A dermatite por lambedura é um problema muito grave que pode facilmente acometer o seu dog. Facilmente, porque, afinal, basta ele se lamber bastante para eventualmente abrir uma ferida na pele.

Assim sendo, a dermatite por lambedura pode se espalhar pelo corpo do doguinho ou pode se concentrar em uma única parte que ele se lambe excessivamente.

Neste artigo, o Portal do Dog vai te ajudar a entender mais sobre a dermatite por lambedura e como você pode (e deve) agir para que o seu dog não passe por isso.

Continue lendo.

Dermatite por lambedura – O que é isso?

dermatite por lambedura

Cão se coçando – Foto: Freepik

A dermatite por lambedura é, sem sombra de dúvidas, um problema grave. Só que ao contrário do que muita gente imagina, a dermatite por lambedura não é causada somente pelas lambidas. Mas sim, por uma alergia.

Desta forma, ao se lamber em excesso, o cachorro pode desenvolver uma ferida que vai deixá-lo desconfortável, com dor e exposto. Essa ferida acontece justamente porque a pele “gasta” com as lambidas no ato de se coçar.

A dermatite por lambedura pode acontecer em vários lugares do corpo, sendo que as patinhas é um lugar muito comum. Para evitar esse problema, é fundamental tomar alguns cuidados específicos.

Como por exemplo, você precisa tratar a dermatite assim que percebê-la. Ou ainda criar um ambiente saudável para que o dog sequer tenha alergia que vai levar a dermatite.

A prevenção está muito ligada a rotina do doguinho. Por isso, veja alguns motivos que podem fazer a dermatite por lambedura aparecer no seu cachorro.

Por que acontece a dermatite por lambedura?

A dermatite por lambedura, conforme você já entendeu, acontece porque o cão tem uma alergia, se coça em excesso e acaba ficando com a pele machucada.

No entanto, essa alergia, obviamente, surge por um motivo. Isto é, a alergia no seu cachorro somente apareceu nele por algum descontrole ou desequilíbrio na rotina e no ambiente.

Assim sendo, é importante tomar cuidado para que esse desequilíbrio não aconteça de forma a prejudicar o seu dog.

Veja alguns motivos que podem causar dermatite por lambedura no seu cachorro:

  • Tédio e falta de estímulos positivos.
  • Excesso de ausência dos tutores.
  • Pouca ou nenhuma atividade física na rotina do dog.
  • Estresse causado por situações de descontrole.
  • Ambiente sujo ou com proliferação de bactérias/fungos.
  • Ambiente muito pequeno e sem enriquecimento ambiental.

A seguir, entenda esses itens na prática!

dermatite por lambedura

Cão se coçando – Foto: Freepik

Tédio e falta de estímulos positivos

O tédio e a falta de estímulos positivos são fatores muito complicados para o cachorro. Afinal, um cachorro precisa de estímulos positivos durante o dia e precisa, também, de atividades para não ficar entediado.

Um cachorro entediado pode facilmente ter um montão de problemas relacionados a saúde física e mental. Afinal, ele precisa brincar, se divertir e se distrair. Faz parte do instinto gastar energia nesse sentido.

Um cachorro que está sentindo tédio pode desenvolver comportamentos inadequados. Como por exemplo, roer móveis e pode até ficar agressivo.

Dermatite por lambedura – Excesso de ausência dos tutores

A ausência dos tutores é um dos principais problemas que o seu melhor amigo pode encontrar na rotina. Afinal, os cães são apaixonados pelos tutores e precisam deles por perto o tempo inteiro.

É claro que o excesso de presença é também ruim. Afinal, os cães que se acostumam com o tutor perto o tempo todo podem sofrer de ansiedade por separação.

Deixar o cachorro muito tempo sozinho pode deixá-lo agitado, com acúmulo de energia e sem a sensação de que o tutor realmente existe. Essa conexão precisa existir e o dog precisa perceber que tem um “líder”.

Pouca ou nenhuma atividade física na rotina do dog

Os dogs com dermatite por lambedura podem facilmente desenvolver esse problema por alguns fatores ligados a rotina. Como por exemplo, pouca ou nenhuma atividade física.

Um cão que não pratica atividade física, antes de mais nada, é um cão que pode adoecer com mais facilidade. Afinal, ele pode contrair doenças relacionadas ao sedentarismo.

Mas além disso, o cão que não pratica atividades físicas pode ficar no tédio e assim desenvolver ansiedade. Essa ansiedade pode levá-lo a manias, como a de se lamber o tempo todo.

A ansiedade, nesse sentido, é muito semelhante ao que acontece com um ser humano que rói unha. Se lamber por ansiedade é algo parecido!

veterinário com o cachorro

Veterinário com o cachorro – Foto: Freepik

Estresse causado por situações de descontrole

Você sabia que um dos principais motivos para o cachorro se lamber e contrair dermatite por lambedura está associado ao fator estresse? Sim, os cães que ficam estressados podem desenvolver problemas e manias como a de se lamber em excesso!

Isto é, se você tem um cão que vive em um ambiente descontrolado, cheio de estímulos ruins, pessoas passando o tempo todo e até outros animais, cuidado. Afinal, esse ambiente tem tudo para deixar o seu cão estressado.

Mesmo que ele seja socializado e saiba conviver com outras pessoas e animais, ainda assim, a rotina dele precisa ser controlada. Ele não pode ter uma rotina aleatória.

Inclusive, leia o nosso artigo sobre o assunto para entender mais: Como criar uma boa rotina para o cachorro e qual a importância dela.

Ambiente sujo ou com proliferação de bactérias/fungos

Um ambiente sujo é, sem sombra de dúvidas, um ambiente ruim para o cão. Afinal, um ambiente sujo pode oferecer riscos e vários perigos para a vida do dog.

No entanto, saiba que até mesmo pouca sujeira no gramado ou no quintal já são mais do que suficientes para uma proliferação de bactérias e fungos.

A dermatite por lambedura pode vir a tona quando o dog contrai alguma alergia proveniente desse ambiente sujo. Afinal, é um ambiente ótimo para o desenvolvimento de pragas, fungos e bactérias.

Ambiente muito pequeno e sem enriquecimento ambiental

Um ambiente sem enriquecimento ambiental é prejudicial ao seu dog. E não apenas porque ele não vai ter o que fazer. Mas também, porque ele pode ser estimulado a fazer coisas ruins.

Como por exemplo, aprontar, rasgar almofadas e ficar ansioso por qualquer situação.

Além disso, os ambientes pequenos também podem gerar esse desconforto ao dog. Um ambiente sem muitos espaços, principalmente para cães muito enérgicos, pode ser bem prejudicial.

Portanto, se você tem um apartamento pequeno, saiba que é preciso criar um jeito de deixar o seu dog confortável e feliz no ambiente.

cão se coçando

Cão se coçando – Foto: Freepik

Diagnóstico da dermatite por lambedura

Até aqui você já entendeu o que é a dermatite por lambedura e como isso pode impactar negativamente a vida do seu dog. As feridas podem ser grandes e desconfortáveis.

Por isso, um diagnóstico é fundamental, de maneira que você possa tratar a dermatite com anti-inflamatórios e demais remédios que o veterinário vai recomendar.

Mas o diagnóstico não é tão simples e não pode ser feito em casa. É preciso, antes de mais nada, eliminar todas as outras possibilidades. Afinal, coceira em excesso não é apenas dermatite. Pode ser sarna, pulgas e várias outras coisas.

Assim sendo, leve o seu dog sempre ao veterinário e nunca faça autodiagnósticos. Eles podem ser muito prejudiciais para um tratamento adequado do seu dog.

O que fazer para o cão não se lamber tanto

Existem muitas coisas que você pode fazer para o cão não se lamber tanto. Afinal, a partir de agora, você sabe que é a sua função criar um ambiente agradável e confortável para o doguinho!

Assim sendo, veja algumas dicas para que o seu cão não comece a se lamber pelos fatores que mencionamos anteriormente, durante o artigo:

  • Brincadeiras e gasto de energia.
  • Limpeza do ambiente para evitar fungos e bactérias.
  • Interação com o cachorro.

Dermatite por lambedura – Brincadeiras e gasto de energia

As brincadeiras e o gasto de energia são fundamentais para garantir a melhor estadia possível ao seu dog. Isto é, a rotina do dog ficará muito mais confortável e saudável quando você oferece uma rotina de brincadeiras e gasto de energia.

Veja algumas dicas de brincadeiras com o cachorro e tenha boas ideias para gastar a energia dele no dia a dia.

Limpeza do ambiente para evitar fungos e bactérias

O ambiente precisa estar limpo. Isto é, o ambiente que o cão vive não pode ter entulhos, sujeira, grama alta ou coisas do tipo. É fundamental que você faça uma limpeza no ambiente e entregue-o para o dog de maneira higiênica.

O mesmo vale para a caminha dele e outros lugares que ele fica. Quanto mais limpo, melhor. Afinal, a limpeza evita a proliferação de fungos e bactérias que podem trazer alergias e, posteriormente, dermatite por lambedura.

Dermatite por lambedura- Interação com o cachorro

E por fim, você precisa interagir com o seu cachorro de maneira constante. Ele te ama e espera de você uma presença maior na rotina dele.

Portanto, crie uma rotina saudável de brincadeiras, passeios e interação em geral. Essa conexão precisa existir para evitar que o cão fique ansioso, teimoso e estressado.

Tudo na medida certa vai garantir uma vida saudável para o seu melhor amigo.

Cuide do seu dog, observe os sinais da dermatite e busque um diagnóstico preciso!