Preconceito contra cães de raça e hostilizaçao contra seus tutores

Se você ama um cachorro, ame todos os cachorros.

por Samantha Kelly — publicado 29 maio 2015 - 15:33

Cães Sem Raça Definida, os nossos queridos vira latas, sempre sofreram muito preconceito da sociedade. Distantes de serem um símbolo daquele grupinho seleto que representava status, eu lembro bem que as pessoas tinham vergonha e se sentiam intimidadas em sair com seus SRDs, justamente pelos olhares de julgamento.

Felizmente, graças ao trabalho incrível de ONGs e protetores independentes, de inúmeras campanhas e da própria mudança de perspectiva do público, podemos ver que estamos seguindo para frente, mesmo que as vezes os passos sejam pequenos.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Falando de maneira realista, sem dúvida ainda estamos muito longe do ideal, e é inegável que ainda há muito a ser feito. Os SRDs ainda precisam muito de nossa ajuda e continuam sofrendo muito preconceito, porém, não acredito que a melhor forma de incentivar a adoção seja pregar que x é melhor que y, afinal, dessa maneira, estaremos apenas reproduzindo o mesmo preconceito que queremos quebrar.

Preconceito, para deixar mais claro, é  “um juízo preconcebido, manifestado geralmente na forma de uma atitude discriminatória”. Muitas pessoas em nossas redes sociais não podem ver um cachorro de raça definida sem falar frases já batidas como “Por que não é um SRD?”, “Por que não adotou?”, “Que hipócrita, tem um RD, mas diz que gosta de animais”, etc.

É tão automático para algumas pessoas que até em matérias que falam sobre cães de RD que foram adotados, mesmo assim ainda escolhem falar mal e seletivamente ignorar que eles também foram abandonados e vítimas de maus-tratos.

E é essa abordagem que gostaríamos de questionar. Se você não concorda com o comércio de animais, e por pensar assim, acredita que tem o direito de hostilizar os tutores desses cães para “conscientizar”, como se os fins justificassem os meios, estará não só atrapalhando o diálogo sobre adoção, como também ultrapassando o limite do respeito pelo espaço do próximo.

Devemos lembrar que adotar ou comprar um cachorro é uma decisão pessoal e que algumas pessoas podem simplesmente querer determinada raça, independente do quanto você fale, e os motivos podem ser os mais diversos, indo desde um trabalho específico (sejam os Border Collies e sua incrível habilidade para o pastoreio, o Labrador Retriever como um cão de serviço e rastreamento, o São Bernardo para resgate, e tantos outros), até uma maior associação com os traços que aquela raça carrega. Não é um pecado o que eu estou falando, é uma realidade.

E se mesmo falando sobre adoção a pessoa ainda assim decidiu comprar, esse ainda é um direito no Brasil, não o pinte como vilão e muito menos seja preconceituoso e agressivo quando apresentar seu ponto. Converse sobre a importância de conhecer a mãe, o canil, o criador, que nunca compre sem ver com os próprios olhos o lugar onde os cães são criados, que pesquise muito antes de adquirir determinada raça, sobre posse responsável e sobre o compromisso de uma vida que é receber um animal. Nós escrevemos um artigo sobre esse mesmo assunto AQUI.

No final das contas, tudo volta para o respeito pelo outro, sem impor que ele viva e seja de acordo com o que você julga ser o caminho correto. Se você não compraria um cão, continue sem comprar um animal, foque a sua energia em conscientizar de maneira respeitosa quanto a decisão do próximo.

Não se preocupe com o animal que está sendo amado em uma casa por um tutor que o oferece todo cuidado necessário e uma vida digna. E isso é para as pessoas que deixam comentários em todas as postagens de famosos e anônimos que têm cães de raça e começam a julgar e falar o como eles estão errados, sem nem saber de fato a história daquela pessoa e daquele cão.

Lute contra o verdadeiro vilão e vá atrás da reprodução desenfreada de cachorros que as próprias pessoas promovem, das puppy mills que se espalham, dos estabelecimentos que vendem esses animais abusados, do governo omisso que joga a responsabilidade nos ombros da sociedade civil, dos tutores irresponsáveis que maltratam e abandonam seus cães, com e sem raça definida, aos montes todos os dias, etc.

Apesar de toda a repercussão e dos ataques na esfera pessoal a minha pessoa após ter publicado esse artigo, eu ainda assim reforço que acredito na tolerância, na troca de ideias e continuo sendo contra a intimidação como forma de mudar a cabeça da sociedade.

Até chegaram a sugerir que eu teria algum motivo pessoal para ter escrito essa matéria. Nós aqui no Portal do Dog não permitimos que ninhadas sejam anunciadas, nunca fizemos o anúncio de um canil, não possuímos um canil e eu, ao contrário do que afirmaram por aí, nunca comprei um cachorro, adotei 4 na minha vida.

Se você não faz isso, esse texto não é para você. Não, ele não foi escrito para protetores ou ninguém em específico, muito pelo contrário, mas para pessoas que se confundiram em um argumento de quem é melhor que o outro. Esse texto foi construído para fazer pensar, não para mudar a opinião de ninguém. Se você deixa comentários negativos para alguém, se pergunte se esse realmente é o argumento certo que fará alguém decidir entre adotar ou comprar.

Desde o primeiro dia que começamos esse trabalho, incentivamos a adoção, em diversas matérias, informando e tentando mudar a percepção das pessoas sobre o tópico, dando espaço para grupos de proteção animal e criando nosso próprio projeto chamado “ONG na minha Cidade” para tentar fazer uma ponte entre possíveis adotantes e animais. Continuaremos fazendo isso e muito mais, mas apesar disso tudo, sempre defenderemos um diálogo construtivo como única maneira de alcançar uma mudança.

Ao falar sobre o preconceito específico contra cães de raça E seus tutores, e apresentar uma faceta nesse complexo meio, não quer dizer que estamos desmerecendo os preconceitos sofrido por cães SRD, Pit Bulls, idosos, deficientes, e tantos outros ou falando que este tópico é mais sério do que os outros. Estamos simplesmente apresentando uma situação, e mesmo que alguns afirmem que ela não existe, nós vemos o tempo inteiro nas nossas redes.

Só acho que se queremos um mundo que todos os cachorros sejam vistos de maneira igual, temos que começar por nós mesmos. Espero que um dia os amemos como a espécie rica e plural que é, esquecendo todos esses significados que nós, os humanos, inventamos.

 

Atualização 02/06/15 às 12:08.

Leitura recomendada: Lidando com a adoção e a compra de cachorros

Cães sentem saudade? Veja aqui

por Camila Da Silva — publicado 21 jul 2019 - 9:45

cães sentem saudade

Cães sentem saudade? Bom, esta é uma pergunta que muitos tutores de primeira viagem se fazem. Quem já teve algum cachorro sabe e esta resposta é até óbvia: sim, os cães sentem saudade. E muita! Uma das formas de notar este problema é na sua chegada em casa. Se você reparar uma euforia descontrolada do animal quando você abrir a porta, saiba que ele estava te esperando há muito tempo. No entanto, será que há como amenizar este problema?

 » Read more about: Cães sentem saudade? Veja aqui  »

Sarna em cachorros: Quais os sintomas e como tratá-la?

por Handreza Hayran — publicado 20 jul 2019 - 9:45

sarna em cachorros

A sarna em cachorros também é conhecida como sarna sarcóptica. É causada pelo pequeno ácaro, sarcoptes sarna eu canis. Altamente contagioso, os ácaros trabalham lá na pele e causam coceira intensa (prurido). Então, se não for tratada, a condição pode se tornar grave, levando ao espessamento da pele e a feridas.

Cachorros em qualquer lugar do mundo podem ser infectados com o parasita contagioso, sarna sarcóptica. Sendo assim, como as infecções secundárias podem facilmente florescer,

 » Read more about: Sarna em cachorros: Quais os sintomas e como tratá-la?  »

Filhotes de Pastor Alemão: Tudo o que você precisa saber

por Handreza Hayran — publicado 19 jul 2019 - 9:45

filhote de cachorro

Não é de surpreender que os pastores alemães sejam uma das raças mais populares. Com sua resistência física e mental, esse célebre animal é apreciado por muitos. Os filhotes de pastor alemão, querem brincar o dia todo, todos os dias. Assim, esses adoráveis ​​animais adoram aprender e se relacionar intimamente com seus humanos.

Sendo uma raça relativamente nova, eles não entraram em cena até o final do século XIX. Quando um oficial da cavalaria alemã,

 » Read more about: Filhotes de Pastor Alemão: Tudo o que você precisa saber  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Cães sentem saudade? Veja aqui

por Camila Da Silva — publicado 21 jul 2019 - 9:45

cães sentem saudade

Cães sentem saudade? Bom, esta é uma pergunta que muitos tutores de primeira viagem se fazem. Quem já teve algum cachorro sabe e esta resposta é até óbvia: sim, os cães sentem saudade. E muita! Uma das formas de notar este problema é na sua chegada em casa. Se você reparar uma euforia descontrolada do animal quando você abrir a porta, saiba que ele estava te esperando há muito tempo. No entanto, será que há como amenizar este problema? E qual o motivo de eles sentirem saudades? Acompanhe para entender.

Cães sentem saudades?

Um dos fatores mais aproximados com os seres humanos, é o fator dos cães sentirem saudades. Sabemos que eles são animais extremamente carentes e movidos a sentimentos e amor. Por isso, entender o dia a dia deles e levar a sério o que eles estão sentindo é uma forma de manter seu relacionamento próximo e muito saudável.  Mas, como saber se o cão está sentindo saudades?

Alguns testes já foram feitos em animais para estudar a real condição deles ao se depararem com algo que gostam muito depois de um tempo longe. A constatação principal do pesquisador Gregory Berns, foi o aumento significativo da ocitocina no corpo do animal ao ver algo que ele fosse gostar. Ou a voz do dono, ou a presença do dono, etc. Esta substância é conhecida por liberar o amor e sentimentos positivos pelo corpo. Ou seja, há saudade envolvida em um cão que está longe do que ele gosta.

cães sentem saudade

E isto pode ser notado no exemplo que demos ao início do texto ou até mesmo em situações do dia a dia em que o cão está cabisbaixo. Por exemplo, ele quer sair para brincar e você não pode levá-lo. No primeiro momento, haverá uma grande euforia. No segundo momento, ele ficará mais calmo e com aparência de triste. E depois, caso você leve-o, ele demonstrará muita positividade e animação.

O que faz um cão sentir-se sozinho?

Agora que já entendemos que cães sentem saudade é hora de entender um pouco melhor as reais condições deste fato. Como mencionado nos tópicos anteriores, um dos principais motivos deste sentimento invadir o cão é o afastamento do tutor ou de elementos e situações que o cão goste. É claro que ele não conseguirá descrever o que está sentindo, mas os sintomas são muito visíveis ao longo do dia.

Ansiedade

A ansiedade é um dos fatores mais básicos que pode causar saudade nos cães. Quando o tutor sai para trabalhar, por exemplo, o dia do cão pode ser extremamente negativo, pensativo e até mesmo depressivo. Ele não sabe exatamente o que está acontecendo, principalmente nos primeiros dias do novo lar. E desta forma, uma ansiedade muito grande vai se desenvolvendo no decorrer das horas.

Esta ansiedade pode facilmente se converter em outros malefícios, como má alimentação e até mesmo obesidade canina. Ou seja, é um assunto que precisa de atenção. Desta forma, é importante conseguir manter equilíbrio neste sentido.

Afinal, o cão não sabe que está sentindo-se ansioso, ele apenas está. E isto pode ocorrer devido a saídas repentinas suas, sensações de abandono, falta de comida quando ele está com fome, enjoo dos brinquedos de sempre, etc. É uma série de situações que causam ansiedade nos animais e, posteriormente, convertido em saudade.

cães sentem saudade

Falta de carinho e atividades

Não precisamos nem falar que uma das formas mais clássicas de fazer um cão sentir saudades é deixando-o sem carinho ou sem atividades. Esta certamente é uma das principais fontes deste sentimento que os invade. Por isso, nunca deixe de proporcionar muito amor e carinho para o seu cão. Quanto mais ele perceber que o tutor dele se importa e está presente, menos ele ficará ansioso e, posteriormente, sentir-se com saudades.

Levar o cão para passeios regulares é outra forma de entretê-los, fazê-los gastar energia e assim sentirem-se mais amados e menos excluídos. Entenda que eles querem participar da sua vida. Seja de uma forma ou de outra, é importante fazer com que eles sintam-se parte da família. E uma das formas de fazer isso é justamente levando-os para passear com você.

Afastamentos prolongados dos donos

Quando você sair para trabalhar, lembre-se: há um ser esperando a sua volta. Antes mesmo de você sair, eles já sabem que você está indo para algum lugar. Pode reparar no comportamento deles, sempre com uma sensação de que estão querendo perguntar: “onde você vai?! Vai me abandonar?!” Sim, isto acontece. Os cães sentem saudade dos tutores de muitas formas diferentes.

Por isso, é importante que você não fique ausente de formas muito prolongadas. Eles realmente irão sentir que foram abandonados! Entretanto, há como amenizar o problema, desde que você faça um processo de adestramento de cachorro adequado. Um adestramento poderá ensinar o cão e fazê-lo entender que você sempre voltará em determinado horário. O que é ótimo, pois ele passará o dia entretido e saberá que não foi abandonado.

cães sentem saudade

Como amenizar a saudade

Agora que já entendemos como um cão sente saudade e quais os principais motivos de ele sentir sua falta, é hora de entender como podemos amenizar o problema ao menos um pouco. Veja abaixo.

Deixe uma peça de roupa sua próxima da caminha dele

Como mencionamos anteriormente, um cão se apega ao tutor. Seja pelo cheiro, pela presença ou pelo contato físico. E uma das formas de fazê-los sentir menos saudade de você, é justamente deixar uma peça de roupa sua próxima da caminha dele. O seu cheiro estará nesta peça e eles sentirão a sua presença. Isto é ótimo pois, dentro do instinto canino, eles notarão que o ambiente ainda é amigável e não hostil.

Os brinquedos são fundamentais

Quando você sair por muito tempo e tiver que deixar o animal sozinho, um fator importante e adequado para a ocasião é deixar brinquedos espalhados pela casa. Deixe-os em locais aleatórios e, se possível, renove-os com o tempo. Isto fará com que o cão fique entretido por mais tempo e assim nem veja o tempo passar a tempo de sentir saudades. Esta é uma ótima técnica para deixá-los a vontade em casa, brincando do jeito que eles gostam e o mais importante: felizes.

Música ou áudio ambiente

Assim como o seu cheiro (mencionado no primeiro tópico), uma música ou áudio ambiente também podem ser fatores que deixem o cão muito a vontade. É claro que a sua presença sempre será a melhor forma de mantê-lo feliz. Entretanto, buscar alternativas pode ajudar. Deixar uma música ligada no rádio, por exemplo, pode ser um alento de conforto para os cães.

Demonstre amor ao seu cão

Não importa a técnica que você for utilizar para deixar seu cão mais confortável. O fato é que cães sentem saudade e isto precisa ficar entendido para que você possa proporcionar muito amor ao seu melhor amigo. Lembre-se que ele ama você de uma forma incondicional. E isto muitas vezes pode ser prejudicial, pois se não houver um treinamento adequado, ele poderá ficar deprimido com sua ausência.

Cuide do seu cão de forma madura e faça-o sentir-se bem. Uma sugestão é alternar entre as técnicas citadas acima. Assim você poderá criar ambientes diferentes e ele se manterá ocupado e entretido por muito mais tempo, o que é ótimo para a saúde mental do animal.

Sarna em cachorros: Quais os sintomas e como tratá-la?

por Handreza Hayran — publicado 20 jul 2019 - 9:45

sarna em cachorros

A sarna em cachorros também é conhecida como sarna sarcóptica. É causada pelo pequeno ácaro, sarcoptes sarna eu canis. Altamente contagioso, os ácaros trabalham lá na pele e causam coceira intensa (prurido). Então, se não for tratada, a condição pode se tornar grave, levando ao espessamento da pele e a feridas.

Cachorros em qualquer lugar do mundo podem ser infectados com o parasita contagioso, sarna sarcóptica. Sendo assim, como as infecções secundárias podem facilmente florescer, tratar a infestação do ácaro sem demora é fundamental para a saúde do seu animal de estimação.

 Sintomas da sarna em cachorros

sarna

Os sintomas da sarna em cachorros geralmente começam com prurido súbito e intenso (prurido). Assim, se você perceber que seu animal de estimação está passando por episódios de prurido agudo e grave, você deve levá-lo ao veterinário imediatamente.

A sarna sarcóptica pode ser passada para outros animais e humanos da família. Embora a sarna canina não consiga completar um ciclo de vida em humanos, elas causam coceira intensa por cerca de 5 dias até que elas morram.

Esses são os principais sintomas:

  • Risco incontrolável, provavelmente relacionado à sensibilidade à matéria fecal e saliva dos ácaros
  • Pele vermelha ou erupção cutânea
  • Inflamação da pele
  • Perda de cabelo (alopecia) que pode ser notada pela primeira vez nas pernas e no estômago
  • Automutilação
  • Sangramento
  • Feridas
  • Pode haver um odor desagradável devido às feridas
  • As feridas serão encontradas principalmente no abdômen, pernas, orelhas, tórax e cotovelos
  • Espessamento da pele devido a danos
  • Feridas secundárias bacterianas ou leveduras podem se desenvolver
  • Se não tratada, a sarna vai se espalhar para todo o corpo
  • Casos graves podem produzir perda de visão e audição
  • Cachorros infectados podem perder o apetite e começar a perder peso

Ciclo de vida da sarna em cachorros

sarna

O ácaro da sarna sarcóptica tem um ciclo de vida que é gasto inteiramente no cão e não dura mais de 21 dias.

  • Fêmeas adultas se enterram na pele para fazer um túnel, colocando alguns ovos por dia por até 3 semanas
  • Ovos eclodem dentro de 5 dias
  • Larvas passam por um ciclo de muda
  • Ninfas amadurecem para adultos
  • Os adultos acasalam na pele e a fêmea começa a pôr ovos

Causas da sarna

sarna em cachorro

A sarna em cachorros é transmitida através do contato com cães infectados, e também raposas selvagens, que são considerados hospedeiros reservatórios. Mas tenha em mente os seguintes pontos em relação à infestação de sarna sarcóptica do seu cão.

  • Cães com problemas de saúde terão uma reação mais intensa
  • A reação também dependerá de quantos ácaros foram transmitidos
  • Os ácaros podem ser espalhados através de ferramentas de higiene se o uso de um cão para outro estiver dentro de um tempo relativamente curto

Diagnóstico de sarna em cachorros

diagnóstico de sarna

Quando você faz a consulta e decide trazer seu companheiro canino para a clínica, é imperativo informar o veterinário de suas suspeitas imediatamente. Você já deve saber que seu cão tem sarna, porque talvez você tenha um amigo com um cachorro que o tenha alertado para um possível contágio.

Se confirmado ou não, avise a equipe veterinária sobre as possibilidades para que eles possam isolar o cão de outros visitantes caninos, até que a equipe esteja pronta para o exame.

O veterinário pode querer obter uma amostra de fezes para testes, ou realizar exames de sangue para descartar, talvez, condições como alergias ou infecção bacteriana da pele. Tanto o exame de sangue como a amostra fecal são importantes ferramentas de diagnóstico para determinar a causa da coceira na pele do seu cão.

Tratamento da sarna em cachorros

Você pode ter outros membros da família canina em sua casa, eles também devem ser tratados, mesmo que os ácaros ainda não tenham aparecido ou causado sintomas. A sarna sarcóptica é muito contagiosa entre os cães.

Como os ácaros podem ser difíceis de erradicar, várias aplicações semanais do tratamento podem ser necessárias. Sendo assim, medicamentos orais e tratamento por injeção são possíveis também.

Na maioria das vezes, uma combinação de produtos é necessária para combater a infecção. Como o tratamento será feito em casa (a menos que a infecção seja grave e tenha causado complicações secundárias ameaçadoras que exijam a permanência do seu cão por algum tempo), você deve entrar em contato com o veterinário se não observar melhora no estado de saúde do seu animal de estimação.

Prevenção de sarna em cães

cachorro

Como dizem, é melhor prevenir do que remediar. A maneira mais eficaz de combater a sarna é preveni-la, embora também saibamos que esta doença de pele pode ser curada com tratamento e cuidados adequados.

Como medidas de prevenção, basta seguir as seguintes diretrizes:

  • Mantenha uma boa higiene diária do fiel amigo, proporcione banhos mensais com xampu adequado e escovação diária
  • Mantenha a limpeza do ambiente deles
  • Evite o contato com animais que podem ser infectados por sarna. Além disso, se você suspeitar que seu animal de estimação sofre com isso, também evite contato com outras pessoas.
  • Respeite o cronograma de exames veterinários, desparasitação e vacinação. Isso dará uma detecção precoce do problema e evitará infestações e doenças que podem enfraquecer o cachorro e torná-lo mais propenso a sarna.
  • Forneça alimentos adequados e saudáveis ​​ao cão, para que eles sejam fortes e seu sistema imunológico também.

Recuperação do cachorro

sarna em cachorro

A resolução completa da infestação de ácaros do seu amado animal de estimação pode levar até 6 semanas de tratamento. Mantenha o veterinário informado do progresso. Não hesite em contatar, por telefone ou e-mail, a clínica com quaisquer dúvidas ou preocupações sobre o tratamento, especialmente se você sentir que há efeitos colaterais.

Há uma chance de que você pode contrair a sarna do seu cão. A reação humana à sarna sarcóptica será prurido intenso e possível vermelhidão ou lesões. Porque o ciclo de vida dos ácaros não pode ser concluído em humanos, os ácaros morrerão em menos de uma semana.

Você pode querer ver o seu médico para ter alívio da coceira. Descarte ou, pelo menos, lave a cama do seu animal de estimação com água quente contendo alvejante.

Não permita que seu cão tenha a liberdade de subir em camas ou móveis até que a situação do ácaro seja resolvida.