Será que pode dar antibiótico humano para cachorro? Esta é uma das questões mais importantes que todos os tutores precisam considerar na hora de adotar ou de cuidar de um cachorro. Afinal, em algum momento ele poderá, sim, ficar doente. E este pode ser um momento bem delicado para você e também para o cachorro, onde o desequilíbrio e a falta de informações não vão te ajudar em absolutamente nada.

Por isso, no artigo de hoje, vamos entender melhor sobre o assunto para que você saiba exatamente o que fazer quando o seu cãozinho apresenta algum sintoma de alguma doença causada por bactérias. Continue lendo.

antibiótico humano para cachorro

Cão com sua tutora – Foto: Freepik

Antibiótico humano para cachorro – Entenda se você poder dar este tipo de medicamento para seu cachorro

Sim, você pode dar antibiótico humano para cachorro. Esta é uma prática comum, visto que a composição para eliminar bactérias funciona, inclusive, para seu cão. Porém, não é indicado que você dê antibiótico humano para cachorro por um simples motivo: as dosagens precisam ser muito corretas para que o animal não tenha nenhum efeito colateral. Caso contrário, o remédio poderá mais atrapalhar e danificar a saúde do animal do que verdadeiramente ajudar.

Os antibióticos são remédios feitos exclusivamente para combater bactérias que estão agindo no corpo de maneira agressiva. Por exemplo, quando um cão está com leptospirose, ele deverá ser tratado para acabar com a bactéria que causa este problema. E este tratamento não pode ser feito de qualquer maneira ou simplesmente dando qualquer tipo de remédio antibiótico para o animal. É preciso ter um controle muito grande do que o animal está consumindo. E por isso, um veterinário não pode ser dispensado.

Medicar o cachorro em casa, sem a supervisão de um veterinário e sem um controle bastante rígido sobre o remédio, é algo que não podemos fazer. Remédios ajudam, sim. Mas somente quando são administrados da maneira certa e por quem entende os efeitos colaterais dele – não apenas os benefícios, ok?

Então, em resumo: você pode dar antibiótico humano para cachorro, mas não deve fazer isso sem supervisão veterinária.

Como saber quando tem que dar antibiótico humano para cachorro?

Como já entendemos até aqui, os remédios antibióticos são feitos exclusivamente para matar bactérias. Por isso, eles possuem uma composição bastante agressiva no organismo, visto que uma bactéria é um ser vivo que está se desenvolvendo de maneira intrusa no organismo do animal. E esta invasão pode trazer muitos riscos para o pet, podendo levar ele facilmente a óbito.

Então, busque sempre entender como o cachorro está se comportando no dia a dia, para que você saiba quando ele está, de fato, doente. A única forma de saber quando um cachorro está doente ou está prestes a ficar doente, é quando você nota anormalidades de comportamento: cansado demais, triste demais, deitado demais, respiração pesada, excesso de saliva na boca, olhos amarelados, coceiras excessivas, choros, etc.

Estes são sintomas bastante abrangentes e que indicam que algo está errado. Só que nem sempre este “algo” será necessariamente uma bactéria. As vezes pode ser uma gripe canina ou até mesmo um leve mal estar depois de comer algo que não caiu muito bem. Então, não é pelo fato de que seu cão está doente que ele precisará ser medicado com antibióticos, ok?

Lembre-se: antibióticos são feitos para matar bactérias. E nem todas as doenças são proliferadas a partir de bactérias.

veterinária com remédio na mão

Veterinária com remédio na mão – Foto: Freepik

Malefícios de dar antibiótico humano para cachorros de maneira equivocada

Não são apenas os antibióticos, mas sim, todos os remédios: a partir do momento que você administra uma medicação de uma forma equivocada e sem nenhum respaldo veterinário, as chances de você machucar e piorar um quadro de saúde do seu cão, aumentam muito. Portanto, por mais que seu cão esteja visivelmente doente e precisando de uma medicação, opte sempre por procurar um veterinário. Principalmente se você vai medicar seu cão com algum tipo de antibiótico.

Separamos duas situações que são bem importantes na hora de dar um antibiótico humano para cachorro e que precisam ser levadas muito, mas muito a sério. Veja:

  • As bactérias ficam mais fortes e o tratamento fica mais difícil;
  • A dosagem é muito importante e só um veterinário pode indicar a quantidade certa;

Falaremos especificamente sobre cada uma destas situações a partir de agora. Continue lendo.

As bactérias ficam mais fortes e o tratamento fica mais difícil

Quando você dá antibiótico humano para cachorro, você está tentando, de alguma forma, fazer o animal melhorar e eliminar as bactérias que estejam incomodando. Só que isto somente será possível se o tratamento for extremamente regrado e correto, de forma que você ofereça a medicação nas quantidades certas, com as dosagens corretas e para as reais necessidades, pois quando isto não acontece, as bactérias podem ficar ainda mais fortes. Entenda a seguir.

Uma bactéria é um ser vivo em evolução, assim como todos os seres vivos. E um remédio é uma arma contra esta bactéria. Só que se esta arma não for letal o suficiente, as bactérias podem desenvolver defesas e sobreviverem de forma muito mais longeva, que é onde o tratamento fica mais complicado. Ou seja, o antibiótico tem o poder de destruir as bactérias invasoras. Mas isto só é possível quando feito com cautela, estudo e muito cuidado.

Cada cão é único, possui um organismo único e um estilo de vida único. E isto faz com que toda e qualquer infecção canina precise ser tratada de forma individual, levando em consideração todos estes critérios individuais. Não há espaço para tratamentos “universais” ou seguindo receitas prontas. O seu cão precisa de cuidado único, ok?

Veja também: 10 Sintomas comuns de doenças em cães

antibiótico humano para cachorro

Remédios na mesa – Foto: Freepik

A dosagem é muito importante e só um veterinário pode indicar a quantidade certa

Um fator importantíssimo para que as bactérias de uma infecção sejam, de fato, destruídas, é a dosagem do antibiótico. Por mais que você pode dar antibiótico humano para seu cão, isto não significa que você pode dar as mesmas quantidades que um ser humano tomaria. Muito pelo contrário. A dosagem vai ser muito, mas muito menor. E isto nem sempre é fácil de ser feito, uma vez que fazer esta divisão do remédio é bem complicado.

Somente quem poderá medicar seu cão é um veterinário que sabe o que está fazendo. Caso haja um erro de dosagem do antibiótico por sua parte, saiba que você poderá complicar bastante o restante do tratamento – e, talvez, até impossibilitá-lo. Portanto, quando seu cão estiver doente, busque sempre ajuda veterinária, ok?

Cuide sempre muito bem do seu dog!