Você sabe por que cães vivem pouco? Esta é uma das questões em que a maioria dos tutores têm dúvidas. Afinal, quando a gente se apega a um animal de estimação é sempre difícil de pensar que ele possivelmente viverá menos do que nós. Mas, infelizmente, isto é um fato. E hoje vamos te explicar os motivos. Acompanhe o texto.

Por que cães vivem pouco

Para entender por que cães vivem pouco, precisamos entender como funciona o organismo deles. Em média, um cachorro viverá cerca de 13 anos conosco. E isto nem sempre é uma notícia fácil de aceitar, uma vez que significa um bom tempo a menos do que um ser humano médio, com expectativa de vida de 70 anos.

por que cães vivem pouco

Foto: Freepik

No entanto, o que poucos entendem é que, com o passar do tempo, o corpo dos cães vai envelhecendo devido a uma série de fatores que, nos humanos, demora um pouco mais. Há quem faça a conta da idade dos cães de uma forma diferente: para cada ano do animal, soma-se alguns anos a mais para se “comparar” a idade humana. Este não é um dado em que podemos fundamentar uma explicação, mas serve para entendimento e comparação.

Entretanto, tudo não passa da estrutura corporal. E não há muito segredo nisso. Entenda mais abaixo.

Veja também nosso artigo com alguns sinais do envelhecimento canino.

Tudo começa pelo metabolismo

Conforme mencionamos anteriormente, a resposta básica do por que cães vivem menos, está completamente relacionado ao organismo dos animais. E tudo começa pelo metabolismo. Ou seja, o sistema metabólico do animal determinará quanto tempo ele poderá viver. Quanto mais acelerado for, menos tempo de vida. Esta é a condição geral.

Para que você possa entender melhor, basta verificar a idade com que cadelas começam a reproduzir. A fase de filhotes para adultas, geralmente é muito rápida. E em questão de meses, podem ter seus próprios filhotes. Isto é um resumo do que é o metabolismo nos cães.

Assim sendo, tudo isso é refletido também na longevidade do animal, que acaba sendo curta, pois o corpo faz um esforço enorme para pegar nutrientes e enviar para as células e desenvolver o corpo de uma forma geral. E este desgaste gera, no longo prazo, o envelhecimento do cachorro.

por que cães vivem pouco

Foto: Freepik

Por que cães vivem pouco? Os baixinhos vivem mais que os grandões

Há ainda a questão de que os cachorros pequenos vivem mais do que os grandes. E isto muitas vezes é uma verdade. Afinal, o tamanho do corpo influencia na força que o organismo faz para levar energia, nutrientes e saúde de uma forma geral. Este desgaste acaba nos explicando por que cães vivem pouco.

Outro ponto que nos indica uma vida mais longa para cães menores, é o fato de eles viverem em ambientes muito mais favoráveis e confortáveis. Por exemplo, criar um cachorro em apartamento só é possível se ele for de pequeno porte. A não ser que haja uma grande área para ele correr e se divertir (caso seja de grande porte). Caso contrário, o estresse e angústia serão muito desgastantes.

por que cães vivem menos

Foto: Freepik

A baixa qualidade de vida influencia muito na vida dos cães

E por último porém extremamente influenciador, a qualidade de vida. Ela é fundamental para que um cachorro viva por mais tempo. E você pôde perceber isso no tópico anterior, entendendo que um cão menor poderá viver mais justamente por morar dentro de casa e ter uma vida mais “confortável”. Ou seja, isto faz toda diferença.

Portanto, busque proporcionar uma vida de qualidade e com muito amor para o seu cachorro. Eles vivem a base destes sentimentos e quanto mais puderem sentir o amor dos tutores, mais longevos serão. Faça seu cãozinho feliz!