvolvam essa condição, mas o acompanhamento veterinário é essencial para evitar o agravamento.

Dependendo da gravidade do problema, é possível fazer uma cirurgia de correção. Mas tudo depende da avaliação do profissional.

Principais cuidados

O Shikoku inu não é um cão difícil de manter, mas ele precisa de alguns cuidados básicos, assim como acontece com qualquer outro cão.

A pelagem é um dos principais pontos, pois ela é densa e frequentemente retém sujeiras. Isso pode provocar alergias e dar coceiras no animal.

Em relação aos banhos, é importante dizer que o Shikoku Inu não tem muita necessidade de ser lavado.

O ideal é que isso aconteça com um intervalo de aproximadamente dois meses. Deixe para dar banho no cão apenas quando houver realmente necessidade para não remover a oleosidade natural da pele.

A pelagem deve ser escovada pelo menos duas vezes por semana para evitar a formação de bolos e, também para remover sujeiras que ficam aderidas aos pelos.

As unhas também devem receber cuidados especiais e serem cortadas pelo menos uma vez ao mês. O ideal é que um profissional faça esse serviço, evitando que o cão se machuque.

Vacinas anuais, assim como usar antiparasitários internos (vermífugos) e externos (contra pulgas e carrapatos) é muito importante.

Leve o seu cão ao veterinário sempre que perceber que há algo errado com ele ou, para uma consulta anual.

Quando o Shikoku Inu é bem cuidado, pode viver muito bem durante aproximadamente entre 10 e 12 anos.

Para isso, procure oferecer ao seu cão também alimentos de qualidade, que ofereçam a ele todos os nutrientes de que necessita para o seu desenvolvimento adequado.

Conclusão

O Shikoku Inu é um cão robusto, bonito e que possui personalidade forte. Ele pode se tornar uma excelente companhia, mas é preciso que o tutor saiba como treinar o animal de maneira adequada para que isso aconteça.