Se você tem um cachorro cavando no jardim, sabe o quanto isso pode ser inconveniente. Afinal, você quer que as flores fiquem bonitas e bem cuidadas durante o ano inteiro, visto que é um espaço para isso.

Porém, os cachorros têm necessidades instintivas. E uma delas, é justamente cavar lugares específicos para enterrar coisas. E o jardim, claro, é um desses lugares preferidos, pois se trata de uma terra mais “soltinha” e convidativa.

Ou seja, fazê-los parar com isso nem sempre é fácil, pois é algo instintivo. E coisas instintivas, são difíceis de serem eliminadas. Porém, pode-se fazer adaptações, ensinar comandos e demais coisas que vão ajudar o seu cão entender que não pode cavar no jardim.

Neste artigo, vamos aprender tudo sobre o assunto. Portanto, continue lendo e saiba mais.

Cachorro cavando no jardim – Como fazê-lo parar?

Cachorro cavando no jardim

Cão fazendo buraco – Foto: Freepik

Quando o cachorro cavando no jardim passa a ser um problema, é porque há alguma coisa em desordem no relacionamento entre tutor e cão.

Afinal, cavar é uma atitude totalmente natural e instintiva dos cães. E, antes de qualquer coisa, o tutor precisa entender isso. Caso contrário, o problema vai ser muito maior do que ele realmente é.

Ou seja, um cachorro cavando no jardim é um cão que está seguindo seus instintos. Ele pode esconder um osso pra comer depois, pode esconder um brinquedo pra se divertir depois, etc.

Seus ancestrais faziam esse tipo de coisa pra garantir o alimento do inverno ou para encontrarem um lugar mais confortável para deitar no frio ou no verão. Portanto, isso está no sangue de nossos doguinhos e, se eles puderem, vão cavar.

Porém, com algumas dicas, você poderá amenizar essa situação ou até fazer seu cão parar com a escavação. Veja abaixo:

  • Crie lugares específicos para o cão cavar;
  • Coloque as fezes do cachorro no buraco que ele fez;
  • Proteja o jardim com cercadinhos ou grades;
  • Adapte o cultivo das plantas para vasos suspensos;
  • Chame atenção do animal para outra coisa;
  • Não brigue ou seja agressivo com o cachorro;
  • Leve o cachorro para passear e gaste a energia dele;
  • Faça um enriquecimento ambiental adequado;

Vamos entender mais sobre cada item da lista a partir de agora, para que você possa colocá-los em prática aí na sua casa. Acompanhe.

Cachorro cavando no jardim – Crie lugares específicos para o cão cavar

Uma das coisas mais importantes que o tutor precisa levar em consideração na hora de ajudar um cachorro cavando no jardim, é: ele quer, precisa e vai fazer isso, de um jeito ou de outro. Se tiver jardim, o cão vai dar uma cavadinha – mesmo que esporádica.

Por isso, algo que você pode colocar em prática, é a adequação do espaço propício para isso. Ou seja, crie um ambiente específico para o seu cão cavar, de modo que ele possa agir instintivamente neste local específico.

Pode ser uma caixa de areia, uma área com barro pra ele brincar, etc. O importante, é o cão sentir que ele pode fazer isso em determinado local – e não no meio de suas plantas.

Inclusive, ao criar uma área específica para o cão cavar, você estará enriquecendo o ambiente pra ele. Aqui no blog, já entendemos o quanto é importante o enriquecimento ambiental para os cães.

Você pode esconder brinquedos, ossos, fazer ele cavar para procurar, etc.

cão fazendo buraco

Cachorro cavando no jardim – Foto: Freepik

Cachorro cavando no jardim – Coloque as fezes do cachorro no buraco que ele fez

Por mais que muita gente ache que não, os cães são higiênicos.

Principalmente na fase adulta, eles não gostam de ficar perto das necessidades deles. Portanto, se você tem um cachorro cavando no jardim, uma boa ideia para ele parar com isso, é enterrar as fezes dele, nos buracos que ele mesmo faz.

Esta é uma maneira de fazer com que o cão fique afastado ou crie algum tipo de confusão mental por encontrar sua fezes enterradas no buraco que ele mesmo fez. Como ele não gosta de entrar em contato com isso, uma situação de desconforto vai se criar e ele vai começar a evitar as escavações.

Porém, cuidado: se cavar é uma energia que o cão gasta e você simplesmente impede ele de fazer isso, ele vai gastar essa energia (física e mental) em outra coisa, tipo roer almofadas ou destruir chinelos.

Cachorro cavando no jardim – Proteja o jardim com cercadinhos ou grades

Você não quer que o seu cão escave seu jardim? Uma coisa muito interessante que você pode considerar, é a adaptação do jardim para que o animal não invada e faça as escavações. Ou seja, você pode cercar o jardim ou criar algum tipo de barreira para o cão não entrar lá.

Funciona muito bem com cães menores, que não vão ter acesso visual ao que tem do outro lado. Porém, com cães maiores, pode ser que os cercados não sejam o suficiente, visto que eles podem facilmente pular.

Nunca coloque grades ou cercados que possam machucar o cão, deixando pontas de arame expostas ou coisa do tipo. Muito cuidado ao montar essa barreira de proteção.

Adapte o cultivo das plantas para vasos suspensos

Ter uma casa com quintal pode ser muito legal para seus cães. Afinal, é um ambiente muito convidativo para brincadeiras e muita diversão. E isso é muito benéfico para a saúde mental deles, visto que vão ter uma área bem legal pra brincar e correr.

Porém, o ônus disso, é que os cães podem começar a se interessar por fazer escavações. Essas escavações são para cumprir um instinto ou apenas para gastar energia. E suas plantas tão lindas podem ser destruídas em um piscar de olhos.

Por isso, uma dica bem interessante é adaptar o seu estilo de jardim. Fazer um jardim vertical é uma boa ideia, visto que o cão não vai ter acesso as plantas e muito menos ao barro para escavar. Assim, se o cão escavar o quintal, pelo menos, não será no meio de suas plantas, não é mesmo?

Cachorro cavando no jardim

Cachorro cavando no jardim – Foto: Freepik

Chame atenção do animal para outra coisa

Uma coisa que funciona muito bem com os cães, é o fato de chamar a atenção deles para alguma situação. Eles são muito curiosos e, quando percebem o tutor chamando pra alguma coisa, vão ter muito interesse em saber do que se trata.

E você pode usar esse comportamento a seu favor, de modo que você chame a atenção do animal para outra coisa, enquanto que ele está cavando no quintal.

Por exemplo, ao notar a escavação, você pode chamá-lo pra dentro para ele brincar com alguma coisa, pode fazer barulho no saco de ração, pode fazer algum ruído alto, ou algo do tipo. Ao “quebrar” o foco dele na escavação, ele vai parar de fazer o que está fazendo.

É claro que nem sempre vamos ver quando o animal está escavando. Mas quando notarmos, podemos chamar atenção de alguma forma.

Não brigue ou seja agressivo com o cachorro

Alguns tutores acreditam que os atos punitivos ajudam a fazer os cães ficarem mais obedientes e entendem o que podem e o que não podem. Mas isso não é verdade. Cães agem por instinto. Eles até podem aprender comandos, mas sempre terão instintos guiando sua vida.

Desta forma, não vai adiantar brigar ao ver o cão escavando o quintal, pois ele vai continuar e, pior: ficará muito estressado, pois seu tutor estará agindo de forma “estranha”.

Nós já escrevemos aqui no blog como você pode agir com seu cão sem brigar, veja: Como educar um cachorro sem brigar ou bater?

Não brigue ou seja agressivo verbalmente com seu cão. Muito menos, utilize violência física.

Isso só traz problemas para a relação de cão e tutor, de modo que haja um desgaste enorme – e o cão não entende o que está acontecendo, mas sente que seu tutor, ao qual ele confia demais, está agindo estranho.

Cachorro cavando no jardim

Cão escavando – Foto: Freepik

Leve o cachorro para passear e gaste a energia dele

Se você é um tutor experiente, sabe da importância que é levar o seu cão para passear regularmente.

Isso gasta energia física, mental, faz o cão farejar, etc. Portanto, se você notar o seu cão escavando o quintal, pode ser que ele esteja passando por uma concentração de energia muito grande naquele momento.

Por mais que você tenha um quintal bem grande em casa e julgue que não é necessário levar o cão para passear por este motivo, saiba que, ainda assim, o cão precisa sair para andar.

Os passeios ajudam em muitas outras questões de gasto de energia, que não apenas a energia física.

Faça um enriquecimento ambiental adequado

E por fim, faça o enriquecimento ambiental para o seu cachorro ter opções para brincar e gastar energia em casa. Espalhe brinquedos, crie desafios, adapte o seu jardim, crie um ambiente exclusivo para o cão escavar, etc.

Quanto mais você conseguir oferecer ao cão um ambiente divertido e dinâmico, melhor pra ele e para a relação de vocês.

Inclusive, usar o reforço positivo como método de adestramento, vai ajudar o cão a entender o que ele pode e não pode.

Cuide do seu dog!