Saber cuidar do cachorro nas férias é fundamental para que ele também possa aproveitar os momentos de lazer em família com segurança e conforto. 

Afinal, sabemos que as férias podem ser bem empolgantes para nós, mas não devemos nos esquecer de que os pets podem não compreender muito bem porque determinadas coisas estão acontecendo.

Por isso, neste texto do Portal do Dog, nossa equipe reuniu uma série de considerações importantes que podem ajudar você. Não deixe de conferir!

férias com o cachorro

Vários cães na praia – Foto: Canva

Dicas de como cuidar do cachorro nas férias!

Antes de qualquer coisa, queremos apresentar a você uma listinha com dicas gerais de como cuidar do cachorro nas férias. Veja só:

  1. Planeje as férias com o seu cão;
  2. Faça um check up na saúde do pet;
  3. Tente manter uma rotina;
  4. Não negligencie os exercícios;
  5. Cuidado com as alterações na alimentação;
  6. Considere levar a cama e os brinquedos para a viagem;
  7. Coloque uma coleira de identificação;
  8. Não deixe seu cão sozinho sem supervisão;
  9. Certifique-se que o cão está acostumado a andar de carro;
  10. Cuide da higiene do cão;
  11. Forneça momentos de silêncio e calma;
  12. Dê amor e carinho;
  13. Tire as dúvidas com o veterinário.

Agora, vamos juntos explorar cada uma dessas dicas, para que seja mais fácil na hora de lidar com a rotina temporária dos momentos de descanso. Continue lendo!

Veja também ideias de hospedagem para cachorro nas férias.

1. Planeje as férias com o seu cão

Antes de qualquer coisa, é muito importante que você planeje, de fato, as férias com o seu cão. Isso quer dizer que alguns pontos devem entrar em um verdadeiro checklist, como, por exemplo:

  • Escolher um hotel que permita a estadia de animais de estimação;
  • Considerar custos com veterinário e atendimento emergencial caso aconteça alguma coisa;
  • Selecionar um destino que permita que o cão possa passear e brincar com segurança;
  • Construir uma espécie de rotina, montando horários para descansar, brincar, passear, comer e até tomar banho se houver necessidade.

2. Faça um check up na saúde do pet

A saúde do seu pet é um bem precioso que precisa ser cuidado com atenção. Por isso, antes de curtir as férias com o seu amigo de quatro patas, não se esqueça de fazer um check up.

Além disso, lembre-se da importância de atualizar as possíveis vacinas atrasadas, e com antecedência à viagem, a fim de que o pet fique protegido ao conhecer um novo local.

Isso tudo vale, obviamente, para quando você deseja cuidar do cachorro nas férias na hora de viajar.

Saiba mais sobre as frequências das consultas ao veterinário.

tutora com seu cão

Tutora com seu cachorro – Foto: Canva

3. Tente manter uma rotina

A gente sabe que férias é sinônimo de descanso e de certa espontaneidade, mas, assim como a quebra total da rotina pode ser ruim para nós, para os cães ocorre a mesma coisa.

E pior: nós, seres humanos, ainda temos o conhecimento e a consciência de que estamos de férias e por isso a rotina mudou. Já os cães não conseguem ter esse discernimento.

Portanto, tente manter um pouco da rotina do seu amigo de quatro patas. Aqui, podemos pensar em questões relacionadas à alimentação, horas de sono, brincadeiras e passeios, e assim por diante.

Tentar seguir uma agenda semelhante à vivida no dia a dia ajuda o pet a reduzir os níveis de ansiedade por estar vivendo algo novo.

Além disso, manter a rotina é crucial para que quando você volte a trabalhar, o cão não se sinta “abandonado” por você.

4. Não negligencie os exercícios

Apesar de as férias serem bem convidativas para momentos de descanso e de certa preguiça, negligenciar os exercícios do pet pode ser bem ruim.

Primeiro, porque ele pode acabar ficando com muita energia acumulada, descontando isso em comportamentos inapropriados.

Segundo, porque a falta de exercícios pode afetar a saúde mental do pet, deixando-o ainda mais ansioso por estar vivendo algo diferente.

Por conta desses fatores, lembre-se de priorizar, no decorrer das férias, aqueles momentos de atividades para mexer o corpo do pet. Pode ser corrida ao ar livre, brincadeiras diversas, até natação – desde que o cão saiba nadar bem e o ambiente seja seguro, claro.

Entenda de quanto exercício um cachorro precisa.

cão na praia

Cachorro na praia – Foto: Canva

5. Cuidado com as alterações na alimentação

Todo mundo ama comer alguma coisinha diferente durante as férias e os momentos de folga, e isso é praticamente inegável.

E muito embora os petiscos gostosos possam ajudar o cão a ficar mais calminho e feliz nas mudanças de rotina das férias, é importante não alterar demais o que ele come.

Isto é, se você realmente quer saber como cuidar do cachorro nas férias, lembre-se da premissa de que a alimentação dele ainda precisa ser equilibrada, e que alterações bruscas podem até causar danos na saúde mental do animal.

Além do mais, se você “mimar demais” com comidinhas que ele gosta, como petisco, pode ser que deixe o cão mal acostumado e que, mais tarde, na hora de retornar à rotina normal, ele acabe tendo dificuldades para se adaptar.

Também não podemos nos esquecer de que cães não são pessoas. Eles não pensam que estão de férias e que “merecem” mais comidas diferentes. Portanto, não humanizar tanto a situação pode ajudar a evitar o impulso de enchê-lo de comidas diferentes.

6. Considere levar a cama e os brinquedos para a viagem

Se você vai viajar, na hora de cuidar do cachorro nas férias é importante levar a caminha dele e alguns brinquedinhos que ele gosta muito.

Isso o ajuda a se sentir mais “em casa” no lugar estranho, diminuindo as possibilidades de ele ficar muito estressado ou ansioso.

Além do mais, é mais fácil cativá-lo com brincadeiras que ele já está acostumado, concorda?

Portanto, faça uma listinha do que é importante levar, observando os brinquedos favoritos do pet.

7. Coloque uma coleira de identificação

Nós nunca queremos perder o nosso amigo de quatro patas, especialmente durante uma viagem especial. Porém, não podemos ser negligentes a ponto de, simplesmente, acreditar que esse tipo de coisa nunca vai acontecer por nós.

É a velha premissa de que prevenir sempre será muito melhor do que remediar uma situação ruim. 

Portanto, para evitar que você acabe perdendo as suas férias para encontrar seu amiguinho, considere colocar uma boa coleira de identificação.

Nela, coloque nome, telefone, endereço e alguns contatos a mais. Você pode colocar o seu contato e até de outros amigos que estão viajando com você.

O importante é garantir que essa coleira se transforme em uma verdadeira ponte de conexão entre você e o seu pet.

Além disso, não negligencie o uso da coleira conectada à guia durante os passeios. Por mais que o seu cachorro possa estar acostumado a andar sozinho enquanto você passeia com ele pela cidade, lembre-se de que, durante uma viagem, você está em um lugar estranho.

Se porventura acontecer alguma coisa que o cão não está acostumado, ele pode simplesmente se assustar e sair correndo. Portanto, além de identificar a coleira, deixe-a sempre conectada a você.

Veja também: Cachorro que odeia a coleira: isso é normal?

cão na praia

Cão na praia – Foto: Canva

8. Não deixe seu cão sozinho sem supervisão

Partindo do mesmo ponto que trouxemos acima, evite, ao máximo, deixar o seu cachorro sozinho sem supervisão, especialmente em áreas públicas.

Pode até parecer que o cachorro não está se importando muito com as alterações do ambiente, mas, ainda assim, ele está em um lugar “estranho” e pode começar a estranhar o que ocorre em sua volta, tentando se esconder em seguida por conta disso.

Dessa maneira, sempre deixe alguém observando o pet, inclusive em ambientes fechados. Além disso, reforçamos a ideia de que, em ambientes abertos, o ideal é manter o cachorro sempre na guia, mesmo quando ele está acostumado a viajar.

Assim, torna-se mais fácil cuidar do cachorro nas férias, sem surpresas desagradáveis.

9. Certifique-se que o cão está acostumado a andar de carro

Se você vai passear de carro com o seu cachorro, é crucial que certifique-se de que ele está acostumado, especialmente se os trechos forem muito longos.

Afinal, se você quer mesmo cuidar do cachorro nas férias, não se esqueça de fazer esse preparo prévio para evitar estresse e ansiedade no seu amigo.

Pois pare e pense: se ele nunca viajou de carro, como ele irá reagir ao perceber o veículo em movimento enquanto ele está preso em uma caixa, por exemplo? Pois é.

Por isso, com antecedência, comece a dar pequenas voltas com o pet, em trechos mais curtos, como no seu bairro, por exemplo.

E caso até isso pareça difícil para o cão, devido ao fato de ele ficar preso, coloque-o na caixinha de transporte fora do carro durante alguns minutos por dia, ao longo de uma semana, mais ou menos, sempre trabalhando com o reforço positivo para ele se sentir cada vez mais confiante e tranquilo.

À medida que ele for se adaptando à caixa, deixe-o um pouquinho no carro dessa forma, sempre com supervisão, claro. E só depois inicie os passeios para, no fim, conseguir viajar com o cão dentro do carro sem grandes contratempos.

E, ah! Mesmo que ele se acostume, não negligencie a necessidade de fazer pausas para ele caminhar um pouquinho e fazer as necessidades, combinado?

10. Cuide da higiene do cão

Um dos pontos que devemos cuidar do cachorro nas férias é a sua higiene. Se ele estiver passeando em locais diferentes, e até mesmo interagindo com outros animais ou pessoas, é crucial cuidarmos de sua higiene.

Para isso, deve-se escovar os pelos, os dentinhos, cuidar da sujeira que fica na unha, limpar as patinhas, e assim por diante.

Esses cuidados são especialmente importantes em cidades praianas, já que o sal pode acabar se acumulando na pelagem e no corpo do pet, o que poderia causar danos à saúde cutânea.

Em situações extremas, quando você percebe que o cão se sujou demais, não hesite na hora de dar um banho nele. É muito importante manter o seu amiguinho limpinho para protegê-lo contra problemas de saúde. 

Outro ponto importante é que, limpinho, ele também pode dormir com você no hotel, sem problemas, concorda?

férias com o cachorro

Garantir que seu cachorro desfrute das férias com segurança e conforto exige cuidado e considerações importantes. Foto: Canva

11. Forneça momentos de silêncio e calma

Viajar é muito empolgante e ficamos desejando conhecer diversos locais, todos os dias. Porém, na hora de cuidar do cachorro nas férias, precisamos nos lembrar de que eles precisam de momentos de descanso e silêncio para não serem estimulados a ponto de ficarem irritados e ansiosos.

Portanto, considere reservar algumas horas do dia para deixar o cachorro descansando, se possível, sozinho em algum cantinho do hotel.

Você não precisa ficar interagindo com ele o tempo todo, mas deve sempre estar de olho para ver se está tudo bem.

Apenas cuide para não invadir o espaço do seu amigo de quatro patas o tempo todo, pois isso pode ajudá-lo a ter momentos de relaxamento que são cruciais para ele recuperar a energia e, ao mesmo tempo, equilibrar as emoções.

Afinal, assim como nós, humanos, podemos ficar com grandes oscilações de emoções nas férias, os nossos pets também podem passar por isso. Portanto, cuidar para evitar excesso de exposição emocional e garantir mais conforto é crucial para eles.

12. Dê amor e carinho

Durante toda a viagem, não se esqueça de dar amor e carinho para o seu pet. E se você vai ficar em casa, esses cuidados também fazem a diferença.

Aproveite para compartilhar momentos de qualidade com ele, se divertindo, brincando e explorando coisas novas.

Colocando em prática boas medidas de cuidados com os pets nas férias, torna-se possível criar momentos memoráveis.

Você não precisará ficar mimando o pet de modo a dar mil e uma comidinhas para ele, mas, sim, poderá mimá-lo com carinho, palavras de amor, cuidado, e muito mais.

Dessa maneira, temos certeza de que as chances de vocês viverem férias inesquecíveis será muito maior!

Aproveite, ainda, e exercite a paciência, pois pode ser que o cão acabe ficando um pouco nervoso em alguns momentos, e você terá que lidar com ele de forma amorosa para vencer esses desafios.

13. Tire as dúvidas com o veterinário

Para finalizar a nossa lista de dicas de como cuidar do cachorro nas férias, não se esqueça de conversar com o veterinário do seu amigo de quatro patas.

Ele é o profissional qualificado para tirar as suas dúvidas com mais assertividade e garantir que você possa cuidar da alimentação, da rotina e da saúde do cão com mais coesão.

Na dúvida, sempre converse com um profissional qualificado e não negligencie isso, combinado?

Agora, é só aproveitar as férias da melhor forma. Boa diversão e bom descanso!