Como saber se o cachorro está com dor se ele não fala? Bom, essa é uma das situações mais desconfortantes para todos os tutores. Afinal, é preciso “adivinhar” quando o cachorro não está muito bem.

Algumas situações são realmente complicadas para o tutor perceber. Mas outras, ficam muito visíveis. Só que quando o cachorro está dando sinais claríssimos de que está com dor, é sinal de que o problema pode estar agravado.

Por isso, o tutor precisa entender alguns aspectos de rotina canina e também alguns sinais padrões que os cães dão quando estão com dor. Neste artigo, o Portal do Dog vai te ajudar a entender mais sobre o tema.

Continue lendo e veja como saber se o cachorro está com dor.

cachorro com dor

Cão doente – Foto: Freepik

Como saber se o cachorro está com dor

Nem sempre é fácil de saber se o cachorro está com dor. No entanto, é possível desconfiar de algumas situações e condições do doguinho. Como por exemplo: apatia e sintomas como vômitos ou diarréia.

Mas nesse caso, claro, o tutor já vai estar com os alteras ligados e já vai entrar em contato com o veterinário o quanto antes. Mas para os sinais menos claros, nem sempre vai ser possível identificar alguma dor com antecedência.

Por isso, o mais importante é buscar uma rotina saudável para o cão. Quanto mais você evitar problemas de saúde no doguinho, melhor. Além disso, levar o dog ao veterinário com regularidade é também importante.

Veja como saber se o cachorro está com dor:

  • O cão quer ficar isolado e quieto.
  • Cão não vai até você quando você chama.
  • O cão fica deitado mais do que de pé.
  • Falta de apetite nas refeições.
  • Vocalização excessiva (ou reduzida).
  • Observe se o dog está mancando ou com dificuldade para caminhar.
  • Conheça o seu cachorro e entenda a rotina dele.

A seguir, entenda mais detalhes sobre cada uma dessas condições e identifique-as no seu melhor amigo.

O cão quer ficar isolado e quieto

Um dos fatores mais comuns que pode indicar que o cão está com dor, é o fator isolamento. Isto é, quando o cachorro quer ficar isolado por muito tempo, ele pode estar com algum desconforto ou dor.

Mas não precisa ser só isolamento. Isto é, se você notar o seu cachorro quieto demais quando ele não é assim, desconfie. Afinal, isso pode indicar que ele está com algum desconforto.

Em determinadas épocas do ano, como no verão, o cão vai ficar mais esticadão e deitadão. Afinal, ele tem calor e deitar é uma boa ideia. Mas é preciso manter o alerta ligado para desconfiar dos excessos.

Preste atenção para ver quanto tempo o dog fica deitado e isolado. Se isso furar a rotina comum dele, investigue mais de perto. Pode ser que ele está com algum desconforto.

O cão não vai até você quando você chama

Os cães geralmente são muito atentos e ligados a tudo que o tutor está fazendo. Não é raro que eles venham ao seu encontro no mais simples gesto de chamada.

Portanto, esse é mais um grande sinal de que o seu cachorro está com dor ou com algum desconforto: se ele não vier até você quando você chama, desconfie.

Mas mesmo que ele vá até você, observe como ele vai. A forma como ele responde ao chamado é também um sinal!

Se for em um pulo, de forma enérgica e motivada, está tudo certo. Mas se ele hesitar ou demorar, pode ser que ele está com algum desconforto.

dog deitado

Cachorro isolado e com dor – Foto: Freepik

O cão fica deitado mais do que de pé

Esse é um sinal grave.

Para entender como saber se o cachorro está com dor, basta observar o seu comportamento com relação a ficar de pé e deitado. Se ele fica mais deitado do que de pé, há muita chance de ele estar doente.

Nesse caso, podemos assemelhar o comportamento dele ao comportamento humano. Afinal, quando estamos doentes ou com dor, vamos preferir ficar deitados do que de pé em movimento, certo?

Pois bem, com os cães, o mesmo acontece. Mas eles são ainda mais resistentes e, mesmo com algum desconforto, podem agir como se nada estivesse acontecendo.

É por isso que, se você notar o seu cão apático e deitado demais, pode ser um sinal de algo já mais grave.

Como saber se o cachorro está com dor – Falta de apetite nas refeições

Os cães são comilões por natureza. Faz parte do seu instinto de sobrevivência e, por isso, nunca vão dizer “não” para um pote de ração ou um biscoito canino suculento.

Assim sendo, este é um dos sinais mais importantes que você precisa observar para saber se o dog está com dor. Afinal, se ele hesitar de comer ou se ele hesitar um biscoito canino na hora de comer, desconfie.

Pode ser que o cão está com um alguma dor ou desconforto por recusar a comida. Ele não sente que tem energia para comer naquele momento e muito menos energia pra isso.

Para um cachorro recusar a comida que ele mais gosta no mundo, algo está errado.

Vocalização excessiva (ou reduzida)

Outro sinal muito claro de que o seu cachorro pode estar com algum tipo de dor ou desconforto, é a vocalização alterada. Isto é, quando o cão está com excesso ou falta de vocalização.

Muitos tutores consideram um problema apenas quando o cachorro está vocalizando demais. Isto é, quando ele está choramingando pelos cantos. E realmente: ele pode estar com dor!

No entanto, um cão que naturalmente late bastante e vocaliza bastante, ao parar de fazer isso, é também um sinal de que algo está errado. Por isso, você precisa prestar atenção e agir imediatamente!

Lembre-se que todos os excessos no comportamento canino podem indicar algum desconforto, desequilíbrio ou dor.

Como saber se o cachorro está com dor

Cachorro triste com dor – Foto: Freepik

Observe se o dog está mancando ou com dificuldade para caminhar

Outro sinal claro de que o cão pode estar com algum tipo de dor ou desconforto, é a observação do caminhar. Isto é, se o cão estiver mancando ou com algum tipo de alteração no caminhar/correr, ele pode estar com dor.

Muitas vezes essa dor ou desconforto vai ser tão pequena a ponto de não impedir o dog de continuar correndo e brincando. Mas é preciso investigar de perto, pois pode virar algo pior.

As vezes ele machucou a unha ou tem um espinho na almofadinha da pata. São situações que podem acontecer e podem deixar o dog mancando ou com dificuldade para andar.

Gera dor e desconforto e você precisa agir.

Conheça o seu cachorro e entenda a rotina dele

Uma das maneiras mais eficientes de descobrir se o seu cachorro está com dor ou com desconforto é entender a rotina dele. Isto é, você precisa conhecer o seu cachorro muito bem para entender os sinais.

Não há pessoa melhor para desconfiar de que algo está errado no dog, do que o próprio tutor. Afinal, o mais simples sinal de alteração na rotina vai chamar a atenção e você pode agir para tratar.

É por isso que uma rotina adequada é tão importante para o cão e para o tutor. Afinal, é assim que o tutor poderá identificar qualquer alteração brusca ou não no dia a dia do dog.

Inclusive, temos um artigo sobre rotina. Veja como montar uma rotina saudável para o cachorro!

Como prevenir problemas que podem deixar o cachorro com dor

Certamente você já ouviu falar que a prevenção é o melhor remédio, certo? Pois bem, com os cães é assim também! Afinal, quanto mais você conseguir prevenir problemas, mais amenos eles serão quando aparecerem.

Por exemplo: se você exercitar e alimentar bem o seu dog, há menos chances de ele contrair algum problema de saúde, como diabetes. Mas se ele contrair, pode ser mais tranquilo de tratar pois houve prevenção a vida inteira.

Por isso, aqui vão três dicas para te ajudar a evitar problemas de saúde no seu cão em todas as fases da vida dele:

  • Vacinas.
  • Veterinário com regularidade.
  • Ambiente limpo e seguro.
Como saber se o cachorro está com dor

Cachorro deitado – Foto: Freepik

Como saber se o cachorro está com dor – Vacinas

As vacinas são importantíssimas para uma série de situações e motivos. Como por exemplo, a prevenção de doenças que já estão controladas e erradicadas do mundo canino.

No entanto, as vacinas também ajudam a prevenir problemas graves como a raiva canina e também protegem outros cães do ambiente social que o seu cão vive.

As vacinas ajudam a criar uma bolha de saúde para todos os cães!

Veterinário com regularidade

As idas ao veterinário com regularidade são importantíssimas para garantir que o seu cão esteja sempre bem. Afinal, o veterinário poderá observar situações e controlar elas com antecedência.

Além disso, levar o seu dog ao veterinário com frequência faz você aprender boas maneiras com o seu dog. O veterinário vai instruir situações de acordo com a rotina e vida do seu dog!

Ambiente limpo e seguro

E por fim, manter o ambiente limpo e seguro é fundamental para o seu dog não pegar doenças, como a doença do carrapato.

Cuide do seu dog!