O filhote de Yorkshire é um cão super compacto, tamanho toy, de não mais do que um quilo, conhecido pela pelos seus pelos de um vibrante amarelo acobreado, cinza e preto, que mais parecem veludo.

Embora tenha uma aparência super fofinha, não se engane: é um animal bastante destemido, capaz de fazer qualquer coisa para defender o seu dono. Trata-se de uma das raças mais leais de cães. Tenacioso, bravo, e às vezes com uma postura meio mandona, o filhote de Yorkshire exibe todas as características de um verdadeiro terrier.

Membros de uma das raças de cães mais populares no Brasil, os filhotes de Yorkshire contém dentro de si muito mais atitude do que o pacote pequeno em que estão fazem parecer. Sua dedicação, sua aparência muito elegante e a fácil adaptação à vida em espaços pequenos, tais como apartamentos, fazem com que sejam muito queridos.

Quer saber mais sobre os filhotes de Yorkshire, seus preços, suas caraterísticas e curiosidades a respeito da raça? Acompanhe aqui!

Curiosidades sobre o Yorkshire Terrier

Filhote Yorkshire deitado olhando para câmera

Filhote Yorkshire deitado olhando para câmera – Foto: Freepik

A raça Yorkshire Terrier foi desenvolvida no século 19 em Yorkshire, na Inglaterra — esta é a origem do seu nome pomposo. No início, existia uma variação de peso grande entre os animais da raça, mas ao fim, estabeleceu-se que seu peso máximo é de 3,2 quilogramas.

O filhote de Yorkshire Terrier ´é um cão extremamente brincalhão e tem muita energia, além de não gostar de ficar sozinho. Por isso, inúmeros criadores que têm filhotes de Yorkshire como cães têm mais de um, porque eles logo ficam ansiosos quando sozinhos e não apreciam, absolutamente, a solidão.

Apesar de serem animais peludos, eles geralmente não causam problemas às pessoas que têm alergia. Seu pelo é de consistência muito próxima à dos cabelos humanos. Por isso, são considerados cães hipoalergênicos, próprios para convívio com pessoas alérgicas.

Os filhotes de Yorkshire não mantém a mesma cor ao longo do seu crescimento. Durante três ou quatro anos, quando chegam à maturidade total, eles vão mudando o seu padrão de cores, até que este se torna definitivo.

São cachorros extremamente inteligentes, a ponto de ser relativamente fácil adestrá-los. Contudo, como são descendentes de cães de caça, precisam de bastante atividade física. Outro ponto importante de apontar é que não são adequados para conviver com crianças menores, porque não são inteiramente submissos, porquanto leais.

Yorkshire fêmea

Caminha de filhote yorkshire

Caminha de filhote yorkshire – Foto: Freepik

O filhote de Yorkshire fêmea, em geral, é tão amoroso e leal quanto o macho. Contudo, elas tendem a ter uma personalidade mais forte do que a sua contraparte masculina, sendo ligeiramente mais independente. Em outras palavras: elas amam carinho, amam a presença de seus donos, gostam de ficar por perto, mas se satisfazem com menos atenção.

Elas tendem a serem mais territoriais que os machos, além de disputar a liderança da matilha — pois, para o filhote de Yorkshire em geral, a casa inteira é uma matilha, inclusive seus donos, e eles querem liderá-la. Por isso, independentemente do gênero, é importante treiná-los e adestrá-los, de forma a se adequarem perfeitamente.

Ainda, o filhote de Yorkshire fêmea tende a fazer menos xixi em lugares inadequados para marcar o território, por mais territorial que seja o seu perfil. Isso não significa, contudo, que você não vá ter problemas com sujeira: elas menstruam, como toda e qualquer fêmea, e fazem isso em um lugar confortável para elas.

Filhote de Yorkshire micro e mini: são iguais?

Mulher segurando cachorro

Mulher segurando cachorro – Foto: Freepik

Sim, são iguais. Basicamente, termos como Yorkshire micro, mini, ou anão, fazem referência ao mesmo tipo de cachorro geneticamente manipulado para desenvolver-se menos fisicamente. Enquanto um Yorkshire comum, na vida adulta, pesa pouco mais de três quilos, um Yorkshire mini chega a, no máximo, um quilo e meio.

Contudo, é importante ressaltar que por mais cômodo que pareça ter um cão menor, o filhote de Yorkshire micro ou mini tem menores chances de sobreviver. Eles surgem de cruzamentos feitos no sentido de induzir o nanismo, o que causa complicações muito sérias em órgãos como o coração, o cérebro e o pulmão, além dos ossos serem muito frágeis.

Cadelas, por exemplo, praticamente não têm chances de sobreviver a um parto se não for através de cirurgia, por conta de sua estrutura diminuta. Um cão não poder parir normalmente, sem intervenção humana, é um sinal de que há algo de errado consigo. Não vale a pena, portanto, adquirir um animal desses, salvo se por adoção.

Filhote de Yorkshire para adoção

Cachorro de gravata

Cachorro de gravata – Foto: Freepik

Como os cães da raça Yorkshire são extremamente populares no Brasil, é relativamente fácil encontrá-los para adoção em qualquer lugar. Existem, inclusive, sites especializados em adoção de animais, onde você pode inclusive escolhê-los por raça, se é sua vontade ter um filhote de Yorkshire, além de ONGs especializadas em adoção animal.

Contudo, é importante salientar que, ao adotar um filhote de Yorkshire — assim como ao adotar qualquer animal com ONGs ou lugares especializados em adoção — você tem de assinar termos de responsabilidade e atualizá-los, em algum caso, sobre a situação e o estado do animal. E isso está perfeitamente correto, pois a adoção tem de ser um ato de amor.

É relativamente tranquilo encontrá-los já adultos ou filhotes, não havendo muita distinção. Alguns sites especializados em comércio contém anúncios de adoção gratuita de filhotes, pelo que você pode encontrá-los sem problemas. Agora, ao lidar com esses sites, fica um aviso: o gratuito pode ser mentira, pois podem cobrá-lo alguma taxa.

Yorkshire filhote: qual o preço?

Os preços de um filhote de Yorkshire podem variar muito, a depender de seu pedigree e de sua origem. Animais desta raça com certificação custam, em média, por volta de R$ 1.500 reais, podendo chegar a R$ 3.000,00 no caso de filhotes de Yorkshire fêmeas reprodutoras, pois muitas pessoas compram-nas para fins de reprodução.

Outrossim, é possível encontrar filhotes de Yorkshire para compra com preços menores, mas com a desvantagem de não estarem vacinados e nem possuirem certificação de origem. Isso significa que há certo risco de você adquirir uma cria mista de Yorkshire sem raça definida, pagando um preço relativamente salgado por isso.