Cachorros ficam deprimidos?

por Samantha Kelly — publicado 12 jul 2012 - 22:17

Cachorros ficam deprimidos?

 

Devido ao fato de nossos cachorros terem mudado do celeiro, para o quintal, para a cozinha e, finalmente, para a cama, veterinários notaram que as vezes as preocupações dos clientes possuem uma natureza mais humana quando falam de seus amigos de quatro patas.

Antes, quando alguém mencionava que seu Pet estava deprimido, pensava-se que ele estaria letárgico ou algum outro sintoma vago. Mas agora, há chances concretas de que eles possam de fato estar clinicamente deprimidos.

 

Os Pets podem ficar deprimidos?

Eu acho que é possível que Pets estejam deprimidos. Afinal, a depressão é um desequilíbrio químico no cérebro. É plausível acreditar que não só com humanos esse desequilibrio ocorra. Minha suposição é baseada em alguma pesquisa? Não, e veterinários não estão atualmente em posição de avaliar ou tratar essa condição, se é que existe. Como o famoso veterinário cardiologista, Dr Paul, disse “O que é incrível sobre a medicina, não é o que sabemos, mas o que não sabemos”.

Antidepressivos são usados na medicina veterinária, claro. Porém não usados para tratar a depressão em si, e sim outras condições ligadas ao comportamento, tais como em cachorros obsessivos-compulsivos ou em casos de ansiedade de separação.

Se um Pet for trazido à mim com sintomas de “depressão”, eu não descartaria, mas ainda assim procuraria por outros problemas mais entendidos e tratados por veterinários.

Mudanças na vida do Pet e ansiedade podem ser motivos para desencadear um comportamento anormal. O conselho é que esteja presente para o seu Pet, e consulte um especialista para checar outras possibilidades.

 

Fonte

 

 

 

7 Razões para possuir pit bulls red nose

por Handreza Hayran — publicado 7 set 2019 - 9:45

Pit Bulls Red Nose

Uma raça amada por muitos, mas ainda um pouco desconhecida, os Pit Bulls Red Nose é, na verdade, apenas um Pitbull Terrier de cor diferente. O passado desta raça é bastante turbulento e triste. Inicialmente eles eram utilizados como isca de urso e em esportes ilegais de rinha cães por pessoas inescrupulosas.

Por causa desse passado, muitas pessoas ainda julgam o Pitbull Red Nose como uma raça violenta. Mas isso não é verdade.

 » Read more about: 7 Razões para possuir pit bulls red nose  »

Conheça as principais plantas venenosas para cães e gatos

por Handreza Hayran — publicado 7 set 2019 - 9:45

Antúrio

Primeiramente a maior parte dos casos de intoxicação por plantas venenosas para cães e gatos acontecem por ausência de informação dos proprietários.

O Brasil é um país que possui flora riquíssima. Entretanto, em meio em toda essa riqueza existem também diversas plantas venenosas tanto para o ser humano quanto para os animais.

O brasileiro de maneira geral gosta de cultivar plantas em casa. Porém, muitas vezes a pessoa desconhece as espécies cultivadas.

 » Read more about: Conheça as principais plantas venenosas para cães e gatos  »

Conheça a Praia de Grazi Massafera!

por Cristina Possamai — publicado 7 set 2019 - 9:45

Praia de Grazi Massafera!

A família da atriz Grazi Massafera aumentou recentemente. Isso porque a protagonista da novela da Rede Globo das 7h, Bom Sucesso apresentou publicamente a nova integrante de sua casa. Em postagens nas redes sociais, os seguidores puderam conhecer a Praia de Grazi Massafera.

Apresentação da Praia de Grazi Massafera nas redes sociais

Sim, a atriz se tornou a tutora de uma cachorrinha pertencente a raça Lula Pomerânia e optou pelo diferente nome de “Praia”.

 » Read more about: Conheça a Praia de Grazi Massafera!  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

7 Razões para possuir pit bulls red nose

por Handreza Hayran — publicado 7 set 2019 - 9:45

Pit Bulls Red Nose

Uma raça amada por muitos, mas ainda um pouco desconhecida, os Pit Bulls Red Nose é, na verdade, apenas um Pitbull Terrier de cor diferente. O passado desta raça é bastante turbulento e triste. Inicialmente eles eram utilizados como isca de urso e em esportes ilegais de rinha cães por pessoas inescrupulosas.

Por causa desse passado, muitas pessoas ainda julgam o Pitbull Red Nose como uma raça violenta. Mas isso não é verdade. Por isso separamos sete razões pelas quais você deveria ter um cão desta magnífica raça.

1. Seu nariz vermelho é apaixonante

Pit Bulls Red Nose

Foto: Freepik

Os Pit bulls Red Nose se parecem muito com outros cães que descendem dessa raça, com um tronco encorpado e musculoso. Eles podem chegar a até 20 cm de altura e pesar até 27 quilos. Além disso, seu nome “red nose” ou “nariz vermelho” é exatamente isso, um lindo nariz vermelho.

Já que um filhote dessa raça é facilmente identificado por causa dessa característica. Sua pelagem pode ter tons de vermelho, marrom e cobre e acredita-se que o nome nariz vermelho se originou do irlandês.

Os Pit bulls Red Nose foram criados na Grã-Bretanha como cão de caça e os irlandeses começaram a notar os Pitties com tons vermelho e decidiram cruzar os dois.

2. Os pit bulls red nose são sociáveis ​​e amigáveis

Embora os Pitbulls sejam conhecidos como uma raça violenta, isso não é uma verdade, já que deve ser considerado o contexto de criação desse cão antes de julgá-lo. Todos os cães necessitam de socialização e treinamento e, isso não é diferente com Os Pit bulls Red Nose.

Pit Bulls Red Nose

Foto: Freepik

A socialização precoce introduz o seu cão ao mundo, assim barulhos e pessoas não irão incomodá-lo nem estressá-lo. Também, seu pet aprende que ele pode experimentar essas coisas e sobreviver. Assim, é preciso expor seu cães a experiências positivas. E, se tiverem uma experiência ruim, faça o melhor para combatê-la.

Ainda sobre o tema socialização, introduzir os Pit bulls Red Nose no convívio com crianças é crucial, já que crianças são imprevisíveis, correm, pulam e gritam. Assim, crie um espaço seguro para o seu pet, ensinando-lhe que se ele está ficando cansado, ele pode se retirar para seu espaço seguro.

3. São cães muito inteligentes de busca e resgate

Pit Bulls Red Nose

Foto: Freepik

Os Pit bulls Red Nose são realmente muito inteligentes e fáceis de treinar. Por isso, você notará que alguns cães de serviço são na verdade Pitbulls, já que a raça se destaca em serviços de busca e salvamento. Por exemplo, o incrível Pitbull Dakota, que foi utilizado pela NASA, para recuperar os destroços e a tripulação após a explosão da Space Shuttle Columbia em 2003.

Está raça é obediente, leal e gosta de agradar às pessoas. Mas respondem melhor ao reforço positivo e ao treinamento baseado em recompensas. Por isso, quando o seu Pitbull Red Nose fizer algo que você pede, use recompensas para incentivar esse comportamento positivo.

4. Possui uma boa saúde e um forte temperamento

Isso é uma verdade, mas não isenta os Pit bulls Red Nose de sofrer com alguns problemas de saúde, como:

  • Displasia da anca: Desenvolvimento anormal na articulação do quadril.
  • Mielopatia Degenerativa: Anteriormente conhecida como CDRM, é uma doença progressiva da medula espinhal, só que mais comum em cães idosos.
  • Luxação da rótula: Também conhecida como luxação da patela. É quando a rótula não fica no sulco da tróclea.

5. Os pit bulls red nose gostam da companhia humana

Os Pit bulls Red Nose não gostam de ficar sozinhos, por isso quando adultos, você não deve deixar o seu pet por mais tempo do 4 horas sozinho.

Pit Bulls Red Nose

Foto: Freepik

Entretanto, isso não significa que há algo de errado com a raça, já que todos os cães são avessos à separação. Os cães são, portanto, acostumados à interação humana e não gostam da ideia de estar longe de seus donos. Assim, um cão vai tolerar bem o isolamento, se você fizer isso por pouco tempo e garantir que ele tenha algo para se distrair na sua ausência.

Os Pit bulls Red Nose amam estar com seus donos, tanto brincando, quanto seguindo-o pela casa. Assim, se você pode dar mais de 60 minutos de exercício por dia com algum tempo extra para treinamento e com pouco tempo sozinho, você terá um companheiro leal e amoroso.

6. Os pit bulls red nose requerem poucos cuidados com a higiene

Uma escovação do pelo por semana é o suficiente para manter os pelos do seu pet em ótima condição. Já que, pitties possuem pelo curto e liso e sofrem com duas grandes perdas de pele ao longo de um ano.

Pit Bulls Red Nose

Foto: Freepik

Ainda, com relação a limpeza é preciso ficar de olho nos dentes, olhos e ouvidos do seu, limpando-os regularmente a fim de evitar infecções. A introdução de exames de saúde e higiene pessoal desde filhotes é importante para o processo de socialização, pois isso tornará tudo muito mais fácil no futuro quando ele precisar ir no veterinário.

7. Os pit bulls red nose gostam de comer junto com o dono

Sim, isso mesmo, ele ama acompanhar seu dono durante as refeições. Por isso durante o jantar não estranhe esses olhinhos “pidonhos” olhando para você.

Embora petiscos não sejam prejudiciais ao Pitbull Red Nose, ele realmente precisa ganhar nutrientes vindos de uma dieta rica e balanceada focada para o porte da raça.

Pit Bulls Red Nose

Foto: Freepik

Em média, um pit consumirá cerca de 30 calorias por meio quilo do seu peso corporal por dia. Uma ração de alta qualidade deve ter boas fontes de proteína e gordura, já que seu pet precisa de 2,62g de proteína por kg de peso corporal e 1,6g de gordura por kg de peso corporal.

Os Pit bulls Red Nose possuem um porte muscular e atarracado, por isso, muitas vezes é possível ver definição de seus músculos. Entretanto, certifique-se de não confundir essa aparência com excesso de peso. Já que, que você deve ser capaz de sentir suas costelas e seu corpo deve ter uma forma de ampulheta. Conforme já citamos, essa raça está propensa a sofrer de uma série de problemas saúde e a obesidade é um fator de risco em vários deles.

Você já teve um Pitbull Red Nose antes? Ou teve experiência com um cachorro dessa raça? Não deixe de compartilhar como foi a sua experiência.

Conheça as principais plantas venenosas para cães e gatos

por Handreza Hayran — publicado 7 set 2019 - 9:45

Antúrio

Primeiramente a maior parte dos casos de intoxicação por plantas venenosas para cães e gatos acontecem por ausência de informação dos proprietários.

O Brasil é um país que possui flora riquíssima. Entretanto, em meio em toda essa riqueza existem também diversas plantas venenosas tanto para o ser humano quanto para os animais.

O brasileiro de maneira geral gosta de cultivar plantas em casa. Porém, muitas vezes a pessoa desconhece as espécies cultivadas. Então, acaba plantando espécies venenosas sem ter conhecimento disso. Assim, isso pode levar ao acontecimento de acidentes domésticos.

Muitos filhotes adoram comer plantas por curiosidade, diversão ou até mesmo por reação ao tédio ou mudanças na rotina. Porém, os animais adultos também podem se atraídos pelas plantas, principalmente porque algumas podem ser cheirosas e saborosas.

Sendo assim, caso seu animal de estimação apresente qualquer reação comportamental, é necessário que ele seja levado ao veterinário. Além disso, pode ser de grande ajuda levar junto a planta que você achar que o animal tenha ingerido. Dessa forma o veterinário poderá conduzir o tratamento adequado.

Então, para que você não tenha problemas com envenenamento do seu animal, seguem algumas plantas venenosas para cães comuns com as quais é preciso ter cuidado.

Principais plantas venenosas para cães

Azaleia (Rhododendron simsii)

plantas venenosas para cães

Foto: Freepik

Devido à sua cor atrativa e sua beleza, a azaleia é muito comum nos jardins residenciais. Porém, ela é uma planta venenosa para cães e gatos. Assim, pode provocar uma grave intoxicação. A intensidade da intoxicação pode variar de acordo com o tamanho do animal e da quantidade ingerida. Então os sintomas mais comuns são: salivação intensa, vômito, diarreia, tremores e convulsões.

Palmeira-sagu (Cycas revoluta)

plantas venenosas para cães

Foto: Freepik

Essa palmeira exótica é uma planta ornamental é muito comum. Isso porque ela pode ser cultivada em jardins e vasos. Porém, ela é muito tóxica. Além disso, as suas sementes podem ser ainda mais venenosas do que as folhas. Assim os principais sinais do envenenamento por essa planta são: vômito, diarreia, falta de coordenação motora, convulsões e até  o coma.

Comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia ssp.)

plantas venennosas para cães

Foto: Freepik

Essa planta de caule grossos e folhas com manchas brancas é muito famosa. Apesar de ser extremamente tóxica ela é muito comum nos jardins domésticos. Então os principais sinais deste tipo de envenenamento são: salivação excessiva, inflamação e inchaço na língua, vômito, diarreia, asfixia.

Copo-de-Leite (Zantedeschia aethiopica)

plantas venenosas para cães

Foto: Freepik

Essa bela planta pode provocar os mesmos efeitos que a comigo-ninguém-pode. Além disso o envenenamento pode ocorrer pela ingestão de qualquer parte do vegetal. Assim os principais sintomas desse tipo de envenenamento são: irritação das mucosas, inchaço na língua, asfixia e dor severa.

Bico-de-papagaio (Euphorbia pulcherrima)

bico de papagaio

Foto: Freepik

Essa planta também é muito comum em casas e apartamentos. Além disso, elas se tornam ainda mais comuns no Natal. Porém é preciso ter muito cuidado com essa planta, pois a ingestão de qualquer parte dela pode ser maléfica aos animais. Assim os principais sinais do envenenamento por essa planta são: salivação excessiva, náuseas, vômito e diarreia.

Manacá (Brunfelsia uniflora)

Brunfelsia uniflora

Foto: Freepik

Primeiramente o manacá, com suas flores que variam entre o roxo e o branco é uma planta belíssima. Entretanto, ela é uma planta extremamente venenosa para cães e gatos. Então os sinais do envenenamento por essas plantas podem incluir salivação excessiva, engasgos, vômito, rigidez e tremores musculares, além de convulsões.

Espada-de-são-jorge (Sansevieria trifasciata)

plantas venenosas para cães

foto: Freepik

Essa planta é muito tradicional. Sendo assim, está presente em muitas casas no Brasil. Entretanto, a espada-de-são-jorge é uma planta venenosa para cães e gatos. Então os sinais de envenenamento por essa planta incluem salivação excessiva, irritação das mucosas, dificuldade de movimentação e respiração.

Violeta (Viola odorata)

Viola odorata

Foto: Freepik

Essa florzinha delicada e bela é muito comum. Então, muitas casas brasileiras possui pelo menos um vasinho dessa flor. Mas tanto o caule quanto as sementes de violeta são venenosos para os animais. Assim, quando intoxicados por essa planta, o animal pode apresentar respiração ofegante, vômitos e diarreia.

Outras plantas venenosas para cães

Avenca (Adiantum capillus-veneris)

Adiantum capillus-veneris

Foto: Freepik

Apesar de não ser uma planta brasileira, ela está presente em muitos jardins. Isso porque ela tem características medicinais. Além disso acredita-se que a planta espanta mal olhado. Mas a planta é venenosa para cães e a ingestão dos brotos da Avenca podem colaborar para o desenvolvimento de tumores em animais.

Coroa-de-Cristo (Euphorbia milii)

plantas venenosas para cães

Foto: Freepik

Esse famoso arbusto cheio de espinhos é facilmente encontrado em jardins e calçadas.  Entretanto ele apresenta substância tóxica e látex irritante. Então quando o animal entra em contato com a substância, ele pode apresentar reações inflamatórias. Assim, cão ou gato pode ter sinais como inchaço, vermelhidão e dor.

Espirradeira (Nerium oleander)

Nerium oleander

Foto: Freepik

Essa planta é muito usada de forma ornamental em jardins. Entretanto todas as partes da espirradeira apresentam substâncias tóxicas para os animais. Então, ao ingerir essa planta o animal por apresentar arritmias, vômitos, diarreia, ataxia, dispneia, paralisia, coma e morte. Assim, devido à sua grande toxicidade, após a sua ingestão o animal deve ser observado por 24h.

Fumo-bravo (Solanum mauritianum)

Solanum mauritianum

foto: Freepik

Essa planta é venenosa para cães e gatos devido à presença de uma substância chamada Solasodina. Apesar de estar presente na planta toda, o composto tem maior concentração nos frutos.  Então, quando o animal ingere essa planta, ele pode apresentar sintomas como diarreia, inflamação do duodeno elevação das enzimas hepáticas, gastrite, náuseas, sintomas neurológicos e vômitos.

Lírio (Lilium sp )

Plantas venenosas para cães

Foto: Freepik

Essa planta ornamental é muito famosa. Por isso está presente em muitas casas brasileiras. Entretanto é preciso ter muito cuidado com ela porque todas as partes dessa planta são venenosas para cães. Então, a ingestão dessa planta por animais domésticos podem provocar irritação oral e de mucosas, irritação ocular, dificuldade de engolir e até mesmo problemas respiratórios. Além disso podem ocorrer alterações nas funções renal e neurológica.

Tomate verde (Solanum lycopersicum)

Tomate verde

Foto: Freepik

O composto tóxico aos animais domésticos é a tomatina. Contudo ela é encontrada apenas nos frutos verdes. Assim, no fruto maduro a tomatina se torna inerte. Então, se o animal comer o tomate ainda verde, pode apresentar arritmias cardíacas, dificuldade de respirar, salivação abundante, diarreia e vômitos.

Samambaia

Plantas venenosas para cães

Foto: Freepik

Essas plantas são muito comuns principalmente no Sul e Sudeste do Brasil. Entretanto essas plantas são venenosas para cães e gatos até mesmo depois de seca. Então, caso o animal venha a ingerir essas folhas, ele pode apresentar diversos sintomas. Por exemplo febre, hemorragia na pele (suor com sangue), diarreia com sangue, diminuição do número de plaquetas. Sendo assim, o animal pode ter hemorragia, perdendo muito sangue. Isso pode leva-lo ao óbito.

Antúrio

Antúrio

Foto: Freepik

Primeiramente qualquer parte dessa planta é venenosa para cães e gatos. Dessa forma, os principais sintomas que podem ocorrer após a ingestão dessa planta são inchaço na garganta, lábios e boca, salivação, edema de glote, paralisia da língua, asfixia, diarreia e vômito.

Hibisco

hibisco

Foto: Freepik

Essa flor é muito utilizada na forma de chás devido às suas propriedades que podem colaborar com o emagrecimento. Contudo suas folhas e flores podem ser venenosas para os animais domésticos. Então, o envenenamento pelo hibisco pode provocar sintomas gastrointestinais como diarreia, vômito, perda de apetite e náusea. Contudo, em casos mais graves o animal corre sério risco de morte.

Como evitar intoxicações por plantas venenosas para cães e gatos

Primeiramente, a melhor forma de se evitar esse tipo de envenenamento é não tendo essas plantas em casa. Entretanto, isso nem sempre é possível.

Então, nesse caso é preciso ter a certeza de que o animal não tenha acesso à planta quando não estiver sendo supervisionado por alguém.

Afinal, além de causarem intoxicação, existem também muitas plantas que podem provocar alergia nos animais. Então, caso você tenha dúvidas com relação à qualquer planta presente em sua casa, é aconselhável procurar um biólogo ou veterinário. Dessa forma, você pode ter informações à respeito da segurança da planta para os pets.