Você sabia que o rabo do gato desempenha funções vitais e em algumas situações pode salvar seu dono de uma queda sem sucesso?

Os representantes da família felina distinguem-se pela excelente audição, visão aguçada e olfato desenvolvido. Eles têm patas muito hábeis e uma reação incrível, mas a riqueza mais importante dos gatinhos é o rabo.

Reunimos para você 6 fatos interessantes sobre o rabo do gato.

1 – O rabo do gato ajuda-o a manter o equilíbrio

O rabo do gato ajuda-o a manter o equilíbrio, a ficar sobre as patas, correr atrás da presa e pular sobre ela. O rabo do gato é um contrapeso que o ajuda a andar em cercas estreitas, prateleiras e até portas, além de fazer curvas fechadas e não cair.

2 – Há mais de 20 ossos no rabo do gato

A cauda de um gato consiste em três partes: a raiz da cauda, ​​a haste da cauda e a ponta da cauda. O número total de vértebras chega a 27. Graças a isso, a cauda é tão móvel e elástica.

3 – Lesão no rabo do gato são perigosas

gato

Gato  fazendo pose. Fonte: Freepik

A cauda do gato consiste em um grande número de terminações nervosas. As ameaças à cauda são inúmeras: a cauda pode ficar embaixo de um carro, ser beliscada por uma porta ou pelo pé de uma criança, ou se machucar em uma queda ou briga.

Danos na cauda levam a consequências como:

  • Paralisia;
  • Dor crônica;
  • Dificuldade para urinar;
  • Mal-estar.

4 – Alguns gatos vivem sem cauda

Alguns gatos não têm cauda por duas razões: após lesão ou características da raça. Se o gato perdeu a cauda devido a uma lesão, a princípio será desconfortável e incomum se mover. Aos poucos, o gato se acostuma a viver sem cauda: a coordenação e os movimentos do gato voltam ao normal.

Em alguns gatos, a ausência de cauda é uma característica da raça. Essas raças incluem:

  • Kuriles;
  • American Bobtails;
  • Manx.

Essas raças vivem bem sem cauda. A natureza os dotou de um corpo forte e pernas traseiras musculosas.

Observe que os mais famosos representantes das raças sem cauda, têm um pequeno rudimento de 2 a 8 cm, por isso um charmoso pompom se destaca em seu traseiro fofo. A ausência completa da seção da cauda é característica apenas do Manx e de suas subespécies.

Todas essas raças surgiram como resultado de uma mutação genética, portanto, sua peculiaridade está com eles desde o nascimento.

É mais difícil para os animais que perderam a cauda devido a traumas, mas mesmo assim, eles podem se adaptar às novas condições com o tempo.

5 – Apenas os gatos domésticos podem levantar o rabo

gato

Gato fofo. Fonte: Freepik

Devido à estrutura especial do corpo, os grandes gatos selvagens não conseguem manter a cauda levantada por muito tempo. Isso só pode ser feito por um gato doméstico.

  • Veja também: Gato Persa: o que você não sabe sobre esses felinos

6 – Os gatos usam suas caudas para se comunicar

A cauda desempenha um papel importante na comunicação dos gatos. Com a ajuda deles, os gatos expressam suas emoções. Pela cauda você sempre pode determinar o humor do gato.

Entendendo o gato pela cauda

  • A cauda está desgrenhada e abaixada – o gato está com medo;
  • Uma cauda levantada – uma saudação, a alegria do encontro;
  • Cauda inquieta abaixada – o gato está de mau humor. Melhor deixá-lo sozinho;
  • Cauda levantada com ponta curva – o gato está feliz, quer ser amigo;
  • Cauda levantada ligeiramente vibrante – o gato está animado e feliz em vê-lo;
  • A cauda é pressionada para baixo – um sentimento de medo ou culpa. Aparentemente, o gato se comportou mal;
  • Cauda levantada e despenteada – forte excitação ou sensação de ameaça;
  • A cauda é dobrada ao longo do corpo – o gato está apaixonado.

7 – Termorregulação

gato lindo

Gato lindo. Fonte: Freepik

Durante o calor do verão, o gato usa o rabo como leque – poucas pessoas sabem desse fato interessante.

Assim, o animal reduz sua própria temperatura corporal e o salva de um possível superaquecimento. E se o corpo do gato não tiver calor suficiente, o animal começará a se enrolar em uma bola compacta, enquanto sua cauda cobrirá o nariz e os olhos – isso é feito para reduzir a perda de calor.

8 – Caçando

Durante a caça, o gato abaixa a cauda o mais baixo possível e tenta mantê-la paralela à superfície da terra. Em certos casos, pode-se até notar uma leve contração da ponta da cauda – de forma tão simples, o animal tenta conter sua crescente excitação.

Aqueles que acidentalmente perdem a cauda podem por muito tempo perder a graça nos movimentos e a confiança no andar, e terão que aprender a viver sem uma ferramenta de equilíbrio tão conveniente.

Por que você não pode puxar o rabo do gato?

As crianças pequenas não entendem por que um gato precisa de um rabo e, muitas vezes, puxam-no. Você não pode culpá-las por isso, mas vale muito a pena ensiná-las porque elas não devem fazer isso.

As vértebras da cauda são rodeadas por um grande número de terminações nervosas, de modo que o manuseio descuidado dessa parte importante do corpo é acompanhado por dores agudas por todo o corpo.

Não se esqueça de que o rabo do gato é uma extensão da coluna vertebral. Sua lesão pode afetar a mobilidade dos membros – e até mesmo o funcionamento do sistema geniturinário.

Devido à frequente tentativa de puxar o rabo do gato, ele pode começar a se vingar, deixando poças de xixi por todo o lugar. Não faz sentido repreendê-lo por tal comportamento, pois é ele quem terá razão nesta situação.

Certifique-se de ensinar seu filho a lidar com animais de estimação. As crianças entendem bem o significado da palavra “dor”, por isso nunca farão mal aos seus animais de estimação, sabendo das possíveis consequências das suas ações.