Hiperadrenocorticismo em cães

Hiperadrenocorticismo, como o próprio nome diz, é a hiperfunção da supra-renal

por George Augusto — publicado 21 dez 2014 - 0:35

O Hiperadrenocorticismo, ou também conhecido como Síndrome de Cushing é uma moléstia de origem endócrina. O organismo dos animais, assim como os nossos, têm várias glândulas que secretam hormônios para a corrente sanguínea, desempenhando várias funções importantes para um bom funcionamento do metabolismo. Em muitos casos, no sistema endócrino, ocorre a hipofunção (trabalha lentamente) ou hiperfunção (trabalha em excesso) de uma determinada glândula. Dependendo da glândula afetada, altera um determinado funcionamento, fazendo com que cause anormalidades bem visíveis, como por exemplo:  gigantismo, nanismo, obesidade, emagrecimento descontrolado, queda de pelo, entre várias coisas.

No organismo do animal, como no dos humanos,  existe uma glândula que fica acima dos rins, chamada Supra-renal ou Adrenal. Essa, por sua vez, secreta hormônios, sendo os principais a Adrenalina e o Cortisol. No caso do Hiperadrenocorticismo, como o próprio nome diz, é a hiperfunção da supra-renal , ou seja, a glândula secreta o hormônio Cortisol de forma exacerbada  na corrente sanguínea do animal, fazendo com que cause sérios danos ao mesmo.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

As causas principais que, geralmente,  levam a essa alteração hormonal, podem ser o uso de remédios que sejam corticóides de forma descontrolada e sem o acompanhamento de um profissional ou um tumor na glândula Adrenal.

Os pacientes endócrinopatas, que sejam portadores do Hiperadrenocorticismo, podem apresentar sintomas bem típicos, porém, muitas vezes, semelhantes a outras doenças. Os sinais clínicos observados nessa doença, são:

– O animal apresenta perda de pelo (alopecia) em todo o corpo, com exceção da cabeça e membros;

– Ocorre o aumento de apetite;

– O consumo de ingestão de líquido aumenta;

– Aumento abdominal significante em formato pendular;

– Aumenta o volume urinário;

– Perda muscular;

– Em alguns casos, presença de Diabetes;

– Cansaço a qualquer esforço e etc.

O diagnóstico deve ser feito por um médico veterinário, de preferência um especialista em Endocrinologia. Deve ser feito um exame clínico bem detalhado, acompanhado de uma boa anamnese. O diagnóstico é fechado com exames laboratoriais específicos para diagnósticos hormonais. O uso de aparelho ultrassom ou de aparelho de raio-X pode ser uma boa escolha, pois assim é possível descartar qualquer tumor na glândula Adrenal. É importante que os exames sejam pedidos juntos, para que haja um diagnóstico certo do que causou essa alteração.

O tratamento para a Síndrome de Cushing em cães é escolhido pelo médico veterinário responsável pelo caso. Normalmente é feita uma terapia medicamentosa adequada, porém é avaliado o medicamento a ser eleito e as dosagens a serem empregadas para cada situação, com base na situação de saúde do animal. O tratamento é complexo e requer um tempo bastante longo. Em casos de tumores na glândula Supra-renal, é feita, na maioria das vezes, a remoção cirúrgica. Normalmente, depois do tratamento, o sinais clínicos da Síndrome de Cushing desaparecem. Porém, em alguns casos, a sintomatologia volta a ser observada depois de um certo tempo.

A prevenção para essa patologia é basicamente a ida rotineira a um médico veterinário. Qualquer anormalidade que apareça no seu cão deve ser informada a um profissional para uma avaliação imediata.

 

Por: George Augusto von Schmalz Portella de Macedo

Ocupação: Acadêmico de Medicina Veterinária

Contato: [email protected]

Como Fazer o Cachorro Parar de Morder?

por Camila Da Silva — publicado 18 abr 2019 - 9:45

Como fazer o cachorro parar de morder

Neste artigo, você irá aprender como fazer o cachorro parar de morder. Pois sabemos que por mais que muitas vezes possa ser de brincadeira, as mordidas podem podem sim incomodar. Porém, é importante saber que este processo pode ser um pouco lento, e precisará de paciência e dedicação para que realmente funcione. Acompanhe o texto para entender.

Como fazer o cachorro parar de morderComo fazer o cachorro parar de morder
Como fazer o cachorro parar de morder?

Antes de mais nada, podemos adiantar: o ato do cachorro morder,

 » Read more about: Como Fazer o Cachorro Parar de Morder?  »

Como Acostumar Dois Cachorros a Conviverem Juntos?

por Camila Da Silva — publicado 17 abr 2019 - 9:45

Como Acostumar Dois Cachorros a Conviverem Juntos

Uma dúvida que causa muita insegurança, é como acostumar dois cachorros a conviverem juntos. E é muito comum que as pessoas tenham este receio, visto que cães são muito territoriais e defensores de seus donos. No entanto, saiba que este processo pode não ser tão complicado quanto parece. Seguindo alguns passos, você conseguirá ter sucesso. Acompanhe para entender.

Como Acostumar Dois Cachorros a Conviverem JuntosComo Acostumar Dois Cachorros a Conviverem Juntos
Como acostumar dois cachorros a conviverem juntos?

A primeira coisa para entender como acostumar dois cachorros a conviverem juntos,

 » Read more about: Como Acostumar Dois Cachorros a Conviverem Juntos?  »

Como Fazer o Cachorro Parar de Latir – Dicas e Truques

por Camila Da Silva — publicado 16 abr 2019 - 9:45

Hoje, vamos entender como fazer o cachorro parar de latir e entender um pouco as principais motivações dele.

Hoje vamos entender como fazer o cachorro parar de latir e entender um pouco as principais motivações dele. Pois se tem uma coisa que pode se tornar facilmente irritante, são os latidos do nosso cachorro em excesso. Em praticamente todas as vezes, obviamente, ele não faz por mal ou para irritar. Ele faz, pois algo está estranho ou diferente em sua rotina.  Acompanhe o texto para saber mais.
Como fazer o cachorro parar de latir

Antes de mais nada,

 » Read more about: Como Fazer o Cachorro Parar de Latir – Dicas e Truques  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Como Fazer o Cachorro Parar de Morder?

por Camila Da Silva — publicado 18 abr 2019 - 9:45

Como fazer o cachorro parar de morder

Neste artigo, você irá aprender como fazer o cachorro parar de morder. Pois sabemos que por mais que muitas vezes possa ser de brincadeira, as mordidas podem podem sim incomodar. Porém, é importante saber que este processo pode ser um pouco lento, e precisará de paciência e dedicação para que realmente funcione. Acompanhe o texto para entender.

Como fazer o cachorro parar de morder

Como fazer o cachorro parar de morder?

Antes de mais nada, podemos adiantar: o ato do cachorro morder, é normal. Muitas vezes a mordida é uma diversão garantida para ele. Porém, não para o dono. Inclusive, pode se tornar insuportável com o tempo, pois caso seu cão acostume-se a morder você por qualquer motivo, pode ter certeza: ele vai adorar.

Isso geralmente acontece mais com cães filhotes, pois o que mais eles querem fazer, é brincar com você. E as mordidas são um jeito não muito carinhoso de eles fazerem isso. Há quem diga também, que eles gostam de morder pois os dentes estão em fase de crescimento, o que torna ainda mais prazerosa a brincadeira.

5 atitudes para você tomar que evitarão as mordidas

Agora que você já entendeu um pouco da motivação por parte dos cachorros em morder, podemos testar algumas técnicas e métodos que poderão ajudar a fazê-los parar de morder. Afinal, aprender como fazer o cachorro parar de morder pode ser demorado. Assim sendo, não espere resultados imediatos. Dar tempo ao tempo é fundamental.

  1. Mostre que você sente dores com as mordidas

Isso mesmo. Este é um dos pontos mais importantes para acostumar o seu cão de que determinadas ações machucam você. E acredite, eles não vão gostar de saber que você está se machucando. Cachorros são muito apegados aos seus donos e demonstram interesse pelos seus sentimentos. Logo, mostrar que as mordidas estão doendo ajudará no processo de fazê-lo parar com o tempo.

  1. Pare de brincar quando seu cachorro morder

Quando o seu cachorro estiver em estado de êxtase pura, ou seja, brincando, é o momento que ele mais se sentirá feliz. E isso poderá ser cortado pela raiz quando ele morder você. Experimente parar de brincar assim que ele morder. Com o tempo, ele assimilará que a diversão acaba quando ele pratica determinados atos. E isso poderá ajudar.

Como fazer o cachorro parar de morder

  1. Brigue com ele de maneira firme, mas não xingue

Assim como os cães ficam felizes quando seus donos brincam, eles também assimilam quando eles brigam. Ou seja, um método muito educativo, é falar com a voz firme para o cachorro parar de morder. Nunca xingue, apenas diga para ele parar de maneira dura. Estas ativações farão com que ele evite de morder você em longo prazo.

  1. Elogie e parabenize tudo aquilo que não envolve mordida

Assim como é importante você ser firme com ele quando precisar, também é importante elogiar e falar com uma voz em tom mais ameno quando ele fizer o correto. Da mesma forma que ele assimilará uma briga, ele assimilará algo positivo. E assim, seu comportamento é construído de maneira educada.

  1. Saia do ambiente em que o cão está quando ele morder

Quando você estiver brincando com o seu cão e ele estiver lhe mordendo, experimente deixá-lo sozinho brincando por um tempo. Apenas afaste-se e não demonstre mais vontade de brincar com ele. Se você fizer isso imediatamente após as mordidas, o cachorro entenderá que sempre que ele morder, você sairá. E acredite, tudo que eles mais gostam é da sua presença. E não a tendo, fará com que eles assimilem o que você quer.

Como fazer o cachorro parar de morder

Seu cachorro não é uma marionete

Estas sugestões podem funcionar muito bem no longo prazo. Entretanto, é muito importante que você entenda que seu cachorro não é uma marionete. Entender como fazer o cachorro parar de morder é muito mais complexo do que simplesmente uma receita pronta.

Envolve educação, muito treinamento e disciplina. E, claro, você terá de ter paciência com ele. Ainda mais se ele for filhote. Nunca exija muito em pouco tempo. Afinal, eles continuam sendo cães e tudo que eles mais querem, é aproveitar os momentos perto do dono, brincar até cansar e fazer companhia.

No entanto, o jeito deles representarem isso tudo, muitas vezes pode ser de um jeito que você não gostaria. O que é absolutamente normal. Entretanto, é importante respeitar o tempo do seu cão e educá-lo aos poucos.

Como Acostumar Dois Cachorros a Conviverem Juntos?

por Camila Da Silva — publicado 17 abr 2019 - 9:45

Como Acostumar Dois Cachorros a Conviverem Juntos

Uma dúvida que causa muita insegurança, é como acostumar dois cachorros a conviverem juntos. E é muito comum que as pessoas tenham este receio, visto que cães são muito territoriais e defensores de seus donos. No entanto, saiba que este processo pode não ser tão complicado quanto parece. Seguindo alguns passos, você conseguirá ter sucesso. Acompanhe para entender.

Como Acostumar Dois Cachorros a Conviverem Juntos

Como acostumar dois cachorros a conviverem juntos?

A primeira coisa para entender como acostumar dois cachorros a conviverem juntos, é o motivo dos cães brigarem ou se desentenderem em ambientes já dominados. Isto ocorre pelo fato da conquista de território. Quando um cachorro sente-se dono de um lugar, ele fará de tudo para proteger o mesmo.

Assim sendo, podemos constatar também que os cachorros sentem ciúmes de seus donos. Ou seja, se já tiver um cachorro no ambiente previamente dominado e ainda este cão estiver próximo do seu dono, o cão que já habita o lar vai estranhar, podendo avançar ou morder.

Existem casos em que este convívio pode acontecer de maneira absolutamente comum e normal, como se sempre houvessem dois cães naquele ambiente. Algumas raças são mais abertas a socializar e acabam facilitando o processo. Entretanto, para as que não são assim, acompanhe o que você poderá experimentar e testar para aprender como acostumar dois cachorros a conviverem juntos.

Apresente os cães em um ambiente longe de casa

Como falamos, cães são territoriais. Ou seja, eles consideram determinados territórios como sendo somente deles. E isto faz com que possa ser difícil introduzir outro cão ao lar. Portanto, para facilitar o processo, recomendamos que você experimente apresentar os cães longe da sua casa.

Como fazer isso? É muito simples, basta levar o seu cão atual para conhecer o novo integrante da família, em um parque ou simplesmente em um passeio. Isto fará com que eles possam se cheirar e se ver longe da habitação que eles teoricamente teriam de defender.

Quando os cachorros se conhecem previamente em outro ambiente, a adaptação em casa posteriormente se torna muito mais simples, pois não haverá aquela desconfiança grande nem a sensação de invasão por parte do cão que já mora com você.

Como Acostumar Dois Cachorros a Conviverem Juntos

Canse bastante os cachorros para que eles se conheçam

Outra boa prática para acostumar os cães juntos, é cansá-los antes mesmo de fazê-los se conhecer. Para isso, basta você levá-los previamente para passear, correr ou brincar. Após algum tempo praticando atividades e gastando a energia deles, experimente fazer a apresentação entre um e outro.

Neste caso, também é importante que a apresentação seja feita longe do lar. Ou seja, depois de cansar seu cão, leve-o para conhecer o novo irmão longe do território que ele domina. Fazendo isso, as chances de eles brigarem ou se estranharem são remotas, pois ninguém estará disposto a defender nada e a passividade para se conhecer será benéfica para ambos.

Como Acostumar Dois Cachorros a Conviverem Juntos

Prepare sua casa para recebê-los

Agora que você já conseguiu apresentá-los de uma maneira menos invasiva, é hora de ir para casa com ambos. Antes mesmo de sair com eles, deixe sua casa pronta para quando você voltar. E isto envolve potes de ração separados e brinquedos para ambos.

Lembre-se que seus cães estarão cansados, e tudo que eles querem é um carinho para descansar. Neste momento, é importante que você dê isso a eles dentro de casa. Pois é lá que eles passarão a maior parte do tempo e precisam se acostumar um com o outro.

Entretanto, é importante levar em consideração que eles também são muito sentimentais e ciumentos com seus donos. Ou seja, não é apenas a introdução que você deverá zelar: é também a atenção que dará para eles.

Jamais divida a atenção e foque somente em um cachorro. Isto fará com que um dos dois sinta-se abandonado, podendo causar desequilíbrios no comportamento e, até mesmo, gerar aquela desconfiança entre ambos.

Não provoque ciúme nem em um, nem em outro. Trate-os iguais, principalmente no início da fase da adaptação. Pois acredite, eles farão de tudo para chamar a sua atenção. E isto poderá gerar problemas desnecessários para você.

Assim sendo, vá com cautela, com calma e dê tempo ao tempo. Certamente a fase de adaptação será difícil, mas, depois eles irão se entender e tudo ficará bem. E você terá um lar repleto de carinho com seus cachorros.