Será que pode cortar o bigode do cachorro ou esses pelinhos que nascem no rosto dele são importantes? Essa dúvida é muito comum, principalmente pelos tutores de primeira viagem.

A verdade é que o bigode do cachorro é um item fundamental para a sobrevivência e desenvolvimento do seu melhor amigo. Ele precisa muito dos bigodinhos que nascem no rosto.

Mas não se preocupe. Neste artigo do Portal do Dog, você vai entender tudo sobre bigode de cachorro. Veja se pode cortar o bigode do cachorro, como preservá-lo e outras dicas.

Continue lendo.

Pode cortar o bigode do cachorro?

pode cortar o bigode do cachorro

Cachorro de pé – Foto: Freepik

Não. Você não pode cortar o bigode do cachorro. Ao cortar o bigode do cachorro, você estará ceifando uma série de estímulos e sensações do seu dog.

Afinal, os bigodes do cachorro são fundamentais para que o cão entenda onde ele está, como está o ambiente e muitos outros fatores. Os bigodes são como antenas localizadoras de informação para a segurança do seu dog.

Portanto, cortar o bigode do cachorro é realmente muito grave do ponto de vista de bem-estar. O cão precisa dos bigodes para se sentir bem e saber como está o ambiente.

Mas ainda assim, alguns tutores fazem o corte desses bigodes para que o animal fique mais “bonito”. Principalmente para concursos ou coisas do tipo.

No entanto, o corte dos bigodinhos não deveria acontecer. Pelo menos, não de maneira caseira e sem acompanhamento profissional.

Até porque os bigodinhos do cachorro, que também são chamados de vibrissas, possuem terminações nervosas importantíssimas. Os bigodes entregam muitas informações para o dog.

Para saber mais sobre as vibrissas ou bigodes do cachorro, continue lendo.

Afinal, para que serve o bigode do cachorro?

O bigode do cachorro não é apenas um pelo longo que cresce na face do animal. É, também, uma terminação nervosa importantíssima para uma série de situações.

Isto é, o bigode do cachorro serve tanto para localizar o animal no ambiente, como para protegê-lo. O cão precisa dos bigodes para a sua sobrevivência do ponto de vista instintivo.

Portanto, não pode cortar o bigode do cachorro por nenhum motivo que não seja algo relacionado a uma recomendação veterinária.

Só um veterinário poderá agir com o corte, caso isso seja realmente necessário por algum motivo.

A seguir, entenda mais sobre os bigodes do cachorro:

  • Entender o ambiente.
  • Perceber correntes do ar e sentir a temperatura.
  • Saber se o espaço é grande ou pequeno.
  • Ajudar com pontos cegos do cachorro.
pode cortar o bigode do cachorro

Um focinho de cachorro – Foto: Freepik

Entender o ambiente

Antes de mais nada, é preciso entender que os bigodes do seu cachorro não são apenas pelos longos. São, também, pontos de concentração de informação.

Isto é, com os pelos longos na face (os bigodes), os cães podem entender o ambiente em que estão. Eles podem perceber as cosias e sentir “o que está por vir”.

Com os bigodinhos, os cachorros podem sentir o ambiente de maneira perceptiva. Eles sabem quando alguém está por perto, se há algo acontecendo onde eles não enxergam, etc.

Perceber correntes do ar e sentir a temperatura

Outro benefício dos bigodes caninos para os cães, é o fato de que eles podem sentir a temperatura a partir desses pelos longos. Isto é, eles sabem se está muito frio ou muito quente a partir das terminações nervosas dos bigodes.

As vibrissas, como são chamados os bigodes caninos, tem esse nome pelo fato de que os bigodes vibram. Isto é, eles se movimentam quando há alguma situação no ambiente.

Essas vibrações enviam informações importantíssimas para o cérebro do cachorro tomar uma decisão. Assim sendo, com relação a temperatura do ambiente, o mesmo acontece.

Os bigodes sentem a temperatura e enviam essa informação para o cérebro do cachorro.

Saber se o espaço é grande ou pequeno

Os cães são mais destrambelhados do que os gatos. Principalmente do ponto de vista de cautela para ir de um lugar ao outro. No entanto, ainda assim, eles são cautelosos por um motivo: bigodes!

Isto é, o bigodes do cachorro ajudam ele a saber como é a configuração do espaço. Eles sabem, através dos bigodes, se o espaço é grande ou pequeno, largo ou estreito.

Essas informações são processadas pelo cérbero do cachorro e refletidas nas atitudes físicas do animal. É assim que ele sabe se consegue ou não entrar em determinados ambientes ou lugares.

cachorro

Bigodes do cachorro – Foto: Freepik

Ajudar com pontos cegos do cachorro

Se você já colocou silenciosamente um petisco canino embaixo da cabeça do seu dog e ele não fez movimento nenhum para pegar, isso tem um motivo. E o motivo é o ponto cego.

É claro que se o cão sentir o cheiro ou ver você colocando o petisco lá, ele vai abocanhar. Mas se você fizer isso discretamente, ele não vai perceber.

Ele só vai perceber se os bigodes vibrarem. Isto é, se as vibrissas enviarem algum sinal nervosos ao cérebro. Daí sim ele vai olhar para o ponto cego e então encontrar o petisco.

Sim, os bigodes do cachorro são importantíssimos para ele!

Quando as vibrissas aparecem no corpo do cachorro

As vibrissas, ou bigodes caninos, aparecem no corpo do cachorro de maneira quase instantânea. Isto é, quando filhotes, os cães já têm as suas primeiras vibrissas.

Diferente do que acontece com o corpo humano, onde os pelos do rosto só aparecem após muitos anos, durante a puberdade. No entanto, nos cães, é quase instantâneo.

E isso mostra o quanto as vibrissas são importantíssimas para os cães, não é mesmo?

Afinal, se elas já estão presentes desde a fase de vida filhote, é sinal de que por algum motivo biológico importante, elas existem!

Assim sendo, nunca corte os bigodes do seu cachorro seja lá por qual motivo for. Se não houver uma recomendação expressa do veterinário (e ele mesmo cortar), nunca faça esse procedimento.

Os bigodes caninos são importantíssimos para a sobrevivência do seu dog. Ele precisa das vibrissas para se localizar, reconhecer espaços e outras coisas importantes.

A seguir, veja todos os tipos de bigodes caninos que podem aparecer no seu dog:

  • Labiais: pelinhos na região dos lábios;
  • Supraciliares: são as sobrancelhas do cachorro;
  • Interramais: é como se fosse a barba do cachorro, presente no queixo;
  • Mandibular: pelos da mandíbula do cachorro;
  • Zigomáticas: pelos nas bochechas.
focinho do cachorro

Bigodes do cachorro – Foto: Freepik

Raça de cachorro com bigode – Quais são as principais?

Agora que você já sabe que não pode cortar o bigode do cachorro, veja uma lista de raças de cachorros que tem bastante bigodinhos no rosto:

  • Border Collie;
  • Fox Terrier;
  • Maltês;
  • Yorkshire Terrier;
  • Lhasa Apso;
  • Schnauzer;
  • Pequinês;
  • Shih Tzu.

Isso não significa que outras raças de cachorros não tenham bigodes. Pelo contrário. Todas elas têm bigodes, pelos fatores biológicos que mencionamos durante este artigo.

Isto é, sem os bigodes, não há percepção de ambiente e sensações importantes para a sobrevivência do dog.

Por que você nunca pode cortar o bigode do cachorro

Os bigodes do cachorro não estão lá “a toa”. Isto é, eles estão lá por um motivo importante, fundamental e determinante para a sua sobrevivência.

Alguns tutores, quando aparam os pelos do cachorro (tosa), acabam aparando também os pelinhos do rosto. No entanto, isso é algo bastante prejudicial para o desenvolvimento e dia a dia do dog.

Ao aparar os pelos do rosto (os bigodes), os cães perdem uma fonte riquíssima de informações para o cérebro.

A não ser que o corte seja recomendação veterinária por algum motivo de saúde, deixe os bigodinhos crescerem!

Entenda alguns motivos para não cortar o bigode do cachorro:

Ele perde noção de espaço

Ter noção de espaço é fundamental para os cães.

Afinal, eles precisam saber onde estão pisando, onde estão indo e o que vem pela frente. Principalmente os cães maiores, que podem esbarrar nas coisas.

Assim sendo, se você simplesmente cortar os bigodes do seu melhor amigo, ele pode perder essa noção de espaço. Logo, ele vai começar a esbarrar nas coisas e até se machucar.

Cães filhotes que estão crescendo precisam muito dos bigodes. Afinal, muitas vezes eles não tem noção que cresceram e continuam querendo frequentar lugares pequenos, que já não cabem mais.

Os bigodes, nesse caso, ajudam a criar essa percepção.

Perde noção do clima

Perceber o clima é outro fator importantíssimo para os cães se sentirem confortáveis. É claro que eles vão continuar sentindo calor e frio independente dos bigodes.

No entanto, os bigodes são o termômetro para que eles se precipitem e entendam que está muito quente ou muito frio.

Os sinais enviados ao cérebro ajudam o cão a tomar as decisões certas para não se cansar demais ou não passar frio desnecessário.

Passa a não reconhecer ambientes

Os bigodes do cachorro ajudam o cão a “decorar” os espaços. Isto é, eles já sabem onde podem pisar, onde é seguro, o que está atrás de uma parede e coisas do tipo.

As vibrações que os bigodes proporcionam para enviar informações são importantíssimas para a sobrevivência e bem-estar do seu cachorro.

Portanto, nunca corte os bigodes do seu cão!