Comidas que o seu cachorro pode ou não comer neste natal

Veja no infográfico as comidas que os cachorros podem ou não comer na ceia de natal

por Rodrigo Amar — publicado 13 dez 2013 - 16:46

A ceia de natal é uma tentação maravilhosa não só para nós humanos. Ao olhar para baixo, é possível observar olhinhos brilhantes ávidos por um pedacinho sequer de carne ou gostosura. Prestando atenção máxima a cada movimento do balé dos talheres.

Para dar uma chance aos nossos queridos cãezinhos, desenvolvemos um infográfico que determina exatamente o que o cão pode ou não comer na ceia de natal. Confira as informações abaixo.
 
comidas-cachorro-pode-comer-ceia-natal
 

Chester | Peru

O Chester ou Peru de Natal é uma boa pedida para o seu cãozinho, entretanto, ofereça apenas em pequenas porções e somente a carne branca.

Bacalhau

Os peixes são nutritivos e bem vindos. Deve-se oferecer apenas o bacalhau fresco ou congelado, já que o seco possui uma quantidade muito elevada de sal.

Tender | Presunto

Desde que seja oferecido sem gordura e tempero. Apenas em quantidades mínimas. Atenção com o presunto comercializado, já que ele contém uma grande quantidade de conservante e sal.

Salpicão

O salpicão é uma mistura muito densa para o estômago canino. Maionese e uva passa são alimentos proibidos para os cães.

Farofa

Ricas em sal e gordura oxidada, a farofa deve ser mantida bem distante do seu cachorro.

Arroz

O arroz está liberado! Desde de que seja sem tempero e oferecido em pequenas quantidades. Pode ser o arroz branco ou o integral.

Molhos

Os molhos são muito ricos e fortes para o estômago delicado dos cachorros. Pode causar pancreatite.

Rabanada

Frituras são proibidas para cachorros, pois possuem gorduras oxidadas, prejudiciais a saúde. Além disso a rabanada tem uma boa dose de açúcar.

Panetone

A quantidade de açúcar nas frutas cristalizadas e a massa doce do Panetone, o tornam um alimento probido para os cachorros.

Chocotone

Proibido! O chocolate possui um composto químico chamado teobromina que pode intoxicar os cães. Em quantidades elevadas pode ser fatal.

Nozes

Cuidado com a macadâmia, ela é tóxica para os cães. Alguns cachorros apresentam alergias. Algumas nozes contêm alto índice de gordura.

Uva

Apesar de muitos donos oferecerem uva aos seus cães como um lanchinho, elas foram recentemente associadas a falência nos rins. A causa exata é desconhecida.

Vinho

Bebidas alcólicas são terminantemente proibidas. Os cachorros são muito mais sensíveis ao álcool, e até mesmo um pequena quantidade pode causar intoxicações significantes.

9 em cada 10 profissionais deseja cachorro no local de trabalho

por Cristina Possamai — publicado 20 maio 2019 - 9:45

cachorro no local de trabalho

O que falta para lhe deixar ainda mais motivado no espaço dedicado ao seu serviço? Ficar pertinho de um animal de estimação é o desejo de muita gente nos dias de hoje. De acordo com uma pesquisa realizada pela DogHero, 90% dos profissionais adoraria ter um cachorro no local de trabalho.

O estudo apontou que um espaço amigável aos bichinhos ou que permita a presença do  pet seria o melhor dos mundos.

 » Read more about: 9 em cada 10 profissionais deseja cachorro no local de trabalho  »

8 raças ideais de cães companheiros de corridas

por Cristina Possamai — publicado 19 maio 2019 - 9:45

cães companheiros de corridas

Manter a forma é indispensável para uma vida saudável e plena. Mas, você já parou para pensar que pode ter um ótimo parceiro para fazer exercício físico? Isso porque há cães companheiros de corridas. Afinal, o seu amigo de quatro patas jamais vai negar uma voltinha ao ar livre e tampouco se queixar do horário.

Todavia, é preciso reconhecer que há raças com características mais apropriadas para embarcar nessa rotina.

 » Read more about: 8 raças ideais de cães companheiros de corridas  »

Seu cachorro pode salvar a sua vida!

por Cristina Possamai — publicado 19 maio 2019 - 9:45

cães combatem o sedentarismo

Como está a sua qualidade de vida? Isso porque o grande incentivo para que você abandone o estilo de vida sedentário pode estar ao seu lado. E, provavelmente, está sempre pronto para dar um passeio ao ar livre. Ainda não entendeu? De fato, os cães combatem o sedentarismo de seus tutores.

De acordo com uma pesquisa da Universidade de Liverpool, tutores de cachorros possuem quatro vezes mais possibilidade de se exercitar adequadamente em comparação com alguém sem cachorro.

 » Read more about: Seu cachorro pode salvar a sua vida!  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

9 em cada 10 profissionais deseja cachorro no local de trabalho

por Cristina Possamai — publicado 20 maio 2019 - 9:45

cachorro no local de trabalho

O que falta para lhe deixar ainda mais motivado no espaço dedicado ao seu serviço? Ficar pertinho de um animal de estimação é o desejo de muita gente nos dias de hoje. De acordo com uma pesquisa realizada pela DogHero, 90% dos profissionais adoraria ter um cachorro no local de trabalho.

O estudo apontou que um espaço amigável aos bichinhos ou que permita a presença do  pet seria o melhor dos mundos. O estudo contou com a participação de mais de 700 trabalhadores.

Essa pesquisa indicou que até mesmo aqueles que não possuem um bichinho em casa aprovam a possibilidade de lidar com um cãozinho durante o expediente. Além disso, quase 70% deste grupo acha que trabalhar em empreendimentos nos quais cachorros são bem-vindos serviriam ainda para incentivar a adoção.

Vantagens de contar com cachorro no local de trabalho

Vale salientar que esse convívio com um cachorro no local de trabalho pode gerar inúmeras vantagens. Um estudo revelou que sete em cada dez pessoas avaliam que os animais no ambiente profissional provocam uma modificação bastante positiva. As informações pertencem ao trabalho elaborado pelo Hospital Veterinário de Banfield, da Mars Petcare, nos Estados Unidos.

cachorro no local de trabalho

cachorro no local de trabalho

Os trabalhadores apontaram que a presença dos bichinhos resulta em ânimo extra. Motivação para concluir as tarefas, diminui a tensão e a sensação de remorso pode deixá-lo em casa. Os números da Dog Hero ressaltaram que 85% se sentiram chateados e 65% aflitos ao não poder ir trabalhar com o amiguinho de quatro patas.

No território nacional, alguns empreendimentos já criaram o Pet Day. Ou seja, uma data para que os colaboradores possam contar com gato, pássaro ou cachorro no local de trabalho. Todavia, conforme o levantamento, cerca de 80% dos participantes confirmaram que não podem estar com seus filhotes durante o horário de serviço.

Para o DogHero. o estudo apenas comprovou o que já se notava no dia a dia do brasileiro. A população, de modo geral, adora seus pets e amaria estar sempre próximos deles em todos os momentos do dia. Até mesmo no momento de afazeres profissionais.

cachorro no local de trabalho

Segundo a DogHEro, é possível útil transformar a atmosfera corporativa em um lugar agradável aos animais de estimação. Isso porque a presença dos animais se torna tão benéfica para as pessoas quanto para os próximos bichinhos. Talvez, a tendência se espalhe pelo Brasil e a sua empresa abrace ideia de cachorro no local de trabalho.

8 raças ideais de cães companheiros de corridas

por Cristina Possamai — publicado 19 maio 2019 - 9:45

cães companheiros de corridas

Manter a forma é indispensável para uma vida saudável e plena. Mas, você já parou para pensar que pode ter um ótimo parceiro para fazer exercício físico? Isso porque há cães companheiros de corridas. Afinal, o seu amigo de quatro patas jamais vai negar uma voltinha ao ar livre e tampouco se queixar do horário.

Todavia, é preciso reconhecer que há raças com características mais apropriadas para embarcar nessa rotina. Basicamente, o animal precisa bem obediente, forte, disposto e com boa resistência. Por isso, a dica é conhecer alguns cães companheiros de corridas na lista a seguir.

cães companheiros de corridas

Descubra cães companheiros de corridas

Australian Cattle Dog

Também chamado de Blue ou Red Heeler, esta é uma raça de pastoreio e um animal dedicado ao trabalho. Ele é muito rápido, atlético e pode chegar até 20 quilos. Com toda a saúde, o cão tende a adorar passeios e lhe acompanhar sempre.

Labrador Retriever

Em comparação com o Heeler, o labrador tem uma massa muscular inferior. Só que também são muito resistentes para cumprir longas jornadas. Além disso, esse é um bicho de estimação muito obediente e muito indicado para ser seu companheiro de aventura.

Dálmata

Entre os cães companheiros de corridas, os dálmatas também devem constar. Afinal, essa é uma raça que consegue manter o ritmo ao correr lado a lado dos cavalos. Portanto, a sua corrida pode ser facilmente seguida por esses pets.

Boxer

Inicialmente, você deve saber que o boxer não se adapta muito bem aos locais com temperaturas muito quentes. Isso ocorre devido a forma do seu focinho que pode gerar dificuldades respiratórias. Em locais com clima ameno, o boxer é um ótimo parceiro de corridas!

Poodle

Com certeza, você se surpreendeu com essa opção. Contudo, a caça foi criada inicialmente para auxiliar na caça aos patos. Por isso, o poodle é considerado um cão esportista e possui bons instintos até os dias de hoje.

Pastor Alemão

O Pastor Alemão definitivamente faz parte do grupo dos cães companheiros de corridas. Forte, resistente e um exímio cão de guarda, o pastor também apresenta elevado instinto de proteção. Portanto, esse pode ser o melhor parceiro para fazer exercícios físicos quando se sentir desanimado ou inseguro.

Jack Russell Terrier

Embora pequenos no tamanho, os terrier possuem uma energia surreal e podem correr por um longo espaço de tempo. Quem busca um amigo de quatro patas não tão grande, essa é a escolha ideal para embalar a sua atividade física.

Border Collie

Muita gente acredita que Border Collie é o cão mais esperto do planeta. Porém, esse não é o único ponto forte desta raça de pastoreio. Corredores velozes, esses cachorros também se divertem ao receberem atenção e ocupação de seus tutores.

Antes de encontrar os cães companheiros de corridas ideais, é fundamental saber que a idade do animal deve ser respeitada. Por isso, você não deve efetuar corridas muito demoradas ou extenuantes com cães filhotes ou ainda bem novos. Essa condição abrange todas as raças.

cães companheiros de corridas

O ideal é se organizar e aumentar o tempo e a velocidade das corridas com seu pet de forma gradativa. Afinal, você e o seu parceiro de quatro patas vão ganhando condicionamento físico dia a dia.