Qual é a Melhor Maneira de Exercitar Seu Cão em Climas Quentes?

Confira 5 dicas de como exercitar os cães em climas quentes

por Handreza Hayran — publicado 27 abr 2019 - 9:45

Como eles não podem falar, nossos animais de estimação não podem nos informar facilmente quando estão superaquecendo. Mas, há maneiras de exercitar seu cão em climas quentes de uma forma saudável, mesmo quando o clima está quente.

Confira as dicas para exercitar seu cão em climas quentes.

1. Diminua a intensidade e a distância dos exercícios

Exercitar seu cão em climas quentes

Quanto exercício fazer em um dia quente depende da idade e do nível médio de atividade do seu cão. Se esta é a primeira vez em muito tempo que vai exercitar seu cão em climas quentes, tente algo menos árduo, como uma busca a curta distância ou uma rápida caminhada.

O encurtamento se estende por um quilômetro ou se reduz a 10 minutos da caminhada; Permitindo que eles relaxem mais facilmente. Você pode até substituir a corrida normal por uma caminhada, só para ficar mais tranquilo no calor.

2. Utilize fontes de água limpa

Enquanto em caminhadas, você pode transportar um recipiente de água portátil e desmontável para manter a hidratação do seu cão. Piscinas, lagos, lagoas e o oceano podem estar associados a algum risco. Por isso é uma boa ideia tomar precauções de segurança se usá-las como fontes para manter a calmaria com seu cão.

3. Escolha uma área com grama na sombra

Exercitar seu cão em climas quentes

Se você tiver acesso a um local ao ar livre com gramado e sombra, como um parque com árvores, seu quintal ou uma área florestal segura, isso oferecerá uma alternativa mais fresca do que áreas iluminadas pelo sol, como campos abertos ou a calçada.

As atividades que você pode fazer nessas áreas incluem caminhadas, jogos de recuperação, corrida com as crianças ou uma caminhada.

4. Tente serviço de creche para cães

Muitos serviços de creches para cães, quer sejam em casa ou não, oferecem oportunidades de jogo no ar condicionado. O seu cão não só terá companheiros de brincadeira para manter sua companhia. Mas também terá um tempo de brincadeira supervisionado em um ambiente confortável.

5. Faça atividades em casa

Exercitar seu cão em climas quentes

Se a sua casa estiver suficientemente refrigerada para a atividade, esta pode ser uma excelente alternativa para exercitar seu cão no calor. Pois há acesso a água em todos os momentos e seu cão estará em um nível de conforto mais alto para descansar quando necessário.

Uma atividade interessante é fazer uma festa de dança, colocar algumas músicas, fazer contato visual com seu amigo peludo e fazê-la se levantar e segui-lo em toda a sua casa enquanto você dança e interage.

Muitos cães acham isso intrigante e fazem com que eles se movam e interajam com você.

Sinais de superaquecimento em cães

Uma boa regra é se você se sentir desconfortavelmente quente para você, então é ainda mais desconfortável para o seu cão. Os três sinais a seguir são indicadores que você precisa parar de exercitar seu cão em climas quentes.

1. Aumento da pressão e desidratação

Exercitar seu cão em climas quentes

Nos cães, a respiração ofegante é um mecanismo normal para aliviar o excesso de calor, resfriando a saliva da cavidade bucal. Embora não seja tão eficiente quanto a transpiração, a respiração funciona bem se o seu cão tiver a chance de respirar de maneira relativamente normal.

Se você começar a ouvir ruídos mais fortes (respiração ofegante, tosse, etc), suspiros e um aumento na frequência das panturrilhas, todos esses são sinais de que seu cão pode não estar recebendo oxigênio suficiente ou está superaquecendo.

2. Gengivas e nariz com cor diferente

Exercitar seu cão em climas quentes

As gengivas, membranas dos olhos (conjuntiva) e nariz (narinas) do seu cão são áreas onde normalmente há menos pigmentação. Olhando para essas áreas, muitas vezes você percebe que eles são bastante rosa; Isso indica que seu cão tem boa oxigenação no sangue.

Esta é uma observação útil. Especialmente quando você está correndo com seu cão e quer saber se ele está recebendo oxigênio suficiente para seus tecidos corporais.

Sinais de falta de oxigenação incluem uma mudança na cor das gengivas e nariz do seu cão. Rosa pálido será seu primeiro indicador de que você deve parar e fornecer água e uma área fria para descansar.

Se você ver vermelho, isso é indicativo de insolação. Isso significa que é hora de parar imediatamente e levar seu cachorro para um hospital de emergência. Outras cores também indicativas de emergência são azul, cinza e branco. Espero que você nunca tenha que ver isso, mas se ver, procure tratamento imediatamente.

3. Exercitar seu cão em climas quentes: intolerância ao exercício

Exercitar seu cão em climas quentes

Se você costuma exercitar seu cão em climas quentes, então você provavelmente tem uma boa ideia de seus limites. Mas o seu cão vai querer agradá-lo para que ele não diminua a velocidade ou pare quando estiver se sentindo muito quente.

Durante sua atividade, olhe para baixo com frequência para notar se há alguma mudança em sua marcha de alguma forma. Ele está diminuindo o ritmo dele, mesmo um pouquinho? Ela ou ele está procurando por água? Se assim for, então é hora de voltar para casa e diminuir o ritmo para dar ao seu cão uma chance de recuperar o fôlego.

Se o seu cão normalmente não se exercitar e você decidir que talvez o dia quente seja um bom dia para fazê-lo, dê mais atenção a ele.

Por fim, com essas opções você pode se divertir com segurança com seu cão enquanto está quente lá fora!

9 em cada 10 profissionais deseja cachorro no local de trabalho

por Cristina Possamai — publicado 20 maio 2019 - 9:45

cachorro no local de trabalho

O que falta para lhe deixar ainda mais motivado no espaço dedicado ao seu serviço? Ficar pertinho de um animal de estimação é o desejo de muita gente nos dias de hoje. De acordo com uma pesquisa realizada pela DogHero, 90% dos profissionais adoraria ter um cachorro no local de trabalho.

O estudo apontou que um espaço amigável aos bichinhos ou que permita a presença do  pet seria o melhor dos mundos.

 » Read more about: 9 em cada 10 profissionais deseja cachorro no local de trabalho  »

8 raças ideais de cães companheiros de corridas

por Cristina Possamai — publicado 19 maio 2019 - 9:45

cães companheiros de corridas

Manter a forma é indispensável para uma vida saudável e plena. Mas, você já parou para pensar que pode ter um ótimo parceiro para fazer exercício físico? Isso porque há cães companheiros de corridas. Afinal, o seu amigo de quatro patas jamais vai negar uma voltinha ao ar livre e tampouco se queixar do horário.

Todavia, é preciso reconhecer que há raças com características mais apropriadas para embarcar nessa rotina.

 » Read more about: 8 raças ideais de cães companheiros de corridas  »

Seu cachorro pode salvar a sua vida!

por Cristina Possamai — publicado 19 maio 2019 - 9:45

cães combatem o sedentarismo

Como está a sua qualidade de vida? Isso porque o grande incentivo para que você abandone o estilo de vida sedentário pode estar ao seu lado. E, provavelmente, está sempre pronto para dar um passeio ao ar livre. Ainda não entendeu? De fato, os cães combatem o sedentarismo de seus tutores.

De acordo com uma pesquisa da Universidade de Liverpool, tutores de cachorros possuem quatro vezes mais possibilidade de se exercitar adequadamente em comparação com alguém sem cachorro.

 » Read more about: Seu cachorro pode salvar a sua vida!  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

9 em cada 10 profissionais deseja cachorro no local de trabalho

por Cristina Possamai — publicado 20 maio 2019 - 9:45

cachorro no local de trabalho

O que falta para lhe deixar ainda mais motivado no espaço dedicado ao seu serviço? Ficar pertinho de um animal de estimação é o desejo de muita gente nos dias de hoje. De acordo com uma pesquisa realizada pela DogHero, 90% dos profissionais adoraria ter um cachorro no local de trabalho.

O estudo apontou que um espaço amigável aos bichinhos ou que permita a presença do  pet seria o melhor dos mundos. O estudo contou com a participação de mais de 700 trabalhadores.

Essa pesquisa indicou que até mesmo aqueles que não possuem um bichinho em casa aprovam a possibilidade de lidar com um cãozinho durante o expediente. Além disso, quase 70% deste grupo acha que trabalhar em empreendimentos nos quais cachorros são bem-vindos serviriam ainda para incentivar a adoção.

Vantagens de contar com cachorro no local de trabalho

Vale salientar que esse convívio com um cachorro no local de trabalho pode gerar inúmeras vantagens. Um estudo revelou que sete em cada dez pessoas avaliam que os animais no ambiente profissional provocam uma modificação bastante positiva. As informações pertencem ao trabalho elaborado pelo Hospital Veterinário de Banfield, da Mars Petcare, nos Estados Unidos.

cachorro no local de trabalho

cachorro no local de trabalho

Os trabalhadores apontaram que a presença dos bichinhos resulta em ânimo extra. Motivação para concluir as tarefas, diminui a tensão e a sensação de remorso pode deixá-lo em casa. Os números da Dog Hero ressaltaram que 85% se sentiram chateados e 65% aflitos ao não poder ir trabalhar com o amiguinho de quatro patas.

No território nacional, alguns empreendimentos já criaram o Pet Day. Ou seja, uma data para que os colaboradores possam contar com gato, pássaro ou cachorro no local de trabalho. Todavia, conforme o levantamento, cerca de 80% dos participantes confirmaram que não podem estar com seus filhotes durante o horário de serviço.

Para o DogHero. o estudo apenas comprovou o que já se notava no dia a dia do brasileiro. A população, de modo geral, adora seus pets e amaria estar sempre próximos deles em todos os momentos do dia. Até mesmo no momento de afazeres profissionais.

cachorro no local de trabalho

Segundo a DogHEro, é possível útil transformar a atmosfera corporativa em um lugar agradável aos animais de estimação. Isso porque a presença dos animais se torna tão benéfica para as pessoas quanto para os próximos bichinhos. Talvez, a tendência se espalhe pelo Brasil e a sua empresa abrace ideia de cachorro no local de trabalho.

8 raças ideais de cães companheiros de corridas

por Cristina Possamai — publicado 19 maio 2019 - 9:45

cães companheiros de corridas

Manter a forma é indispensável para uma vida saudável e plena. Mas, você já parou para pensar que pode ter um ótimo parceiro para fazer exercício físico? Isso porque há cães companheiros de corridas. Afinal, o seu amigo de quatro patas jamais vai negar uma voltinha ao ar livre e tampouco se queixar do horário.

Todavia, é preciso reconhecer que há raças com características mais apropriadas para embarcar nessa rotina. Basicamente, o animal precisa bem obediente, forte, disposto e com boa resistência. Por isso, a dica é conhecer alguns cães companheiros de corridas na lista a seguir.

cães companheiros de corridas

Descubra cães companheiros de corridas

Australian Cattle Dog

Também chamado de Blue ou Red Heeler, esta é uma raça de pastoreio e um animal dedicado ao trabalho. Ele é muito rápido, atlético e pode chegar até 20 quilos. Com toda a saúde, o cão tende a adorar passeios e lhe acompanhar sempre.

Labrador Retriever

Em comparação com o Heeler, o labrador tem uma massa muscular inferior. Só que também são muito resistentes para cumprir longas jornadas. Além disso, esse é um bicho de estimação muito obediente e muito indicado para ser seu companheiro de aventura.

Dálmata

Entre os cães companheiros de corridas, os dálmatas também devem constar. Afinal, essa é uma raça que consegue manter o ritmo ao correr lado a lado dos cavalos. Portanto, a sua corrida pode ser facilmente seguida por esses pets.

Boxer

Inicialmente, você deve saber que o boxer não se adapta muito bem aos locais com temperaturas muito quentes. Isso ocorre devido a forma do seu focinho que pode gerar dificuldades respiratórias. Em locais com clima ameno, o boxer é um ótimo parceiro de corridas!

Poodle

Com certeza, você se surpreendeu com essa opção. Contudo, a caça foi criada inicialmente para auxiliar na caça aos patos. Por isso, o poodle é considerado um cão esportista e possui bons instintos até os dias de hoje.

Pastor Alemão

O Pastor Alemão definitivamente faz parte do grupo dos cães companheiros de corridas. Forte, resistente e um exímio cão de guarda, o pastor também apresenta elevado instinto de proteção. Portanto, esse pode ser o melhor parceiro para fazer exercícios físicos quando se sentir desanimado ou inseguro.

Jack Russell Terrier

Embora pequenos no tamanho, os terrier possuem uma energia surreal e podem correr por um longo espaço de tempo. Quem busca um amigo de quatro patas não tão grande, essa é a escolha ideal para embalar a sua atividade física.

Border Collie

Muita gente acredita que Border Collie é o cão mais esperto do planeta. Porém, esse não é o único ponto forte desta raça de pastoreio. Corredores velozes, esses cachorros também se divertem ao receberem atenção e ocupação de seus tutores.

Antes de encontrar os cães companheiros de corridas ideais, é fundamental saber que a idade do animal deve ser respeitada. Por isso, você não deve efetuar corridas muito demoradas ou extenuantes com cães filhotes ou ainda bem novos. Essa condição abrange todas as raças.

cães companheiros de corridas

O ideal é se organizar e aumentar o tempo e a velocidade das corridas com seu pet de forma gradativa. Afinal, você e o seu parceiro de quatro patas vão ganhando condicionamento físico dia a dia.