A giardíase em cachorro é um problema comum, que acontece frequentemente e de maneira muito “fácil”. Afinal, é uma infecção muitas vezes silenciosa e rápida.

Esse tipo de problema pode ser grave ou pode ser indolor. Tudo vai depender do organismo do cachorro.

No entanto, é preciso ficar atento para que a doença não se agrave. Procurar um veterinário é sempre a melhor recomendação.

Neste artigo do Portal do Dog, entenda mais sobre giardíase em cachorro.

giardíase em Cachorro

Cão deitado – Foto: Freepik

Entenda o que é a giardíase em cachorro

A giardíase em cachorro é uma doença causada pela giárdia, que é um parasita que pode facilmente infectar cães de várias raças e tamanhos.

O cachorro geralmente é infectado com a giárdia a partir de situações de risco. Exposições em ambientes contaminados é a maior causa de contaminação.

Basicamente, o parasita infecta o cachorro e se instala no intestino dele. Isto é, o parasita transforma o intestino do cachorro na sua casa.

Os problemas começam a surgir logo nos primeiros dias. É possível notar a presença de diarréia como um reflexo instantâneo.

No entanto, vários outros sintomas podem aparecer, como por exemplo:

  • Diarreia que vai e volta;
  • Sangue nas fezes;
  • Muco nas fezes;
  • Náusea;
  • Vômitos;
  • Desidratação;
  • Perda de peso do cachorro.

Tudo isso pode ser observado no cachorro que sofre com giardíase – a doença causada pela giárdia. A seguir, entenda mais sobre esse problema.

Inclusive, temos um artigo para te ajudar quando encontrar giárdia nas fezes do cachorro: Fezes de cachorro com giardia – o que fazer?

Como os cães pegam giardíase

Os cães podem pegar giardíase de várias formas diferentes. Como você sabe e entendeu até aqui, trata-se de um parasita que se hospeda no intestino.

Ele pode chegar lá a partir de uma contaminação via oral. Logo, pode ser a partir de várias superfícies ou lugares diferentes.

Veja onde e como os cachorros podem pegar o giardíase:

  • Grama.
  • Fezes.
  • Alimentos.
  • Faro.
cão doente

Cão doente – Foto: Freepik

Giardíase em Cachorro – Grama

Sabe aquela graminha que o seu cachorro gosta de comer? Pois é. Ela pode ser até saudável em algumas ocasiões. Libera estresse e pode até ter nutrientes.

No entanto, ela também pode apresentar vários riscos para o seu cãozinho. Como é o caso da contaminação por giárdia.

Afinal de contas, a giárdia pode estar na grama que o seu cãozinho comer. Seja no parque, na rua ou até mesmo em casa.

Por isso é muito importante que você tome todos os cuidados necessários para que o seu cão não coma qualquer grama ou matinho na rua.

Principalmente em ambientes que outros cachorros estiveram, pode haver sérios riscos de contrair giárdia.

Depois, veja também: Será que cachorro pode comer grama?

Fezes

Outro lugar provável e muito certeiro que pode ter giárdia, é no próprio cocô do cachorro. Isto é, ele pode contrair giárdia a partir da ingestão de fezes.

Não deixe o seu cachorro comer fezes e muito menos cheirar ou “conhecer” as fezes de outros cachorros na rua.

Esse tipo de coisa pode gerar inúmeros problemas para o seu dog. A giárdia é apenas um deles e ela pode ser muito grave, já que pode até mesmo matar o cachorro.

Contrair giárdia a partir de fezes de outros cães é muito comum, pois é algo que chama a atenção dos cães e eles vão farejar para conhecer.

Giardíase em Cachorro – Alimentos

Algo muito comum que pode colocar giárdia no caminho dos cachorros é a alimentação em geral. Afinal, ela chama muita atenção dos dogs e pode facilmente ser um fator de risco.

Assim sendo, nunca deixe o seu cão comer em qualquer lugar ou qualquer comida.

Mesmo a comida em casa, é preciso ser higienizada para que o dog não contraia giárdia de outro lugar.

Rações a granel, por exemplo, são muito precárias para a saúde dos cães. Além de não serem nutritivas, podem vir “batizadas” com vírus e parasitas, como a giárdia.

Se você oferece alimentos naturais para seu cão, é importante lavar bem ou cozinhar. Sem temperos.

Faro

E ainda, outro método que faz os cães contraírem giárdia, é o faro.

Isto é, a partir do faro, os cães podem obter inúmeras informações do ambiente. Mas também podem se contaminar com parasitas e vírus.

Nunca deixe o seu cão farejar qualquer lugar, qualquer objeto e qualquer lata de lixo.

O faro é algo importantíssimo para os cães. Mas deve acontecer em lugares seguros e limpos. Preferencialmente, lugares secos e onde a giárdia tem menos chances de sobreviver.

giárdia

Cão com giárdia – Foto: Freepik

Como evitar giardíase em cães

Evitar a giardíase em cachorro é algo muito importante. Afinal, a giardíase em cachorro pode facilmente levar o cão a sérios problemas de saúde.

Por isso, adote as seguintes medidas de prevenção e cuidados:

  • Vacina.
  • Ambientes contaminados.
  • Hotéis para cachorro.
  • Higienização.

Giardíase em Cachorro – Vacina

A vacina contra giardíase não é obrigatória como algumas outras, como a da raiva.

No entanto, ela pode ser uma boa maneira de evitar o agravamento dos casos de giardíase.

Por isso, leve o seu cão para se vacinar contra esse problema. Mas somente em casos de não contaminação.

Consulte sempre um veterinário.

Ambientes contaminados

Os ambientes contaminados são os principais lugares para que o cão, de fato, se contamine.

Por isso, evitar esses ambientes é fundamental.

Por mais que você não tenha como saber se há giárdia no ambiente, evite espaços com lixo, umidade e falta de higiene em geral.

Isso vai ajudar a evitar ao máximo que o seu cão contraia o parasita.

Hotéis para cachorro

Os hotéis para cachorro são muito promissores para quem precisa viajar ou ficar um tempo fora.

No entanto, eles também podem trazer problemas de saúde, caso não sejam preparados adequadamente.

Deixe o seu cão em ambientes seguros e higienizados.

Inclusive, temos um artigo para te ajudar a encontrar um bom hotel: Como escolher um hotel para cachorro: 5 dicas importantes.

Higienização

E por fim, higienize o ambiente de maneira adequada. Quintal, casinha, caminha e a sua casa devem estar sempre limpinhos para o seu dog.

A giárdia geralmente tem mais chances de sobreviver em espaços úmidos e sujos.

Cuide do seu dog!