Dicas para cuidar do cachorro no carnaval

É importante não esquecer das necessidades dos cães, mesmo em épocas de feriado e festas como o Carnaval!

por Maluh Bastos — publicado 1 mar 2019 - 10:07

O Carnaval já chegou e muita gente já está de malas prontas para meter o pé na estrada. Ou então, para os mais caseiros, o plano é ficar em casa e curtir o feriadão sossegado. Tem ainda os que vão sair para os bloquinhos e aproveitar o carnaval na sua essência. O fato é: cada um do jeito – porém, ninguém pode esquecer que, carnaval ou não, os nossos dogs continuam tendo suas necessidades. Por isso, separamos algumas dicas para cuidar do cachorro no carnaval, seja em viagem, em casa, ou nos intervalos dos blocos.

Daschund marrom envolto por colares de havaiano e cercado de confetes e serpentinas

Não esqueça do seu dog no carnaval!

O primeiro passo, independente de qual for seus planos, é lembrar justamente que o feriadão, por mais legal que seja, é uma data relaxante para os humanos. Para os cachorros, pode se tornar uma época até mesmo estressante. O barulho somado ao calor e à mudança de rotina são coisas que podem deixar seu dog bastante confuso.

Por isso, a primeira dica para cuidar do cachorro no carnaval não tem como ser outra:

01 ) Tente não mudar sua rotina – não confunda seu cachorro no carnaval

Essa regra não é aplicável para quem irá viajar, é claro. Porém, se você ainda está em dúvida ou simplesmente gosta bastante de sair, tente adaptar seus planos e suas programações para se ausentar do seu cachorro no carnaval o mínimo de tempo que puder.

Duas garotas assistindo tv com seu cachorro ao meio

Adapte sua rotina ao máximo para o que seu cão já está acostumado

Pense nos horários que irá sair. Se eles puderem se assemelhar aos horários que você já costuma sair no dia a dia, melhor ainda. Desta forma, seu dog não irá estranhar sua ausência em horários incomuns. O mesmo se aplica às noites fora de casa – se for deixar o cachorro no carnaval sem supervisão, melhor tentar evita-las.

02 ) Evite barulhos

Carnaval é época de muita música e festa. Porém, as músicas altas não são tão animadoras assim para os cães. A audição dos animais é mais aguçada que a nossa, portanto, um som que já é alto para a gente, para eles, é ensurdecedor.

O som ‘inofensivo’ de uma caixinha de som já pode incomodar um dog… um barulho de trio elétrico, então, para um cachorro no carnaval, pode perturbá-lo bastante. A cantoria de várias pessoas, para ele, pode ser confundida facilmente como uma confusão, por exemplo – já que ele não consegue distinguir de longe a energia que está sendo emanada por lá.

Trio elétrico de som

Barulhos de trio elétrico podem ser ensurdecedores para um cão

Por isso, se você mora próximo à áreas de festas e blocos de carnaval, tente levar o cachorro para um cômodo da casa mais distante da entrada de som, com isolamento acústico, porém, com ventilação suficiente.

No entanto, nem sempre isso será possível. Desta forma, a dica é tentar leva-lo para um passeio nos momentos que você sabe que um bloco passará perto de sua casa. Se não houver como, tente acalmá-lo com técnicas semelhantes às utilizadas para fogos de artifício.

03 ) Mantenha a hidratação constante

Já falamos aqui no Portal, mas é válido lembrar. Estamos encarando uma das épocas mais quentes do ano, por isso, é importantíssimo hidratar bem nossos cães. Como eles não conseguem se comunicar conosco, podemos, facilmente, esquecer de renovar a água dos bichinhos.

Beagle bebendo água no pote de alumínio

Lembre sempre de trocar a água e deixá-la fresca e limpa!

Por isso, renove de 4 em 4 horas a água do seu pet (ou em menos tempo), mantendo-a sempre fresca e limpa. Se possível, coloque alguns cubinhos de gelo para deixa-la ainda mais geladinha e refrescante.
Lembre-se também das guloseimas pet que agora já existem com formato de picolé. Procure nos pet shops da sua cidade.

04 ) Cuidado com as fantasias e acessórios nos cães

Nesta época, é comum que muitos queiram que os dogs também participem da festa. Por isso, algumas pessoas compram fantasias e acessórios para os cachorros. No entanto, é preciso ter cuidado, pois, alguns materiais podem ser danosos à pele, aos pelos e até aos sentidos do dog!

Também evite colocar acessórios nos olhos, nariz, boca e ouvidos dos cachorros. Nós, humanos, conseguimos suportar o incômodo pela diversão. Porém, para o dog, não passa de algo bastante desconfortável.

Dois labradores com colares havaianos e chapéus de cone

Pode ficar lindinho neles, mas veja se eles estão confortáveis também!

Evite glitter, itens perfumados, penas, itens com cola, lantejoulas demais e tecidos quentes. Cuidado também com as tintas – mesmo as que se especificam apenas para cães. O excesso delas pode provocar reações indesejadas nos cachorros.

Utilize algo bem confortável e lindo. Seu dog irá arrasar e agradecer!

Cachorro SRD com máscara de papel e lençol azul de super-herói

Tecidos leves e confortáveis fazem seu cachorro feliz e lindo no carnaval

05 ) Se for hospedá-lo, não esqueça das recomendações!

Essa é importante: muitas pessoas vão hospedar os cãezinhos no feriado de Carnaval porque vão viajar e não têm como levar os dogs na viagem.

Bom, na hora de hospedar, é bom ficar atento a algumas recomendações:

– Antes de escolher o hotelzinho, verifique as indicações do estabelecimento. Converse com pessoas que já hospedaram o cachorro naquele local. Faça uma visita antes, verifique as condições dos ambientes, converse com os funcionários, veja se tem amparo para casos de urgência veterinária. Tudo isso importa.

– Certifique-se de que você está deixando tudo de importante do seu cãozinho – e, claro, identifique tudo! Coloque o nome dele/a em todos os potinhos, saquinhos de ração, lençóis, toalhinhas e caminhas.

– Deixe mais de um número de contato. Em caso de emergência, é sempre bom contar com mais de um número.

– Entre em contato enquanto estiver fora. Desta maneira, o estabelecimento verá que você está acompanhando os serviços. Não hesite em pedir fotos, vídeos e, se possível pedir que um amigo ou parente que tenha ficado na cidade visite o cão enquanto estiver hospedado (se a visita puder ser surpresa, melhor ainda).

– E, da mesma forma que você exigiu, não esqueça de compartilhar sua experiência se ela for positiva. Divulgue e passe para os seus amigos. Afinal, alguém pode precisar em breve.

Anotou tudo?

Agora, pode curtir o carnaval!

Cadela poodle com vestido rosa

Anotando as dicas, todo mundo se diverte!

Técnico apóia campanha “vai ter cachorro na praia em Santos”

por Cristina Possamai — publicado 21 maio 2019 - 9:45

vai ter cachorro na praia em Santos

O treinador do Santos, o argentino Jorge Sampaoli surpreendeu ao colocar uma camisa diferente a frente do seu microfone em entrevista coletiva. O técnico aproveitou a presença de rádios, jornais, canais de televisão e portais de notícias para apoiar uma causa nobre. A camisa fazia referência ao movimento Vai ter cachorro na praia em Santos.

O apoio a causa dos cães na Baixada Santista ocorreu depois de uma vitória pelo Campeonato Brasileiro. A ação foi apresentada por dois integrantes do movimento ao treinador na praia de Santos.

 » Read more about: Técnico apóia campanha “vai ter cachorro na praia em Santos”  »

9 em cada 10 profissionais deseja cachorro no local de trabalho

por Cristina Possamai — publicado 20 maio 2019 - 9:45

cachorro no local de trabalho

O que falta para lhe deixar ainda mais motivado no espaço dedicado ao seu serviço? Ficar pertinho de um animal de estimação é o desejo de muita gente nos dias de hoje. De acordo com uma pesquisa realizada pela DogHero, 90% dos profissionais adoraria ter um cachorro no local de trabalho.

O estudo apontou que um espaço amigável aos bichinhos ou que permita a presença do  pet seria o melhor dos mundos.

 » Read more about: 9 em cada 10 profissionais deseja cachorro no local de trabalho  »

8 raças ideais de cães companheiros de corridas

por Cristina Possamai — publicado 19 maio 2019 - 9:45

cães companheiros de corridas

Manter a forma é indispensável para uma vida saudável e plena. Mas, você já parou para pensar que pode ter um ótimo parceiro para fazer exercício físico? Isso porque há cães companheiros de corridas. Afinal, o seu amigo de quatro patas jamais vai negar uma voltinha ao ar livre e tampouco se queixar do horário.

Todavia, é preciso reconhecer que há raças com características mais apropriadas para embarcar nessa rotina.

 » Read more about: 8 raças ideais de cães companheiros de corridas  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Técnico apóia campanha “vai ter cachorro na praia em Santos”

por Cristina Possamai — publicado 21 maio 2019 - 9:45

vai ter cachorro na praia em Santos

O treinador do Santos, o argentino Jorge Sampaoli surpreendeu ao colocar uma camisa diferente a frente do seu microfone em entrevista coletiva. O técnico aproveitou a presença de rádios, jornais, canais de televisão e portais de notícias para apoiar uma causa nobre. A camisa fazia referência ao movimento Vai ter cachorro na praia em Santos.

O apoio a causa dos cães na Baixada Santista ocorreu depois de uma vitória pelo Campeonato Brasileiro. A ação foi apresentada por dois integrantes do movimento ao treinador na praia de Santos. E o argentino afirmou que ajudaria a anunciar a campanha para todo o Brasil.

Na entrevista, Sampaoli declarou que este foi um pedido da torcida que fala sobre os cachorros  a fim de permitir que eles possam pisar na areia de Santos. Além disso, o comandante do Peixe revelou que possui quatro companheiros de quatro patas e adoraria ter essa oportunidade.

Para fechar o seu discurso a favor do movimento Vai ter cachorro na praia em Santos, Sampaoli reforçou que os pets também devem ser liberados para desfrutar da praia.

Vale salientar que o treinador argentino tem feito sucesso dentro e fora de campo desde a sua chegada ao Santos no começo do ano. Isso porque Sampaoli tem se mostrado cada vez mais adaptado ao dia a dia da cidade.

Além do suporte a campanha pela liberação de cachorro na praia em Santos, o treinador também costuma liberar a entrada de crianças nos treinos do Peixe, se locomover preferencialmente de bicicleta e jogar muito futevôlei na praia. O próprio contato de Sampaoli com a campanha ocorreu em função de suas visitas constantes à beira-mar.

As companheiras de quatro patas de Sampaoli

O treinador possui quatro border collies, animais de porte médio. Todas são fêmeas, sendo que a mais jovem tem cinco anos e a mais velha possui sete anos.  

vai ter cachorro na praia em Santos

A raça conta com pelos brancos e manchas de tonalidades variadas. Lola tem pelagem cinza, Satia de pelagem preta, Nala com pelagem marrom e Bucha se destaca pela cor caramelo.

Jorge Sampaoli no Santos

Com um estilo de jogo bastante ágil e ofensivo, Jorge Sampaoli tem conquistado cada vez mais admiradores no Brasil. Ele levou a equipe até a semifinal do Campeonato Paulista e segue naCopa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Copa Sul-Americana.

9 em cada 10 profissionais deseja cachorro no local de trabalho

por Cristina Possamai — publicado 20 maio 2019 - 9:45

cachorro no local de trabalho

O que falta para lhe deixar ainda mais motivado no espaço dedicado ao seu serviço? Ficar pertinho de um animal de estimação é o desejo de muita gente nos dias de hoje. De acordo com uma pesquisa realizada pela DogHero, 90% dos profissionais adoraria ter um cachorro no local de trabalho.

O estudo apontou que um espaço amigável aos bichinhos ou que permita a presença do  pet seria o melhor dos mundos. O estudo contou com a participação de mais de 700 trabalhadores.

Essa pesquisa indicou que até mesmo aqueles que não possuem um bichinho em casa aprovam a possibilidade de lidar com um cãozinho durante o expediente. Além disso, quase 70% deste grupo acha que trabalhar em empreendimentos nos quais cachorros são bem-vindos serviriam ainda para incentivar a adoção.

Vantagens de contar com cachorro no local de trabalho

Vale salientar que esse convívio com um cachorro no local de trabalho pode gerar inúmeras vantagens. Um estudo revelou que sete em cada dez pessoas avaliam que os animais no ambiente profissional provocam uma modificação bastante positiva. As informações pertencem ao trabalho elaborado pelo Hospital Veterinário de Banfield, da Mars Petcare, nos Estados Unidos.

cachorro no local de trabalho

cachorro no local de trabalho

Os trabalhadores apontaram que a presença dos bichinhos resulta em ânimo extra. Motivação para concluir as tarefas, diminui a tensão e a sensação de remorso pode deixá-lo em casa. Os números da Dog Hero ressaltaram que 85% se sentiram chateados e 65% aflitos ao não poder ir trabalhar com o amiguinho de quatro patas.

No território nacional, alguns empreendimentos já criaram o Pet Day. Ou seja, uma data para que os colaboradores possam contar com gato, pássaro ou cachorro no local de trabalho. Todavia, conforme o levantamento, cerca de 80% dos participantes confirmaram que não podem estar com seus filhotes durante o horário de serviço.

Para o DogHero. o estudo apenas comprovou o que já se notava no dia a dia do brasileiro. A população, de modo geral, adora seus pets e amaria estar sempre próximos deles em todos os momentos do dia. Até mesmo no momento de afazeres profissionais.

cachorro no local de trabalho

Segundo a DogHEro, é possível útil transformar a atmosfera corporativa em um lugar agradável aos animais de estimação. Isso porque a presença dos animais se torna tão benéfica para as pessoas quanto para os próximos bichinhos. Talvez, a tendência se espalhe pelo Brasil e a sua empresa abrace ideia de cachorro no local de trabalho.