Você tem curiosidade de conhecer as diferentes funções do bigode do cachorro? Eles são importantes para saúde e convívio do pet, pois eles têm funções que se tornam indispensáveis no dia-a-dia do animal.

Pensando nisso, separamos 7 curiosidades bem legais sobre o assunto, para que você possa entender e se aprofundar um pouco mais no tema.

Acompanhe!

Bigode do cachorro – Conheça 7 curiosidades bem legais

Bigode do cachorro

Bigodes do cachorro – Foto: Freepik

Você já deve ter ouvido falar nos bigodes do cachorro, não é mesmo? Mas você sabia que este nome é apenas um apelido? Isso mesmo, esse é um termo que substitui popularmente a palavra latina “vibrissas”, cujo significado é vibrar. Ou seja, somente pelo significado da palavra, você já consegue ter uma ideia mínima das funções básicas desta parte do corpo do cachorro.

Vamos explorar, agora, algumas características bem interessantes sobre o assunto. Continue lendo!

Bigodes do cachorro são considerados antenas

Os bigodes dos cachorros são considerados antenas que estimulam os nervos sensoriais do animal, capazes de informar sobre o ambiente e outros pets que passaram pelo mesmo lugar. Não é à toa que os pelos do bigode são mais grossos e longos, pois eles surgem de um funículo capilar que ajuda o cachorro a explorar o mundo.

Assim como os bebês experienciam o mundo com as mãos e a boca, o bigode do cachorro pode se comunicar com outras espécies, diferenciar fenótipos caninos e ajuda a manter a cabeça na superfície durante as atividades aquáticas. Inclusive, se você quer ler mais sobre as habilidades aquáticas do seu dog, leia este artigo: Você sabia que nem toda a raça de cachorro pode nadar?

O bigode do cachorro é encontrado em várias áreas

Outra curiosidade do bigode dos cães é que eles se localizam em várias áreas, podendo também variar o nome por conta de suas características. Por exemplo, os pelos que ficam perto dos lábios superiores, são chamados de “bigode mistacial”, já aqueles que se localizam no fim da bochecha recebem o nome de “bigode genal”.

Dessa forma, além do local convencional do bigode canino, eles também ocupam outras regiões da cabeça do pet, como: acima dos olhos e no queixo, chamados de supraciliares, tufos ou vibrissas interramais.

Ajuda o cachorro enxergar

Você sabia que os cães possuem ponto cego? Isso mesmo, eles enxergam até certo ponto, desde que um obstáculo não atrapalhe. Na prática, funciona assim: quando o tutor coloca um petisco embaixo do focinho do cachorro pode acontecer de ele não enxergar, pelo fato de ele ser da mesma cor do chão ou por estar posicionado no ponto cego do animal.

O identificador que informa que o petisco está ali, é o bigode localizado no queixo do cachorro. Eles são responsáveis por calcular a distância da boca até a comida e a água. Além disso, ajudam o cão a farejar.

Cachorros não devem receber carinho no bigode

Como já citamos no primeiro tópico, a parte do bigode é bem sensível, tornando-se peça importante do sistema sensorial do cachorro. Por isso, essa região não deve receber carinho, pois os cãezinhos podem se sentir irritados por causa da reação do nervo sensorial ao tocar o pelo.

Servem como protetores do cachorro

Bigode do cachorro

Cachorro feliz – Foto: Freepik

Os pelos supraciliares são localizados perto do olho do cachorro, e isso não é por acaso, pois eles têm a função de proteger os olhos do pet. Sendo assim, o bigode nessa região é uma extensão dos cílios caninos, que quando estimulados tendem a fechar os olhos do doguinho.

Os bigodes nunca devem ser cortados

Os bigodes do cachorro nunca devem ser cortados. Afinal, eles possuem funções muito importantes, que envolvem as experiências sensoriais do animal. Por isso a importância dos cuidados durante as tosas, eles podem se encontrar totalmente desorientados se os pelos do bigode forem aparados.

Bigode do cachorro – Mas se cortados, eles crescem novamente

Por mais que você não deva cortar os pelos do bigode do cachorro, saiba que se isto acontecer por algum descuido ou acidente, eles voltarão a crescer. Afinal, a anatomia do cachorro faz com que o corpo se regenere. Principalmente uma parte tão importante para a sobrevivência do animal.

Se você gostou dessas curiosidades, compartilhe o artigo com mais um amigo e cuide sempre muito bem do seu dog!