Os cãezinhos Dachshund ganharam uma homenagem bastante especial, um museu que fala e mostra itens relacionados a esta raça tão fofa e amada.

O primeiro museu do mundo sobre Dachshund fica na cidade de Passau, localizada na região da Baixa Baviera, na Alemanha, e mostra todo o carinho e afeição que os alemães têm por esta raça.

(Foto: Reprodução / Dackelmuseum)

O país gosta tanto da raça, que um cãozinho Dachshund chamado Waldi foi escolhido para ser o mascote das Olimpíadas de Munique de 1972.

O museu, que recebeu o nome de Dackelmuseum, conta com mais de 4.500 itens relacionados à raça, incluindo brinquedos, ornamentos, instrumentos musicais e outras curiosidades, todos de uma coleção que foi acumulada ao longo de 25 anos.

O Dackelmuseum foi criado por dois ex-floristas, que são donos de todas as peças expostas. De acordo com os curadores Seppi Küblbeck e Oliver Storz, esta é a maior coleção do mundo de objetos com tema de Dachshund, raça que é popularmente conhecida com “salsichinha”, o que tem tudo a ver com a Alemanhã, que tem salsichas e linguiças como algumas de suas comidas típicas.

(Foto: Reprodução / Dackelmuseum)

“O mundo precisa de um museu de cachorrinhos salsicha… Nenhum outro cão do mundo desfruta do mesmo tipo de reconhecimento ou popularidade que o símbolo da Baviera, o cachorro salsichinha”, disse o co-fundador Seppi Küblbeck.

Além das peças em exposição, o museu mostra ainda algumas informações como o Dachshund como um ícone cultural, a história do Dachshund com a caça, o Dachshund e cerveja e também imagens de tutores famosos com seus cãezinhos da raça, como Albert Einstein, Napoleão, Pablo Picasso e Liam Gallagher.

(Foto: Reprodução / Dackelmuseum)

E aí, ficou curioso? Já está planejando uma viajem para a Alemanha nas próximas férias?

Fonte: BBC / South China Morning Post