É bastante comum ouvirmos perguntas do tipo: devo dar ração ou comida caseira (sem acompanhamento veterinário) para o meu cachorro? Há diferença nutritiva?

Para entendermos melhor, os animais, assim como as pessoas, necessitam de uma dieta balanceada para que tenham uma vida saudável. O tutor tem a função de acompanhar alguns pontos do animal, como: peso, comportamento, dieta e etc.

É bastante comum vermos proprietários de cães, permitindo que o animal fique extremamente obeso, por conta da opinião de que o cachorro estando gordo indica sinal de saúde. Um cachorro acima do peso é um forte candidato a apresentar cardiopatia (doença no coração), problemas no fígado, dificuldade respiratória, e dependendo da situação, apresentar um infarto.

Para facilitar, vamos apresentar os pontos positivos e negativos da ração e da comida caseira.

 

Foto: Reprodução

Pontos positivos e negativos da ração

A ração industrializada, que compramos em petshops, é acompanhada por um médico veterinário na sua elaboração, sendo assim, são obtidos todos os nutrientes de que seu pet precisa.

Outro ponto também, que é importante ressaltar, é que o uso da ração industrializada evita que a tutora precise cozinhar para o animal. Além disso, a comida caseira, normalmente, leva temperos que são tóxicos para o animal. O ponto negativo, é o custo. Dependendo do porte do animal, a compra da ração pode ter um custo bem elevado.

 

Pontos positivos e negativos da comida caseira (sem acompanhamento de um veterinário)

O que mais chama a atenção é a palatabilidade. É bem mais comum cães enjoarem da ração do que da comida caseira.

Na comida caseira, sem acompanhamento veterinário, diferentemente da ração, deve-se ter um cuidado maior na administração de alimentos com gorduras e temperos.

A comida caseira causa um ganho de peso maior do que a ração. Deve-se tomar muito cuidado com a obesidade. Um ponto negativo da comida caseira, é que faz com que as fezes do animal fiquem com o cheiro bem forte.

 

A alimentação do seu cão deve ser acompanhada por um médico veterinário. O animal deve ter uma dieta de acordo com sua saúde. Muitos proprietários costumam oferecer comida caseira para o animal, porém ela não pode suprir certas necessidades nutricionais, fazendo com que o mesmo apresente uma queda na imunidade, consequentemente havendo susceptibilidade a diversas moléstias, e também podendo ficar debilitado fisicamente.

O sistema imunológico do ser humano e dos animais, depende também da alimentação que é consumida. Um animal bem alimentado, dificilmente apresenta patologias virais. A longevidade também tem influência com a alimentação.

Tanto a comida caseira (que seja feita balanceada para o cão) quanto a ração devem ser usadas cautelosamente pelo tutor. Existem inúmeras restrições alimentares para cães. Consulte um médico veterinário para a melhor informação. Existem médicos veterinários que preferem comidas caseiras e outros que preferem rações. Procure um profissional de sua confiança para acompanhá-lo. É pela alimentação que começa a saúde do animal.

 

Atualização (13/03, 12:47): O artigo acima se refere a comida caseira, não alimentação natural, preparada pelo tutor e sem o acompanhamento de um médico veterinário. Posteriormente iremos dedicar uma artigo profundo e abrangente sobre o tema de alimentação natural.

 

Por: George Augusto von Schmalz Portella de Macedo

Ocupação: Acadêmico de Medicina Veterinária

Contato: [email protected]