Um cachorro com tosse de ganso é um cachorro que, certamente, está passando por alguns problemas de saúde. Afinal de contas, a tosse de ganso é realmente muito “marcante” e pode assustar os tutores.

Neste artigo, o Portal do Dog vai te ajudar a entender um pouco mais sobre a famosa tosse de ganso em cachorro. Veja como ela acontece, o que ela causa e como tratar.

Um cachorro com tosse de ganso pode estar passando por alguns problemas sérios de saúde, ou pode ser apenas algo que vai se curar sozinho em poucos dias.

No entanto, é preciso que o tutor preste muita atenção e tome as ações necessárias.

Continue lendo!

Cachorro com tosse de ganso – O que pode ser?

cachorro com tosse de ganso

Veterinária com o cachorro – Foto: Freepik

Um cachorro com tosse de ganso pode estar, na verdade, com colapso de traqueia. Ou seja, pode ser que haja algum problema grave ou não grave ocorrendo na traqueia do seu melhor amigo. E isso, claro, faz ele tossir de um jeito diferente.

O colapso de traqueia pode acontecer por inúmeras maneiras diferentes. No entanto, a mais comum delas é quando o dog engole alguma coisa meio “atravessada”. Ou seja, quando ele engole alguma coisa que pode trancar a traqueia.

Nesse caso, o cachorro vai ter uma dificuldade para respirar e a sua tosse de ganso é uma evidência dessa dificuldade respiratória. Afinal, o som da tosse quase não está saindo.

Muitas vezes um pedaço de ração ou qualquer partícula mínima já é o suficiente para causar a tosse de ganso em cachorro. Mas em outras vezes, pode ser que o cão precise de um pronto atendimento para remoção de eventuais partículas maiores.

Leia mais sobre cachorro com dificuldade para respirar.

Como evitar que o cachorro tenha tosse de ganso

Um cachorro com tosse de ganso é sinônimo de algum problema grave ou não grave. Afinal, se ele está com tosse de ganso, você já sabe que ele está com algum colapso na traqueia – conforme explicamos anteriormente.

A tosse de ganso em cachorro pode acontecer exatamente por motivos de obstrução na traqueia. E essa obstrução pode ser leve, causando desconforto e fazer o dog tossir até expelir, ou pode ser grave.

De qualquer maneira, a melhor forma começar o tratamento desde cedo, é com a prevenção. Por isso, veja algumas dicas de como não deixar que seu dog tenha tosse de ganso:

  • Evite brinquedos de plástico duro.
  • Ossos de couro não são boas opções.
  • Observe a velocidade de como o cachorro se alimenta.
  • Evite coleiras apertadas no pescoço.
  • Observe se o cão roeu alguma coisa dentro de casa.

A seguir, entenda mais sobre cada um dos tópicos acima.

Cachorro com tosse de ganso – Evite brinquedos de plástico duro

Uma das melhores maneiras de prevenir que o seu cachorro tenha colapso de traqueia e fique com tosse de ganso, é a partir da escolha dos brinquedos dele. Por mais que alguns brinquedos sejam vendidos em pet shop, é preciso observá-los bem antes de comprar.

Brinquedos de plástico duro ou que soltam partes são altamente prejudiciais a saúde do seu melhor amigo. E portanto, é muito importante que você evite esse tipo de objeto no ambiente do dog.

Os brinquedos de plástico duro, mesmo que não tenham partes para soltar, podem ser roídos. O próprio dog pode “criar” as partes para engolir acidentalmente.

Portanto, evite esse tipo de brinquedo.

Ossos de couro não são boas opções

Muitos tutores têm dúvidas sobre a real segurança dos ossos de couro para cachorro. Afinal, esses ossos são adorados pelos dogs, uma vez que eles podem passar horas e mais horas mordendo e gastando energia.

No entanto, cuidado: esse tipo de brinquedo/passa tempo é muito perigoso para os dogs. Os ossos de couro, por mais que pareçam inofensivos e não soltem partes, podem ser até letais.

Afinal, quanto mais o cão vai mordendo e babando o couro, mais o couro fica liso. E em pouco tempo, o couro liso pode descer pela garganta do pet acidentalmente.

Nesse caso, o dog pode ter a respiração totalmente comprometida e pode até vir a óbito.

Leia mais sobre o assunto: Ossos de couro para cachorro – São perigosos?

cachorro com tosse de ganso

Cão deitado – Foto: Freepik

Observe a velocidade de como o cachorro se alimenta

Outro fator determinante para que o seu melhor amigo não tenha tosse de ganso, é a velocidade que ele come. Ou seja, se o cão come muito rápido, ele pode engolir uma ração de mal jeito e então ter tosse de ganso.

Portanto, uma dica para evitar que o cachorro tenha tosse de ganso, é: observe a rotina de alimentação do dog. Veja como ele come e se atente para eventuais intervenções para reduzir a velocidade da alimentação.

Quando o cão está muito ansioso, ele pode mastigar rápido demais e engolir a ração quase inteira. O que é péssimo para a digestão e, claro, para o processo de engolir.

Se você notar que o seu dog come rápido demais, ofereça menos ração e divida as porções em várias.

Cachorro com tosse de ganso – Evite coleiras apertadas no pescoço

As coleiras, por mais que sejam feitas para os dogs, podem trazer inúmeros problemas para a respiração e também para a segurança dos pets. Afinal, as coleiras devem ser usadas de modo confortável.

Aqui no Portal do Dog, temos um artigo que fala sobre isso: Coleira de Cachorro: Descubra quais as melhores coleiras para o seu cachorro.

Portanto, evite coleiras apertadas. Um cachorro com tosse de ganso pode estar com esse tipo de tosse justamente por algum aperto no pescoço. Pode ser após um passeio ou alguma aventura no parque.

Qualquer tipo de desconforto que cause colapso de traqueia pode deixar o cachorro com tosse de ganso.

Observe se o cão roeu alguma coisa dentro de casa

Os cães gostam de roer. Faz parte da rotina deles e, principalmente os filhotes, sempre vão procurar alguma coisa para “afiar” os dentes e conhecer essa sensibilidade.

No entanto, o tutor precisa agir para que o cão não encontre problemas ao roer objetos dentro de casa. E se ele estiver fazendo isso, é preciso agir para que ele não faça mais.

Afinal, um cão que rói portas, almofadas, chinelos e móveis em geral, é um cão que está com problemas de comportamento. Esses problemas devem ser corrigidos com adestramento e gasto de energia.

Quando você notar que o cão está com tosse de ganso, veja se ele não roeu alguma coisa dentro de casa. Se ele roeu, pode ser que ele esteja com algo entalado na garganta. Procure um veterinário o quanto antes.

dog no veterinário

Cachorro com a língua de fora – Foto: Freepik

Outros tipos de tosse que seu cão pode ter

Além da tosse de ganso, o sue cachorro ainda pode ter outros tipos de tosse. Afinal, como entendemos até aqui, um cachorro com tosse de ganso tem esse tipo de tosse pois está com algum colapso na traqueia.

Ou seja, não necessariamente ele está com algum problema no pulmão ou coisa do tipo.

Mas há alguns outros tipos de tosse que podem indicar que o dog está com outros problemas, como gripe canina ou pneumonia. Veja alguns tipos de tosse canina:

  • Tosse seca: É um tipo de tosse contagiosa, pois há algum vírus no sistema respiratório do dog. Outros sintomas junto com a tosse seca são os espirros, a febre e falta de apetite.
  • Tosse úmida: Essa também indica problemas no sistema respiratório. Pode ter catarro ou sangue. Nesse caso, pode ser pneumonia ou problemas cardíacos.
  • Tosse com som de buzina: Causada pelo uso de coleiras muito rígidas. Também pode causar problemas respiratórios, bem como na tosse de ganso.

Como tratar cachorro com tosse de ganso

Para tratar um cachorro com tosse de ganso, você precisa considerar alguns pontos importantes em cuidados e prevenções. Veja as nossas dicas de prevenção nos tópicos acima.

Se o seu dog já está com tosse de ganso, veja essas dicas aqui:

Cachorro com tosse de ganso – Leve-o ao veterinário

Antes de mais nada, é preciso considerar sempre uma ida ao veterinário. Por mais que a tosse de ganso possa passar sozinha, ainda assim, é preciso verificar o que realmente aconteceu.

A tosse de ganso em cachorro pode simbolizar algum quadro grave de colapso de traqueia. Alguns exames de imagem podem ser necessários. Intervenções com remédios apropriados, também.

dog no veterinário

Cachorro no veterinário – Foto: Freepik

Evite remédios caseiros

Os remédios caseiros não são indicados. Nunca tente tratar ou “criar” remédios caseiros em casa, sem saber exatamente o que está acontecendo com o seu dog.

Se o veterinário indicar algum tipo de tratamento caseiro, então tudo bem: você pode fazer. No entanto, faça somente a partir da recomendação do veterinário.

O colapso de traqueia na tosse de ganso pode se agravar se alguma medicação caseira for oferecida ao dog.

Busque entender o que aconteceu

Nunca deixe de entender o que aconteceu com o seu dog durante a tosse de ganso. Afinal, sabendo o que causou a tosse, você poderá trabalhar para prevenir em uma eventual próxima vez.

Leve o dog ao veterinário para um diagnóstico preciso e cuide bem do seu dog!