Algumas picadas de insetos que podem afetar seu cão podem ser verdadeiramente perigosas. Afinal, a gente nunca sabe por onde o inseto andou e quem ele picou. E isto, claro, pode representar um risco muito grande para as pessoas e também para nossos melhores amigos caninos, uma vez que toxinas e bactérias podem ser facilmente transmitidas através de insetos.

Mas, isto significa que você precisa se preocupar e mudar totalmente a rotina do animal? Antes de mais nada, é preciso ter calma. Por mais que insetos podem, sim, transmitir doenças para nossos cães, é importante entender que esta não é a regra, mas sim a excessão. Ou seja, não são todos os insetos que vão proporcionar problemas graves a saúde do pet. Mas, claro, há aquela porcentagem que pode, sim, trazer problemas.

E é sobre esta pequena porcentagem que vamos falar no texto de hoje. Portanto, para entender tudo sobre o tema, continue sua leitura. Vamos conhecer as picadas de insetos que podem afetar seu cão.

picadas de insetos que podem afetar seu cão

Cachorro observando – Foto: Freepik

Picadas de insetos que podem afetar seu cão – Quais são elas?

As picadas de insetos que podem afetar seu cão são inúmeras. Afinal, não há como prever qual inseto vai ou não inocular uma toxina peçonhenta no cachorro. Por exemplo, há mosquitos que são inofensivos. Porém, o mesmo mosquito inofensivo poderá receber doses de uma bactéria que ele contraiu em alguma picada anterior – e então, o mosquito se torna a ponte condutora entre a bactéria e o cachorro.

Porém, há também aqueles insetos que são mais “fáceis” de identificar o problema, como as vespas ou abelhas. Elas, por si só, trazem uma toxina bastante poderosa em suas picadas, uma vez que usam este veneno para derrotarem potenciais vítimas.

É claro que um cão não é presa de uma abelha. Porém, em modo de defesa, as abelhas podem injetar uma toxina bastante potente, levando o cão a alguns quadros de alergia canina, desconfortos ou problemas mais graves.

Para te ajudar, separamos uma lista com os insetos mais potentes que podem trazer doenças leves e graves para os nossos cães. São eles:

  • Mosquitos;
  • Pulgas;
  • Abelhas, marimbondos e vespas;
  • Carrapatos;
  • Percevejos;

Um cachorro com carrapato pode representar um problema muito mais grave do que o “simples” desconforto de ter o inseto grudado no pelo (ou dentro da orelha). Eles podem causar a famosa paralisia por carrapatos, que deixa o cão imóvel e com potencial de agravante na crise. Ou seja, quanto mais você conseguir prevenir os carrapatos, melhor.

Veja alguns artigos importantes para ajudar seu cão caso ele tenha carrapatos:

Mas, o que acontece quando um destes insetos contamina o seu cão? Quais são os sintomas? Vamos entender a partir de agora. Veja abaixo.

picadas de insetos que podem afetar seu cão

Cachorro observando – Foto: Freepik

Quais são os principais sinais de que seu cão pode ter sido picado por um inseto perigoso?

Muitos. Os sinais de intoxicação por uma picada de inseto podem ser os mais diferentes e aleatórios possíveis. Afinal, cada toxina ou cada bactéria poderá representar um tipo de sintoma. E a notícia ruim é que alguns destes sintomas podem demorar meses ou até anos para aparecerem, pois determinadas bactérias vão se desenvolvendo com o passar do tempo no organismo do cachorro. Inclusive, há aquelas que não podem ser diagnosticadas com antecedência, infelizmente.

Porém, algumas picadas de insetos que podem afetar seu cão são visíveis alguns minutos após o incidente. Ou, pelo menos, os sintomas podem aparecer de maneira muito abrupta. Se você reparar seu cão com algum sintoma abaixo, recomendamos a procura de um veterinário o quanto antes:

  • Dificuldades para respirar (falta de ar) de maneira muito repentina;
  • Inchaços na pele e mudanças de comportamentos;
  • Alergias pelo corpinho do cão – Coceiras excessivas, saliva em forma de espuma branca e outros;

Vamos abordar cada um destes sintomas a partir de agora, para que você se aprofunde no tema e tenha mais conhecimento para quando seu cão for picado por um inseto tóxico. Acompanhe.

picadas de insetos que podem afetar seu cão

Tutora com seu cãozinho – Foto: Freepik

Dificuldades para respirar (falta de ar) de maneira muito repentina

O primeiro sintoma muito comum e clássico em picadas de insetos que podem afetar seu cão, é a falta de ar ou algum tipo de dificuldade para respirar. Algumas toxinas vão agir no sistema respiratório do animal, fazendo com que ele sinta-se sufocado. Para presas menores, isto poderia ser fatal. Mas para os cães, pode ser um desconforto passageiro – o que não significa que você pode simplesmente ignorar o fato.

Pelo contrário. Se você notar seu cão com falta de ar, busque entender o que aconteceu. Olhe o ambiente em volta do cão e busque por possíveis marcas no corpo dele. Não force, pois o cão pode tentar se defender e acabar machucando você com uma mordida. Apenas olhe de maneira sutil.

Procure um veterinário o quanto antes e relate o problema de maneira completa, sem entrar em pânico. Pode ser apenas uma crise passageira de intoxicação por algum inseto e o tratamento correto poderá resolver o problema. Por isso, tenha muita atenção na rotina e contexto ambiental do cão. Para perceber diferenças você precisa, antes de mais nada, perceber o que seria o comum. Lembre-se disso.

Picadas de insetos que podem afetar seu cão – Inchaços na pele e mudanças de comportamentos

Outra característica muito aparente e evidente em cães intoxicados por picadas de insetos, é a questão da mudança de comportamento ou inchaços na pele. Certamente você já viu algum cão que teve seu focinho ou seu rosto picado por abelhas, onde a característica principal é o inchaço, não é mesmo? Pois bem, isto pode acontecer em outras partes do corpo também, como patas ou barriga.

Este é um sintoma visível e que pode aparecer de maneira muito rápida e quase que imediatamente após a picada. Porém, há também situações que podem não ser tão perceptíveis assim de maneira repentina, como a mudança de comportamento. Um cão pode mudar seu comportamento aos poucos quando está se sentimento mal. E você precisa prestar muita atenção aos movimentos e na rotina do animal.

Se você perceber que seu cão está desanimado ou passa o dia inteiro deitado, é sinal de que algo está errado. Principalmente se antes ele era agitado e muito brincalhão. Pode ser que ele esteja passando por um período de intoxicação por picada de insetos e tratar com um veterinário é a melhor saída. Toda atenção a rotina do pet é pouca, ok? É isto que ajudará você a diagnosticar o eventual problema.

Mulher segurando a pata do cão

Cão dando a patinha – Foto: Freepik

Picadas de insetos que podem afetar seu cão: Alergias pelo corpinho do cão – Coceiras excessivas, saliva em forma de espuma branca e outros

E por fim, temos ainda as famosas alergias caninas. Estas, podem aparecer pelos mais diferentes motivos. Inclusive, por picadas de insetos. Um cão picado por insetos pode desenvolver uma série de reações em seu corpo, que é o organismo lutando contra uma toxina inoculada. A alergia é uma reação excessiva do organismo do cão, fazendo com que esta luta contra a toxina seja muito desgastante para o animal.

As alergias mais comuns estão relacionadas a coceiras, vermelhidão, perda de saliva e saliva em forma de espuma branca. Em todos os casos, você precisará buscar ajuda veterinária para oferecer um tratamento digno e correto para o cão. Muitas vezes pode ser uma alergia fácil de controlar. Porém, não podemos dar margem para o erro e acreditar que o cão melhorará sozinho. Principalmente se o inseto não for identificado no momento da picada.

Há doenças muito graves que podem ser contraídas através de uma picada de inseto, como a Lyme, Leishmaniose, Miíase, Doença do Verme no Coração e outras. Portanto, qualquer sintoma de alergia que seu cão demonstrar, leve ele a um veterinário.

Assim sendo, cuide sempre do seu pet!